Arquivo da categoria: Russia

Mikhail Gorbachev: “América deve ser parada. Parada amigavelmente”

Mikhail Gorbachev, foto de arquivo

Mikhail Gorbachev, foto de arquivo

O primeiro presidente da URSS, Mikhail Gorbachev, falou em entrevista à apresentadora do canal de TV Russia Today, Sophie Shevardnadze, de sua avaliação da situação atual no mundo, da expansão da OTAN para leste, das sanções antirrussas e da Crimeia.

Apresentamos aqui uma versão resumida da entrevista.

– Quando foi negociada a unificação da Alemanha, o secretário de Estado dos EUA disse que a OTAN não se moveria para o leste da Alemanha nem por uma polegada. Essas conversas não se tornaram documentos, ninguém foi obrigado a fazer nada. Agora, quando as paixões estão em alta, chegar a um acordo semelhante sobre a Ucrânia é ainda mais impossível. A OTAN não vai parar até chegar às fronteiras da Rússia?

– A America está se intrometendo aqui. Olhando o que faz a América a Rússia também faz seus passos, às vezes desnecessários. Assim tudo isso cresce.

Os norte-americanos já estão em todo lado. Ora eles estão instalando defesa antimíssil em todas as cidades, por todas as fronteiras, ora estão abrindo bases militares.

Há dias dei uma entrevista à revista The Time. Eu disse-lhes: “Eu não entendo vocês. Ainda Eisenhower vos advertiu sobre o que têm a temer. O perigo está no complexo militar-industrial. E a OTAN está se intrometendo em tudo, não lhe chega o espaço que lhe foi destacado. O que está acontecendo com vocês? A América agora não vive sem que o complexo militar-industrial se desenvolva, sem que o comércio de armas se expanda, sem que as despesas em guerra aumentem. Vocês não conseguem viver sem isso?”.

Responderam-me: “Não. Parece que não”.

Aí eu disse: “Então escute, então esta é uma sociedade doente. Ela deve ser tratada”.

– Para quê a OTAN continua seu movimento para leste, na sua opinião?

– Tal é a sua cultura política. E militar. John F. Kennedy, um homem que viveu a crise do Caribe, disse: “Escutem, vamos deixar de demonizar os russos. Eles são como nós. Eles querem criar seus filhos, viver em paz, alegrar-se, e assim por diante”.

Que outra coisa dizia John F. Kennedy? “Se você acha que o futuro do mundo é a Pax Americana, você está errado. Ou o mundo é para todos, ou não há mundo”. Absolutamente certo. Duro, grave, mas do jeito que realmente é.

E agora tudo começou com os americanos que de repente começaram a afirmar-se… A Guerra Fria acabou, nós acabamos com ela juntos, e isso é uma vitória comum para todos os povos. Os norte-americanos dizem: “Como assim? Nós vencemos, vencemos na Guerra Fria. Nós”.

Como queiram, desfrutem, se quiserem, por assim dizer. Mas daí segue que se os americanos venceram, eles concluem: “Nós não precisamos mudar nada. Nós vencemos, o mundo está aos nossos pés. Para quê mudar seja o que for? Nós estamos conduzindo a política certa”. E a coisa mais extrema – eles começaram a propôr criar uma nova… superpotência, um super-império. A América quer mandar no mundo inteiro.

Tantas forças que nós gastamos em nosso tempo, tantos recursos. Finalmente chegamos à paz, começamos a mover-nos… e tudo isso em vão?

É possível chegar a acordos se surge fé, confiança mútua. Havia confiança, e nós conseguíamos isso. E depois este império. Os norte-americanos se perderam. Qualquer tentativa de criar um mundo unilateral, unipolar são um absurdo, um disparate.

– Você é prêmio Nobel da Paz. E Obama Barack também é ganhador do prêmio Nobel da Paz. O que você pensa disso, que ele é um colega seu, um companheiro de clube, por assim dizer?

– Para ele isso era como que adiantado – isso também pode acontecer na política. Um dia eu estava dando uma palestra em St. Louis. Quando terminei, um jovem se levanta e pergunta: “Sr. presidente, o que pode nos aconselhar, aos norte-americanos ?” Eu disse: “De que se trata?” “Bem, você vê como as coisas estão ruins aqui. E cada vez piores na América”. Eu disse: “Ora bem, você sabe, isso é algo novo. Até agora, era a América que nos dava conselhos a todos. Embora ninguém a pedia, ela dava conselhos. Não, eu não vou vos dar conselhos. Vocês, norte-americanos, têm tudo o necessário para compreender e decidir por conta própria”.

Então se levanta outro e diz: “Eu quero apoiar o meu colega. Diga, por favor. Vocês já passaram por tudo isso. Nós também precisamos fazer algo”. Eu disse: “Bem, eu não vou vos dar nenhum calendário ou menu. Eu só acho que a América precisa de sua própriaperestroika”. Essas 10 ou 15 mil pessoas que estavam na plateia se levantaram e aplaudiram de pé.

– Você também disse numa entrevista que os Estados Unidos se comportam como um policial do mundo. E acreditam que só eles podem proteger o mundo. E quem é seu inimigo? Contra quem eles se estão defendendo?

– Eu acho que eles não têm ninguém de quem se defender, isso é rebuscado. Eles precisam de um inimigo para voltar à velha política de pressão, de comando. Eles não podem viver sem isso. Portanto, a América deve ser parada. Parada amigavelmente, como a um parceiro.

Acho que devemos ser realistas. Os Estados Unidos da América são um fenômeno que deve ser tomado em conta no mundo, e eles têm certos direitos de dizer palavras sérias e tomar certas decisões no interesse de todo o mundo, mas a liderança hoje só pode ser de parceria, coletiva.

As opiniões expressas são de responsabilidade do entrevistado*

Fonte: Voz da Rússia

Gorbachev teme que Guerra Fria possa se tornar “Quente”

EUA, Gorbachev, Russia, guerra fria, opinião

Na foto: Mikhail Gorbachev, foto de arquivo


EUA já envolveram a Rússia na Guerra Fria e não se pode excluir que eles dêem passos no sentido de uma guerra real, pensa o ex-presidente da URSS Mikhail Gorbachev.

“Ouve-se falar o tempo todo dos EUA, da União Europeia sobre sanções contra a Rússia. Já perderam a cabeça? Os EUA perderam-se na selva e atiram-nos para lá”, disse Gorbachev em entrevista à Interfax.

“Se falarmos com palavras claras, eles [EUA] já nos envolveram numa nova Guerra Fria tentando realizar abertamente a sua ideia de triunfo. E para onde isto vai levar-nos? A Guerra Fria já ocorre abertamente. O que se segue? Infelizmente já não posso dizer que a Guerra Fria não leve à ‘Guerra Quente’. Temo que possam arriscar”, afirmou.

Ao mesmo tempo, Gorbachev frisou que a situação nos EUA e na União Europeia não é simples: “Uma parte dos países europeus vivem bem, os outros – muito pior, e a dependência dos EUA é demasiado forte, mesmo no caso da Alemanha”.

Fonte: Voz da Rússia

Rússia e Irã assinam importante acordo de cooperação militar. No pacote, 20 caças Su-50ES!

Su-50 PAK FA

O ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, assinou um acordo de cooperação militar com o Irã no último dia 20 de janeiro, que o seu par iraniano, Hossein Dehqan, definiu como sendo uma resposta conjunta à interferência americana nos assuntos internos dos dois países. No pacote,sistemas de defesa antiaérea S-300, modernização das aeronaves de fabricação russa operadas pela Força Aérea Iraniana (IRIAF) e 20 caças de 5ª geração Sukhoi Su-50ES.

Shoigu é o oficial militar russo mais graduado a visitar Teerã desde 2002, de acordo com a mídia iraniana. O acordo vem num momentos em que ambos os países que enfrentam sanções ocidentais.

Sergei Shoigu, Hossein Dehghan

O acordo prevê a realização de exercícios conjuntos e treinamento militar, bem como a cooperação na manutenção da paz, a manutenção da segurança e da estabilidade regional einternacional, e que lutam contra o separatismo e o extremismo“, informou o site do Ministério da Defesa iraniano.

54422

A Rússia, durante muito tempo, foi principal fornecedor de armas e equipamentos militares aoIrã, mas essa relação ficou estremecida em 2010, quando Moscou cancelou um contrato que previa o fornecimento de sistemas de defesa antiaérea S-300 aos iranianos. Em 22 de setembro de 2010, o então presidente russo, Dmitry Medvedev, assinou um decreto que proibia a venda/transferência dos sistemas S-300, bem como quaisquer outros equipamentos militares ao Irã, atendendo à resolução 1929 do Conselho de Segurança das Nações Unidas. Com o acordo assinado no último dia 20, o governo russo passa a ignorar completamente a referida resolução, que ainda encontra-se em vigor.

Não só os sistemas S-300 serão entregues, como, falando apenas de meios aéreos, a Rússia também vai atualizar os 30 caças MiG-29A da IRIAF para o padrão SMT e os 30 caças-bombardeiros Su-24MK para o padrão M2. Em ambos os casos, a Rússia vai fornecer armamento atualizado para as aeronaves.

As 12 aeronaves de transporte tático IL-76 atualmente constantes do inventário da IRIAF serão completamente revisadas e atualizadas.

Novos equipamentos:

B8dFJe3CcAAig6QA Rússia deverá fornecer ao Irã uma quantidade não declarada de aeronaves de ataque S-25, acompanhada do respectivo armamento.

A maior novidade, no entanto, ficou por conta do fornecimento de 20 caças de 5ª geração Su-50ES, cujas entregas serão iniciadas em novembro de 2022.

O Irã também teria demonstrado interesse em adquirir algumas unidades do jato de treinamento avançado e ataque leve Yak-130, entretanto não foi divulgado se houve algum acordo nesse sentido.

FONTE: ITAR-TASS, FARS, IRNA – EDIÇÃO: Cavok

Rússia pode propor a criação de uma estação espacial dos BRICS

Rússia pode propor a criação de uma estação espacial dos BRICS

A Rússia poderá apresentar, durante a próxima cúpula dos BRICS, em Ufa, no mês de julho, uma proposta para desenvolver uma nova estação espacial em parceria com os outros países do grupo, Brasil, Índia, China e África do Sul.

Especialistas de uma comissão militar e industrial russa elaboraram recentemente um relatório sugerindo ao governo que invista em um projeto tripulado internacional com esses parceiros, a fim de “criar alianças tecnológicas”. Como Índia e China já vêm desenvolvendo programas parecidos, a ideia é a de que esses dois países sejam consultados primeiro.

Segundo o documento, outros projetos que também poderiam ser explorados em conjunto pelos membros do BRICS teriam como foco as pesquisas para a criação de foguetes modulares usando metano como combustível e outros veículos aeroespaciais de última geração.

Fonte: Voz da Rússia

Nota do Editor: Acho dificil, nosso país desviou 118 bilhões de reais só na Petrobras, com esse dinheiro teriamos mandando uma cidade inteira a Marte, mas o nosso país tem o péssimo costume de não querer gastar dinheiro em tecnologia alegando falta de orçamento, mas aceita desvios com a corrupção como se fosse algo normal.

Putin: quem quer reescrever a história, quer esconder a sua vergonha

Vladimir Putin, declaração, campo de concentração, Rússia, história, Auschwitz

Qualquer tentativa de reescrever a história não pode ser permitida, declarou o presidente russo Vladimir Putin.

Na terça-feira, 27, no dia de 70o aniversário de liberação de Auschwitz-Birkenau, o presidente da Federação da Rússia visitou o Museu Judaico e Centro de Tolerância em Moscou, informa a assessoria de imprensa do Kremlin.

O presidente declarou que quaisquer tentativas de reescrever a história não devem ser permitidas, e a razão destas tentativas é o desejo de esconder a vergonha e o seu apoio ao nazismo.

Fonte: Voz da Rússia

Vice-premiê russo: defesa estadunidense não é capaz de abater nossos mísseis

Russia, DAM, Rogozin, EUA, exercito

Foto de arquivo. Dmitri Rogozin

O vice-primeiro-ministro russo Dmitri Rogozin acha que o sistema de defesa antimíssil (DAM) norte-americano em perspectiva não será capaz de abater os mísseis estratégicos russos. Esta informação foi divulgada pela agência Tass.

Segundo a opinião de Rogozin, Washington está preocupada com os planos russos de rearmamento. “Três anos atrás muitos riam-se do estado do nosso complexo militar-industrial e todos pensavam que nós só conseguíamos produzir caçarolas. Mas agora tudo é diferente. Os Estados Unidos estão preocupados com os planos de rearmamento do exército russo. Além disso, não se trata somente de planos. Não são projetos mas sim volumes e qualidade dos equipamentos militares que crescem anualmente”, afirmou.

O vice-premiê disse que só em 2014 a Rússia produziu 170 aviões, 289 helicópteros, 87 navios e cinco submarinos (dois deles foram exportados ao Vietnã).

Fonte: Voz da Rússia

Nota do Editor: Senti uma treta muito forte ai, diferente dos EUA a Rússia mesmo em crise investe cada vez mais na renovação de suas Forças Armadas enquanto EUA e Europa reduzem gastos, se ocorrer uma Terceira Guerra Mundial tenham certeza que a Rússia será a grande protagonista ao lado da China e Índia.

Zakharchenko: RPD e RPL planejam juntar forças e unificar a linha de frente

Ucrania, Donetsk, Lugansk, confrontos, exercito

Foto de arquivo

As autoproclamadas Repúblicas Populares de Donetsk e de Lugansk (RPD e RPL) neste momento lutam contra o exército ucraniano a fim de juntar suas forças e fortalecer a linha da frente nos dois lados, afirmou o líder da RPD Alexander Zakharchenko.

“Há confrontos em todo o território da RPD, agora tentamos juntar-nos com RPL, e desta maneira vamos aplanar a linha de frente e libertar pelo menos uma brigada”, disse Zakharchenko respondendo às perguntas de jornalistas.Em meados de abril, as autoridades ucranianas iniciaram uma operação militar para esmagar os independentistas no leste da Ucrânia, que não reconhecem a legitimidade da nova liderança do país chegada ao poder em resultado do golpe de Estado ocorrido em fevereiro em Kiev.No âmbito da reunião do grupo de contato trilateral (Rússia – Ucrânia – OSCE) para a regulação da crise ucraniana, realizada no dia 5 de setembro de 2014 em Minsk, as autoridades de Kiev e as autoproclamadas República Popular de Donetsk e República Popular de Lugansk acordaram um cessar-fogo no leste da Ucrânia. Mas as milícias e as tropas ucranianas têm-se acusado mutuamente de violar o cessar-fogo. Nas últimas semanas, as hostilidades intensificaram-se.

Voz da Rússia

%d blogueiros gostam disto: