Após ser atacada, Turquia declara guerra ao Estado Islâmico

A Turquia entrou efetivamente na luta contra o grupo Estado Islâmico (EI) nesta sexta-feira com bombardeios aéreos contra posições jihadistas na Síria e uma vasta operação policial antiterrorista em todo o país.

Os primeiros ataques causaram nove mortos e doze feridos nas fileiras do grupo jihadista no noroeste da província de Aleppo, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Na ação, três caças F16 da Força Aérea turca bombardearam no território sírio três alvos jihadistas, na zona fronteiriça situada em frente à cidade turca de Kilis (sul).

Nesta sexta-feira, os aparelhos turcos voltaram a atacar posições do Estado Islâmico no território sírio.

Na quinta-feira, combatentes extremistas haviam aberto fogo contra um posto do exército turco na região, matando um suboficial e ferindo dois soldados, segundo o Estado-Maior.

Imediatamente depois, os tanques turcos responderam disparando contra uma posição jihadista e mataram um dos combatentes.

“A operação contra o EI cumpriu seu objetivo e não se deterá”, disse o primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoglu. “O menor movimento que ameace provocará a reação mais severa. Tomaremos todas as medidas necessárias para proteger nossas fronteiras”.

Aviões turcos também bombardearam, na noite de sexta, posições do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) no Iraque.

“Por volta das 23H00 (17H00 Brasília) desta noite, aviões turcos começaram a bombardear nossas posições próximo à fronteira, acompanhados por importantes disparos de artilharia”, disse à AFP o porta-voz do PKK Bakhtiar Dogan.

A imprensa turca confirmou que aviões decolaram na noite desta sexta, da base de Diyarbakir (sudeste), para bombardear posições dos rebeldes do PKK no norte do Iraque.

O PKK reivindicou a morte de dois policiais em represália ao atentado de Suruc, na zona da fronteira com a Síria, que visou jovens militantes de esquerda ligados à causa curda.

O atentado suicida cometido na segunda-feira em Suruc deixou 32 mortos e uma centena de feridos entre jovens ativistas de esquerda pró-curdos que iam participar da reconstrução da cidade síria de Kobane.

As autoridades identificaram como autor um jovem turco de 20 anos, Seyh Abdurrahman Alagoz, que segundo a imprensa havia estado na Síria nas fileiras do EI.

Desde o atentado em Suruc, o governo islâmico conservador de Ancara, até agora acusado de complacência com o EI, reforçou seu combate aos jihadistas.

Segundo um responsável militar americano, a Turquia autorizou formalmente os Estados Unidos a utilizar várias de suas bases aéreas, entre elas a de Incirlik (sul), para bombardear o EI na Síria e no Iraque, após uma conversa telefônica entre o presidente turco Recep Tayyip Erdogan e seu colega americano Barack Obama. A informação foi confirmada por Ancara.

Até o momento, a Turquia havia permanecido de braços cruzados diante do EI na Síria, negando-se a intervir militarmente de forma direta em apoio às milícias curdas por medo da formação de uma região autônoma hostil no norte do país.

Segundo os meios de comunicação turcos, este acordo fechado entre os dois países também contempla uma zona de exclusão aérea em parte da fronteira síria, de 90 quilômetros entre as cidades sírias de Marea e Jarabusul no leste, explicou nesta sexta-feira o jornal Hurriyet.

Este perímetro irá reforçar outra zona de segurança de 50 quilômetros dentro da Síria na qual o EI e os jihadistas não poderiam entrar, com o objetivo de deter novos fluxos maciços de refugiados em direção à Turquia, acrescentou o jornal.

O acordo não prevê a chegada de tropas americanas ao solo turco, mas apenas a de um contingente adicional de 50 militares como suporte técnico.

“A República da Turquia está determinada a tomar todas as precauções para defender sua segurança nacional”, repetiu nesta sexta-feira o gabinete do primeiro-ministro, Ahmed Davutoglu, um dia depois de se reunir com os chefes militares e os serviços de segurança.

Polícia como alvo

O governo de Ancara também contempla a mobilização de dirigíveis em seus 900 quilômetros de fronteira com a Síria, e protegê-la com um muro para impedir o movimento dos jihadistas através dela, segundo o jornal Hurriyet, que cita autoridades turcas.

Na manhã desta sexta-feira, as autoridades turcas lançaram uma vasta operação contra supostos membros do grupo Estado Islâmico em 13 províncias do país, assim como contra rebeldes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), que na quarta-feira reivindicaram a execução de dois policiais em Ceylanpinar (sul), acusados de conivência com os jihadistas.

Na operação antiterrorista, que só em Istambul mobilizou 5.000 policiais e helicópteros, morreu um militante de extrema esquerda.

Além disso, a polícia deteve e colocou em prisão preventiva 251 pessoas, anunciou Davutoglu em um comunicado.

Na quinta-feira, dois homens mascarados mataram um agente turco e feriram gravemente outro na cidade de maioria curda de Diyarbakir (sudeste), em um novo ataque que não foi reivindicado.

Indignação entre os curdos turcos

O atentado de Suruc gerou a indignação da comunidade curda da Turquia, que critica Erdogan por ter fechado os olhos à atividade do EI em solo turco.

Ancara sempre negou as alegações de complacência com os grupos extremistas que combatem o regime de Damasco.

Mas a operação do PKK reavivou o risco de transbordamento à Turquia dos combates entre milícias curdas e jihadistas na Síria.

Assim, uma organização próxima aos rebeldes curdos da Turquia afirmou na terça-feira ter matado um comerciante apresentado como membro do EI.

As manifestações, particularmente de curdos, se sucedem todos os dias em muitas cidades do país para denunciar a política síria de Erdogan, e o principal partido curdo da Turquia convocou uma grande concentração no domingo em Istambul.

Fonte: Yahoo News

Anúncios

Publicado em 07/24/2015, em Notícias e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. De todas as Guerras que o Mundo ja Presenciou; essa é uma das mais difíceis já travada. O EI se assemelha á Sementes de Melancia. Não da para retirar as Sementes sem destruir a MELANCIA. Uma vez que ela esta como um “virus” dormindo e esperando o momento oportuno para começar o Ataque contra o Corpo.

    Curtir

  2. eadem@ig.com.br

    Há mais de três anos o macaco amestrado por judeus encarapitado na hoje já favelizada Casa Branca, entre uma banana e outra (uma ele come e a outra ele enfia no cu dele mesmo) já queria atacar à Síria para desalojar o regime legal do presidente Assad.

    Como nem o Congresso ou a opinião pública dos EUA autorizaram nova aventura militar que poderia dar em fracasso como todas as guerras em que os EUA se metem desde 1945, o jeito foi fazer coisa melhor.

    E o que os DONOS DO MUNDO em Tel Aviv e Washington inventaram pra contornar essa situação de modo a que, no final de tudo, a Síria e Assad se ferrassem e garantissem o domínio do mundo pelo EIXO DO MAL formado pelos EUA, Israel, NATO e Japão?

    Simples: PRIMEIRO Israel e EUA fomentaram uma revolução dentro da Síria mas esta falhou e Assad não caiu.

    SEGUNDO, Israel e EUA tinham um plano “B” criaram o ISIS/EL a partir das forças que já possuíam no Iraque e depois fingiram atacar o desmoronado regime de Bagdá e de lá, se despejaram pelo quase indefeso interior sírio, que convenientemente faz fronteira com alguns países da máfia convenientemente apelidada de NATO.

    Bem, daí pra frente foi questão de tempo. ISIS/EL não foi combatido por ninguém da OTAN por medo de uma intervenção russa, mas agora a oportunista Turquia concordou em fazer o jogo sujo da quadrilha judaica-norte americana e invade à Síria óbvia e oficialmente pra combater o EL/ISIS.

    Moral da estória: EUA, Israel e NATO não se envolvem diretamente no assalto aos sírios, se a Turquia vencer não devolve nada ao regime de Assad que se enfraquece e depois de invadida e indefesa talvez o regime de Assad acabe caindo e aí entram os americanos com ofertas de PAZ E PROGRESSO para os sírios que restarem. Mais ou menos como estão tentando fazer em Cuba.

    Mas o que Síria tem de tão importante que o traficante de drogas Macack Obana ou o proxeneta assassino Beijacu Tomanoku desejam tanto?

    Também é simples: A Síria é banhada pelo estratégico mar Mediterrâneo e é também o único país amigo da Rússia naquela área, onde aliás se encontra a única base naval russa no exterior.

    Daí é só os jumentos e arrombados da pátria juntarem 2 + 2 pra concluírem que a atual INVASÃO TURCA DA SÍRIA é baseada em mentiras, pois o ISIS/EL teria de ser comandado por loucos para atacar à Turquia de graça e ter contra sí a força mais potente do oriente Médio.

    Ou por que os zelosos turcos não atacaram o ISIS/EL antes, enquanto atuava apenas no Iraque?

    Perguntas que poderiam ser respondidas pela ONU ou pelas potências européias, mas não são. Os EUA e seus lacaios turcos também poderiam explicar, mas não são idiotas, o mundo ficaria contra eles. Marotamente os judeus enfiam a viola no cu e não dão um pio.

    Só esperamos que os russos não tenham que entrar nessa estória. Afinal, o maior e mais potente arsenal nuclear deste planeta ainda é o deles e somado ao dos chineses dá pra arrasar a metade de cima do mundo umas dez vezes.

    Com sobras de farpas de metal quente e radiativo pro nosso cu aqui na metade de baixo desta merda de Terra!

    ==========

    Curtir

  3. Hahaha e de fazer rir,as pessoas achan que o eixo do mau sao apenas os eua eos seus alidos na verdade este EIXO e formado por todos os gorvernantes que atuam na elite mundial,desdos americanos ate os russos que juntamente com eles fizenram mais os americanos fizeram a guerra fria eas duas grades guerras para manipular a população mundial para que todos sem exesao de nenhum gorvernate possa ter lucros com as desgraças do mundo so que essa fara acabara o dia em que jesus voltar e acabar com essa elite iluminatti maçonica,fazendo todos queimar com satanas no lago de fogo

    Curtir

Esse espaço é para debate de assuntos relacionados ao Blog, fique á vontade para comentar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: