O dia em que as FARC invadiram o Brasil!!!


Operação Traíra!!!


https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/3/3e/FARC_areas_of_operation.jpg

Em 26 de fevereiro de 1991, um grupo de 50 guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, que se auto denominava “Comando Simon Bolivar”, invadiu o território brasileiro, na fronteira entre Brasil e Colômbia, nas margens do Rio Traíra no Estado do Amazonas, esses malditos atacaram de surpresa o Destacamento Traíra do Exército Brasileiro, que estava em instalações semi – permanentes e possuía efetivo muito inferior a covarde ofensiva guerrilheira. A inteligência do Ministério da Defesa, afirmou que o ataque teve como o principal vetor, a repressão exercida pelo destacamento de fronteira dos militares brasileiros ao garimpo ilegal na região. Todos os atos de garimpeiros ilegais eram financiamento das FARC. Nesse ataque cruel e covarde, morreram três militares brasileiros e vinte e nove ficaram feridos; várias armas, munições e equipamentos foram roubados.

Início da Operação Traíra:

Imediatamente as Forças Armadas do Brasil, autorizadas pelo excelentíssimo senhor presidente Fernando Collor de Mello e com o conhecimento e apoio do Presidente colombiano César Gaviria Trujillo, deflagraram secretamente a Operação Traíra, com o objetivo de recuperar o armamento roubado e desencorajar novos ataques. Por final, apenas o Exército Brasileiro atuou no território colombiano, dizimando as forças rebeldes colombianas e conquistando parte do território colombiano por um dia inteiro.

Força Aérea Brasileira:

A Força Aérea Brasileira apoiou a Operação Traíra, com 8 helicópteros de transporte de tropasH-1H, 12 aeronaves de ataque ao solo AT-27 Tucano e aviões de apoio logístico C-130 Hércules e C-115 Búfalo. Também as forças especiais PARA-SAR atuaram junto com o Exército Brasileiro.

Marinha do Brasil:

A Marinha do Brasil apoiou a Operação Traíra com um Navio Patrulha Fluvial, que ficou baseado em Vila Bittencourt, cooperando com o apoio logístico e garantindo a segurança daquela região.

Exército Brasileiro:

comandos6lh8

O Exército Brasileiro enviou suas principais tropas de elite: Caçadores Especiais da Força de Ação Rápida e combatentes da Brigada Paraquedista. (Cerca de 150 soldados ao total)

Forças Especiais do Exército Brasileiro e Força Aérea: Brigada de Forças Especiais – Exército Brasileiro e PARA-SAR – Força Aérea Brasileira. (Somando cerca de 100 combatentes)

COMANDOS – Mais de 100 homens

100 Guerreiros do CIGS integrados ao 1º Batalhão Especial de Fronteira, junto com o 1º Batalhão de Infantaria de Selva.

Aeronaves e funções:

6 Helicópteros HM-1 Pantera: Tinha a principal função de invadir o território colombiano, sem aparecer nos radares da Força Aérea Colombiana, já que o governo brasileiro quebrou a promessa de não utilizar aeronaves de combates. Cada uma dessa aeronave, era responsável em carregar combatentes caçadores das forças especiais, para se infiltrar no território inimigo para se obter dados estratégicos, análises cartográficas e calculos de invasão. (UMA DAS PRINCIPAIS LEIS DE SUN TZU: RECONHECIMENTO DE TERRENO INIMIGO ANTES DE UMA INVASÃO). Após 15 hrs, as mesmas aeronaves soltaram os guerreiros das forças especiais e da Força de Ação Rápida, que iniciaram a invasão após 2 hrs.

HA-1 Esquilo: Trabalhou junto com o HM-1 Pantera para dar apoio de fogo, que em seguida, transportou rapidamente os integrantes dos COMANDOS para o local da invasão. Como tática de intimidação, também deu cobertura aos nossos guerreiros de selva que estavam de prontidão nas margens do rio a 1 km da base, que em seguida, foram os principais responsáveis por invadir e conquistar a principal base da FARC.

NOTA: AS AERONAVES HM-1 PANTERA E HA-1 ESQUILO NÃO PODEM SER PERCEBIDAS NA MAIORIA DOS RADARES, POIS POSSUEM UMA BAIXA ASSINATURA RCS (Radar cross section) QUE INDICA PEQUENA CAPTURA DE ONDAS ELETROMAGNÉTICAS QUE SE FOREM BAIXAS, NÃO PODEM SER IDENTIFICADAS NA TELA. ESSA É A MAIS USADA TECNOLOGIA PARA AVIÃO FURTIVO OU TECNOLOGIA STEALTH. ATUALMENTE É MUITO USADO PELO BRASIL.

Exército Colombiano:

O Exército Colombiano não fez merda nenhuma, os inúteis só fizeram a merda de um bloqueio extremamente distante da operação feita pelo Exército Brasileiro. A única coisa de interessante, é que o presidente da Colombia apoiou a operação e mesmo assim, não moveu um soldado para atacar a base da FARC. Em resumo, eles só bloquearam a rota de fuga, mantendo uma puta distância dos guerreiros brasileiros… O que mais me irrita profundamente, é que a rota que eles bloquearam, é estratégicamente posicionada para proteger uma das bases norte-americanas. Por exemplo, A distância da base da FARC, era de 90 km, sendo que mais 55 km a frente após um rio, havia uma estrada de barro que ligava a base norte-americana. Ou seja, quem limpou toda a sujeira, quem enfraqueceu a FARC, FOI O EXÉRCITO BRASILEIRO! Precisamos invadir a merda da Colombia pra ensinar o que é arte de guerra na selva!
Segundo a nota dada pelos militares colombianos, o bloqueio foi feito a pedido do seu próprio presidente, para não prejudicar a logística dos militares norte-americanos. Segundo o o arquivo, a operação feita pelo Brasil, foi muito criticada pelo governo colombiano e americano (PORQUE SERÁ?!) Apesar que recebia apoio do próprio presidente. De acordo com a mesma notificação, os americanos temiam que os brasileiros invadissem sua base, pois o Sistema Nacional de Informação do Brasil (hoje ABIN), tinha dados exatos que muitos guerrilheiros colombianos se abrigavam nas proximidades da base de militar do Tio Sam.

Raciocínio do Redator:

Agora, meus bons companheiros, eu lhes pergunto: “PORQUE DIABOS, FOI FEITO UM BLOQUEIO FAVORECENDO OS ESTADOS UNIDOS? E POR UMA SANTA “COINCIDÊNCIA”, GUERRILHEIROS REBELDES SE ABRIGAVAM NAS “PROXIMIDADES” DA BASE AMERICANA”. Se os americanos se consideram a maior potência do mundo, porque se borraram de medo da operação do exército brasileiro? Vai ver, o rostinho delicado dos SEALS não resistem os tapas na cara das Forças Especiais do Brasil. Talvez não seja isso, vai ver, os degraçados, teriam SIM abrigado os vermes da FARC. E hoje, por uma SANTA “COINCIDÊNCIA”, a Colombia começa a fazer as pazes com os revolucionários, ganhando apoio total dos americanos.

Resultados da operação:

O saldo da Operação Traíra foi de 15 guerrilheiros colombianos mortos, mais de 100 capturados, maior parte do armamento e equipamento recuperados, e a base foi completamente destruída e bombardeada. Desde desse dia, nunca mais se soube de invasões da FARC em território brasileiro, e muito menos de ataques a militares brasileiros. O Governo Argentino elogiou a operação, dizendo que as Forças Armadas do Brasil tomaram um território internacional e de difícil acesso em menos de 20 hrs, a invasão foi superior diante de qualquer “BLITZKRIEG” (GUERRA-RELÂMPAGO – Doutrina militar em nível operacional que consistia em utilizar forças móveis em ataques rápidos, a principal arma de Hitler que o fez conquistar maior parte da Europa).
Em resumo, a operação foi uma vitória absoluta do Brasil, que invadiu um terreno que era impossível de ser invadido, devido a densa biodiversidade da selva, dentro do horário noturno, atuando com aeronaves de combate e desobedecendo milhares de leis diplomáticas. E veja só, fizemos isso “brincando”, agora imagina se fosse sério? Tomaríamos a Colombia e a Venezuela de olhos fechados!!!

Colhemos os frutos dessa magnífica operação até hoje, o CINDACTA I confirmou de que as atividades de aeronaves ilegais no país, está cada vez mais raro de se acontecer. Atividades clandestinas diminuiu em quase 100%, garantindo a nossa soberania. Com isso, ganhamos o total respeito até do parlamento frances, que elogiou o Brasil por ser o ÚNICO país de TODAS AS AMÉRICAS, que teve a ousadia de invadir um país só para conter ações terroristas, podemos dizer em teoria, fizemos bem mais que os americanos fazem hoje.

(ISSO VALE PRA ESQUERDISTAS REVOLTADINHOS E OUTROS QUE SÓ SABEM FALAR MAL DAS FORÇAS ARMADAS)

BRASIL!!! SEMPRE ACIMA DE TUDO!!!

Sobre Joshua Duarte

Gosto de Filmes e livros de ficção, fantasia (principalmente Héry Póty), história e + ou - Best Seller. Odeio Gente idiota, ignorante, Poser, e que só sabe falar bem ou mal de PT e PSDB, pq pra mim é tudo a mesma bosta. Haaaaaa!!! Quase que eu esqueço, adoro rock e odeio funk, por mim, poderia cair um raio em cima de tudo que for funkeiro.

Publicado em 08/28/2015, em América do Sul, Brasil, Notícias e marcado como , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 8 Comentários.

  1. Se defender os morros do Rio ja foi difícil. rsrsrsrs

    Curtir

  2. Pedro Luiz Feix Maia

    ORGULHO-ME DAS FORÇAS ARMADAS VERDE AMARELAS. vermelhinhos, tremei-vos !!!!!!

    Curtir

  3. eadem@ig.com.br

    Segundo eu creio, um dos primeiros (senão o primeiro) cursos de GUERRA NA SELVA do mundo foi criado pelos norte-americanos na Zona do Canal do panamá durante a Segunda Guerra Mundial e de lá saíram os “Jungle Expert” que integraram as tropas dos “Marines”, “Rangers”, pára-quedistas e mesmo do USArmy desde o ano de 1942 até bem popuco tempo atrás (não me recordo quando cessou… se é que cessou).

    Muitos militares brasileiros fizeram esse curso no Panamá até o final dos anos 60 do século passado (o XX), mas os Governos Militares notando que esse curso fornecido pelos norte-americanos pouco acrescentava aos militares brasileiros em técnicas de combate e conhecimento de guerra na selva, decidiu cancelar o envio de aprendizes ao Panamá e criou um curso 100% nacionalizado de Guerra na Selva, que com o decorrer do tempo tornou-se no mais respeitado de todo o mundo.

    Contudo, mesmo nos anos áureos do cursinho boceta fornecido pelos viados norte-americanos aos ansiosos milicos baba-ovos do mundo inteiro, os soldados brasileiros sempre se sobressaíram no Panamá e contarei um “causo” ocorrido se não me engano em 1961, 62 ou 63… sei lá! Não me lembro bem, mas aconteceu!

    Nesses cursos de “guerra na selva” do Panamá os norte-americanos sempre se esmeraram em impressionar os aprendizes visitantes, empregando o máximo de tecnologia, equipamentos, fartura de meios e é claro… a boçalidade, empáfia e viadagem dos instrutores do Tio Sam.

    O latino-americanos em geral e os brasileiros em particular sempre eram tratados como escória e num desses anos acima citados, as bonecas de Washington cismaram de realizar uma enorme operação com milhares de tropas trazidas por ar, a maioria delas da legendária (para eles) 82ª Divisão de Infantaria aerotransportada, que faria o “papel principal” nas mega-manobras pra mostrar aos “cucarachos” do planeta que os EUA tinham capacidade de intervir pra valer em qualquer canto do mundo, principalmente na América Latrina, considerada “quinta” dos EUA e adjacências.

    Claro que as tropas estrangeiras do tal curso de guerra na selva fariam o papel de “inimigo” e entre estas, estavam os pára-quedistas brasileiros do então Batalhão “Santos Dumont”, do antigo Núcleo de Divisão Aero-Terrestre.

    Pois bem… feitos os acertos para as manobras, os “inimigos” (as tropas latino-americanas lideradas pelos brasileiros) tomaram posições nas áreas de manobras panamenhas, enquanto os norte-americanos davam um show de viadagem e oprganização lançando milhares de pára-quedistas, armas, equipamentos e provisões da 82ª Divisão lá deles, que logo em seguida aos saltos, invadia a área de manobra como se eles fossem os “mocinhos do pedaço”, inclusive ignorando os fiscais de campo quando alguns dos seus integrantes deviam se fingior de mortos ou cair prisioneiros diante das fracas tropas “inimigas”.

    No primeiro dia de manobras a 82ª conquistou muitas posições desobedecendo às regras das manobras e os soldados latinos, principalmente os brasileiros, ficaram P. das vidas com essa sacanagem e decidiram dar o troco no dia seguinte.

    Quando a zorra recomeçou, todos os “inimigos” latino-americanos calaram baionetas e quando os boçais mas ingênuos norte-americanos da 82ª voltaram a tentar posar de “mocinhos”, entraram na porrada pra valer e foram ameaçados de morte à ponta de baioneta, o que fez inúmeros americanos fugirem aterrorizados, ou se renderem e a manobra foi bagunçada e os EUA ficaram de cara no chão, pois nunca antes uma manobra sofrera tamanho fracasso.

    Foi por essa e outras que o então Governo Militar Brasileiro (que era do ramo) decidiu fundar seu próprio curso de Guerra na Selva que hoje, é o MELHOR DO MUNDO!

    Moral da estória: Soldado americano, da Otan e japoneses da atualidade só batem em cavalo morto. Se estourar uma guerra pra valer eles vão levar uma surra maior da que os alemães e japoneses aplicaram nos franceses, ingleses e americanos no início da guerra passada.

    Que saibam as bestas que babam os ovos e soltam as roscas pros americanos, que os EUA, Inglaterra e França só VENCERAM DE ARAQUE à WWII porque os CHINESES e principalmente os RUSSOS além de outros (canadenses, sul-africanos, indianos, gregos, poloneses, australianos, neo-zelandeses e é claro, brasileiros) fizeram todo o trabalhop sujo matando alemães e japoneses, porque se não, hoje metade do mundo falaria alemão e a outra metade, japonês.

    Ou algum idiota pensa que os bombardeios da RAF e da USAAF venceram a guerra sozinhos?

    Se duvidam, estudem melhor a verdadeira História descartando toda a propaganda judaica, maçônica, impérialista e principalmente a anti-comunista e perguntem das muitas testemunhas que ainda estão vivas, pra pararem de passarem vergonha quando falam merda!

    Curtido por 1 pessoa

  4. Altomar Lima Junior

    Maravilha de exército, verdadeiros brasileiros, eu lembro bem dos comentários na época, é isso ai, parabéns as forças armadas do Brasil verdadeiros patriotas.

    Curtido por 1 pessoa

  5. Mesmo com equipamentos velhos, as forças armadas mostraram um excelente nível de destreza.

    Se políticos tivessem 1/1000 da da competência que as forças armadas nosso país seria bem melhor.

    Curtir

  6. Muito bom o texto, nossas forças armadas devem ser mais valorizadas e receber mais investimentos o quanto antes. Lamento só o ultimo parágrafo … o maior inimigo das nossas forças armadas é a imprensa brasileira.

    Curtido por 1 pessoa

  7. Brasil sempre. Brasil acima de tudo, abaixo somente de deus. SELVA!

    Curtir

  8. Servi no Batalhão Especial de Fronteira naquela época. O caso foi tenso…..

    Curtir

Esse espaço é para debate de assuntos relacionados ao Blog, fique á vontade para comentar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: