Conheça a Força Aérea do Paraguai

Texto: Hélio Higuchi e ALIDE

 Um breve histórico

T-27 da FAP ao lado de C-95 da FAB

A aviação militar paraguaia teve sua origem no início da década de 20, com a criação da Escuela de Aviacion Militar que era subordinada ao exército. Com a crescente importância da aviação foi criada em 1927 a Fuerza Aérea Del Ejercito Nacional Paraguayo com grande auxílio da França.

Em julho de 1932, com menos de uma década de existência a força teve seu batismo de fogo. A Bolívia acabava de deflagrar uma guerra que seria conhecida como Guerra do Chaco. O uso da aviação foi intenso por ambas as partes e foram efetuadas missões de reconhecimento, observação, transporte, bombardeio e de defesa aérea. Em 4 de dezembro do mesmo ano ocorreu o primeiro abate de uma aeronave em combate aéreo nas Américas. Um Potez 25 A.2 paraguaio havia sido atacado e destruído por três Vickers Scout bolivianos. Após esse episódio, os combates continuaram ocorrendo ao longo do conflito com vitórias para ambos os lados. Finalmente as hostilidades terminaram em 1935 com os dois países em total esgotamento.

Finalmente em 1989 a força aérea passa a ser independente do exército, recebendo o nome de Fuerza Aérea Paraguaya. Mesmo sendo independente a situação não mudou e a escassez de recursos continuou ao longo de sua existência.

 Visita a Base Aérea de Ñu-Guazú da Força Aérea Paraguaia (FAP)

A Força Aérea Paraguaia é uma pequena força militar, e com poucas fotos disponíveis para pesquisadores. O maior pesquisador paraguaio de assuntos aeronáuticos é sem dúvida o Sr.Antonio Sapienza Fracchia, e através dele e do General Gregor, Comandante da Base Aérea de Ñu-Guazú, consegui a devida autorização para visitar e fotografar os aviões desta base aérea.

Situada na capital do Paraguai – Assunción , a Base Aérea de Ñu-Guazú( Campo Grande na língua guarani) tem a sua pista de pouso compartilhada com o Aeroporto Internacional  Silvio Pettirossi e abriga a espinha dorsal de sua força aérea.

Passe o mouse sobre as fotos e veja as legendas.
os 3 T-33 da FAP estão ainda em condições de vôo,porem faltam os cartuchos ods assentos ejetores.Note que o esquema de pintura é diferente entre eles.Quando vieram de Taiwan possuíam o mesmo esquema de cores Xavante FAP1010 no hangar.Este avião necessita de reparos para poder colocar em condição operacional Line up dos 3 Xavantes em condições de vôo (FAP1004,1005 e 1009) em seus abrigos Tucano FAP1053
 Grupo Aerotático (GAT)

É a única unidade aérea de combate da Fuerza Aérea Paraguaya e está dividida em três esquadrões.

O 1º Escuadrón de Caza “Guarani” está equipado com os EMBRAER EMB-326GB Xavante e está dividido em duas esquadrilhas: “Orion” e “Centauro”. Em 1979 o Governo Paraguaio encomendou nove unidades (FAP 1001 a 1009), sendo que em junho de 1980 todos os aviões já se encontravam operacionais. Em setembro do mesmo ano, o FAP 1008 sofreu um acidente, e com isso a FAP decidiu repor essa perda comprando mais uma célula (FAP 1010) que chegou ao país em 1982.

Atualmente essas aeronaves não estão em operação devido aos custos operacionais, e somente três delas estão em condições de vôo e outras duas necessitam de pequenos reparos. Recentemente foram oferecidos ao Brasil para permutar com sete T-27 Tucano, sendo que quatro desses Tucanos viriam do 3°/3°GAv. Uma delegação da FAB foi enviada ao Paraguai para a inspeção dos Xavantes, que possuem apenas 3.000 horas de vôo.

O 2° Escuadrón de Caza “Índios” está equipado com os antigos Lockheed AT-33 A e  também está dividido em duas esquadrilhas: “Taurus” e “Escorpio”. O Paraguai recebeu na década de 80 seis unidades doadas por Taiwan. Hoje apenas três aeronaves aparentam estar em condições de vôo, porém estão inativas devido a falta de cartuchos dos assentos ejetáveis. Elas seriam substituídas por alguns Northrop F-5E Tiger, também a serem doados por Taiwan, porém diante do veto dos EUA e também pelo alto custo operacional, a substituição não foi efetivada.

O terceiro esquadrão é o Escuadrón de Reconocimiento y Ataque “Moros” e opera os três únicos EMBRAER EMB-312 Tucano atualmente no inventário da FAP. Assim como os outros dois esquadrões, esse também é dividido em duas esquadrilhas. “Gama” e “Omega”.

Aeronaves do GAT:

03 EMBRAER EMB-312 T-27 Tucano (matrículas FAP 1051,1052 e 1053)

05 EMBRAER EMB-326GB Xavante (matrículas FAP 1004,1005,1007,1009 e 1010)

03 Lockheed AT-33A (matrículas FAP 1020,1021 e 1024)

 Grupo Aéreo de Transportes Especiales (GATE)

É equipado com uma grande variedade de aviões de transporte, sendo responsável pelo transporte de tropas e de autoridades(VIP). Sua principal aeronave sem dúvida é o Boeing 707-321B (ex- Líneas Aéreas Paraguayas-LAP) que serve como avião presidencial. Na ocasião da visita a base, a aeronave estava com o escudo da Federación Paraguaya de Futbol pintado na fuselagem.

Cabine do Boeing 707 presidencial Boeing 707 presidencial FAP4001 O Twin Otter FAP02 que já foi avião presidencial Cabine do Aviocar 400

Outro avião de destaque no GATE é o DHC-6 Twin Otter que foi usado como aeronave presidencial durante o governo do Presidente Alfredo Steroessner.

Durante a visita foi observada a presença dos veteranos Douglas C-47. Apesar de não terem sido oficialmente desativados eles não voam mais, e estão sendo sucateados.

Os quatro aviões CASA C-212-200 Aviocar e um novíssimo CASA C-212-400, que possui apenas 180 horas de vôo, são os principais vetores de transporte e utilizados inclusive pela Brigada Aerotranspotada.

CASA Aviocar 400 FAP 2035 em revisão de 180 horas de vôo Cessna 402 Businessliner FAP 0222 em manutenção ENAER Pillan FAP0112 pertence a Base Aérea de Concepción, mas as revisões são feitas em Ñu-Guazú Cessna 210 Centurion FAP0210

Aeronaves do GATE:

01 Boeing 707-321B (matrícula FAP 4001)

01 De Havilland Canada  DHC-6 Twin Otter (matrícula FAP 4002)

03 Douglas C-47 (matrículas FAP 2010,2030 e 2032)

04 CASA C-212-200 Aviocar (matrículas FAP 2027,2029,2031 e 2033)

01 CASA C-212-400 Aviocar (matrícula FAP 2035)

01 Cessna U206C/G Stationair II

01 Cessna 210N Centurion (matrícula FAP 0210)

02 Cessna 402  Businessliner (matrículas FAP 0221 e 0222)

01 Piper PA-32 Lance

 Grupo Aéreo de Helicópteros (GAH)

Unidade responsável pelos helicópteros da FAP. Realiza missões de evacuação aeromédica, transporte, busca e salvamento(SAR) e ataque. Possui em seu inventário sete helicópteros Bell UH-1H que foram doados por Taiwan, três Helibrás HB-350 Esquilo e um Hughes 269.

Aeronaves do GAH:

07 Bell UH-1H (matrículas FAP H-0430,0431,0432,0433,0434,0435 e 0436)

03 Helibrás HB-350 Esquilo (matrículas FAP H-025,026 e 027)

01 Hughes 269 ( matrícula FAP H-029)

Hughes 269 FAP-029 Esquilo FAP H-026 3 dos 7 UH-1H recebidos de Taiwan Bell UH-1B Iroquois da DINAR PR-H-004
 Mais unidades em Ñu-Guazú

Além destes Grupos Aéreos a Base Aérea de Ñu-Guazú abriga a Brigada Logística, aonde é feita a manutenção IRAN (Inspection and Repair As Necessary) de todas as aeronaves da Força Aérea. Abriga também um PZL- 140 Wilga 80 (matrícula FAP 0225) que é utilizado para missões SAR e dois North American T-6 (matrículas “1” FAP 0119 e “2” FAP 01239) da esquadrilha acrobática “Ara Sunú”, porém não voam mais.

Também são baseados em Ñu-Guazú três aviões do Ejército Paraguayo , sendo eles um Beech Baron 58 (matrícula TE-02), um Cessna U206 (matrícula TE-01) e Cessna 310R (matrícula TE-03), bem como os três helicópteros Bell UH-1B do DINAR(División de Narcotráfico) que não estão operacionais desde 1998.

Uma curiosidade polemica é que durante a visita foram vistos militares da USAF em Ñu-Guzú.

Beech Baron TE-02 do Ejercito Paraguayo Cessna U-206 TE-03 do Ejercito Paraguayo O T-6 “2” FAP01239 da esquadrilha acrobática “Ara Sunú” já não voa mais O Wilga Polonês é utilizado para missões SAR

A FAP, assim como a grande maioria das forças armadas latino-americanas, sofre com a falta de recursos financeiros para a aquisição de meios modernos e até mesmo para a manutenção dos meios já existentes. Mesmo com todos esses problemas a FAP participou em 2005 do exercício PARBRA I com a Força Aérea Brasileira. O exercício possuía o objetivo estabelecer procedimentos para uma maior eficácia no combate aos tráfegos ilícitos, e empregou as aeronaves Cessna 402, T-27 Tucano e C-212 com grande êxito.

Fonte: http://www.alide.com.br/artigos/fap/

Anúncios

Sobre Francisco Santos

Jornalista e Editor.

Publicado em 11/15/2015, em América do Sul e marcado como , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. eadem@ig.com.br

    Uma vez fui a Assumpción, no Paraguay, e tive a sorte de ver voando toda a FAP… um antigo Texan T-6 que voava com auxílio de balões de festas infantios.

    Mas em terra, soube que existe um “Ministério da Aeronáutica e Negócios Espaciais do Paraguay”, com ministros, marechais, bobos-da-corte, taifeiros, secretárias hexa-língues (elas chupam em seis linguas) e outrtas marmotas.

    Quer dizer: O ministério da aeronáutica guarani dá excelentes empregos a umas 20 mil bem-pagas pessoas parasitárias e mantém apenas um avião voando em dias de festas nacionais.

    Quem sabe os americanos vendem caças F-35 stealth aos índios paraguaios?

    Um já seria o suficiente para acomodá-los pelos próximos 50 anos…!

    Curtir

Esse espaço é para debate de assuntos relacionados ao Blog, fique á vontade para comentar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: