Arquivos do Blog

Conheça os 10 veículos mais poderosos e caros construídos para a guerra

Casso você seja uma pessoa que gosta de ostentar, provavelmente deve adorar essas matérias que mencionam os itens mais caros de uma determinada categoria. Nós já divulgamos uma lista com os carros blindados, os relógios, os smartphones, os mouses, os domínios, os jogos e até mesmo os hambúrgueres mais caros que existem. Algumas dessas seleções até podem estar ultrapassadas, mas a que trazemos hoje é atual e extrapola todos os preços apresentados até agora.

Preparem-se para conhecer os 10 veículos militares mais caros que existem. Como muitos devem imaginar, as guerras e confrontos são fatores determinantes para o surgimento de uma variedade gigantesca de parafernálias tecnológicas e ainda hoje são responsáveis por produzir alguns dos itens mais caros que já passaram por essa terra. Portanto, esteja pronto para se surpreender com o preço de cada veículo da nossa lista.

10. Porta-aviões INS Vikramaditya – US$ 2,35 bilhões

Porta-aviões INS Vikramaditya – US$ 2,35 bilhões.

Era quase certo que os porta-aviões estariam presentes nessa lista. Além de toda a tecnologia empregada em sua construção, o tamanho descomunal faz desse tipo de veículo algo extremamente caro. Esse é o caso do INS Vikramaditya comprado do exército russo pelo governo da Índia. Junto com o nome complicado, esse porta-aviões traz uma carcaça de quase 45 mil toneladas, 284 metros de comprimento e 60 metros de largura. Ele é impulsionado por oito caldeiras alimentadas por diesel e comporta até 2 mil tripulantes e 30 aviões e helicópteros. O preço? Apenas US$ 2,5 bilhões (quase R$ 6,8 bilhões em conversão direta).

9. Caça B-2 Spirit Stealth Bomber – US$ 2,4 bilhões

Caça B-2 Spirit Stealth Bomber – US$ 2,4 bilhões.

Apesar de ser bem menor que o porta-aviões anterior, esse caça é ainda mais caro e o único veículo aéreo da lista. O B-2 Spirit Stealth Bomber tem como destaque a dureza, sendo capaz de resistir a missões extremamente perigosas graças a sua carcaça resistente o suficiente para impedir a entrada de radiação proveniente de ataques nucleares. Com o custo de produção de US$ 2,4 bilhões (aproximadamente R$ 7 bilhões), essa aeronave consegue carregar até 22 mil quilos de armamento e percorrer até 11 mil quilômetros com um tanque cheio.

8. Porta-aviões Varyag – US$ 2,4 bilhões

Porta-aviões Varyag – US$ 2,4 bilhões.

Avaliado em US$ 2,4 bilhões (quase R$ 7 bilhões), esse porta-aviões da Varyag pertenceu à União Soviética, mas passou para a Ucrânia depois que o estado socialista se dissolveu, em 1991. Alguns anos depois, o veículo foi adquirido pelo governo chinês por apenas US$ 20 milhões, foi completamente reformado e esta hoje a serviço da marinha chinesa.

7. Submarino Virginia Class – US$ 2,5 bilhões

Submarino Virginia Class – US$ 2,5 bilhões.

O primeiro submarino da lista, o Virginia Class, pertence ao governo dos Estados Unidos e é avaliado em US$ 2,5 bilhões (aproximadamente R$ 7,2 bilhões). Alimentado por um reator nuclear poderosíssimo, esse veículo conta com 12 lançadores verticais de mísseis e ainda é capaz de lançar um minisubmarino para missões de exploração e combate.

6. Porta-aviões USS America – US$ 3,4 bilhões

Porta-aviões USS America – US$ 3,4 bilhões.

Os famosos porta-aviões dos Estados Unidos fazem a sua estreia na lista com o USS America, um dos veículos mais novos da marinha norte-americana nessa categoria e que custou “somente” US$ 3,4 bilhões (aproximadamente R$ 9,8 bilhões). Esse “monstro” é movido por um sistema de turbinas a gás e é capaz de comportar até 34 aeronaves em seu deck gigantesco de quase 8 mil m².

5. Porta-aviões Charles de Gaulle – US$ 4 bilhões

Porta-aviões Charles de Gaulle – US$ 4 bilhões.

O projeto de 1986 que concebeu esse porta-aviões foi rodeado de controvérsias. Por conta disso, apenas recentemente o veículo foi colocado em ação. O Charles de Gaulle é movido por dois reatores nucleares, o primeiro exemplar do governo francês a utilizar esse tipo de propulsão. Ele é capaz de comportar 40 aeronaves e tem impressionantes 260 metros de comprimento por 62 metros de largura. O preço? Só US$ 4 bilhões (quase R$ 11,5 bilhões em conversão direta).

4. Submarino HMS Astute – US$ 5,5 bilhões

Submarino HMS Astute – US$ 5,5 bilhões.

Esse submarino da marinha do Reino Unido – também chamada de “Royal Navy” – passou por uma situação bastante constrangedora há alguns anos. Em 2010, provavelmente por causa de um mau planejamento de rota, o gigantesco veículo marinho acabou encalhando na costa da Escócia. Mesmo o seu motor movido à energia nuclear não foi capaz de retirá-lo dali, necessitando da ajuda de outras embarcações. Será que houve muito danos nessa estrutura que custou nada menos que US$ 5,5 bilhões (aproximadamente R$ 15,8 bilhões)?

3. Navio de guerra DDG 1000 Zumwalt-Class Destroyer – US$ 7 bilhões

Navio de guerra DDG 1000 Zumwalt-Class Destroyer – US$ 7 bilhões.

O orçamento inicial do navio de guerra DDG 1000 Zumwalt-Class Destroyer estava previsto para US$ 3,8 bilhões quando a marinha dos Estados Unidos iniciou o projeto. Ao terminá-lo, nada menos que US$ 7 bilhões (quase R$ 20 bilhões) haviam sido gastos para construir esse veículo marinho de última geração. Uma prova de que o investimento foi grande é o fato de a embarcação estar equipada com a poderosa e assustadora railgun.

2. Porta-aviões HMS Queen Elizabeth – US$ 9,3 bilhões

Porta-aviões HMS Queen Elizabeth – US$ 9,3 bilhões.

Outro veículo da “Royal Navy” a compor a lista é o porta-aviões HMS Queen Elizabeth.  A sua construção passou por problemas similares aos enfrentados pelo navio francês Charles De Gaulle, tendo o seu orçamento inicial dobrado rapidamente por causa do mau planejamento. Apesar disso, essa construção de US$ 9,3 bilhões (aproximadamente R$ 27 bilhões) é considerada o maior navio de guerra do Reino Unido, medindo quase 280 metros de comprimento, 70 de largura e pesando 65 mil toneladas.

1. Porta-aviões USS Gerald Ford – US$ 13 bilhões

Porta-aviões USS Gerald Ford – US$ 13 bilhões.

Havia alguma dúvida de que o veículo militar mais caro do mundo pertenceria aos Estados Unidos? O porta-aviões USS Gerald Ford vai custar nada menos que US$ 13 bilhões (quase R$ 38 bilhões em conversão direta) para ser construído e tem previsão de ser oficialmente lançado ao mar em 2019. Ele é simplesmente gigantesco: com 337 metros de comprimento, esse navio é capaz de comportar até 5 mil marinheiros. É muita coisa, não é mesmo?

 

Fonte: TecMundo

Anúncios

Rússia projeta ‘super porta-aviões’

NAe russo_maqueteO Centro de pesquisa russo revelou o projeto para super porta-aviões.

O Centro de Pesquisa Krylovsky da Rússia (Russia’s Krylovsky State Research Center – KRSC) mostrou seu desenho para o Projeto 23000E de um super porta-aviões, apelidado de Shtorm (Storm, Tempestade).

Um modelo em escala do navio vai ser exposto pela primeira vez no Salão Internacional de Defesa Marítima 2015 (International Maritime Defence Show 2015), em St Petersburg entre os dias 1º e 5 de julho, disse Valery Polyakov, vice-diretor do KSC.

“O porta-aviões de múltiplos propósitos do Projeto 23000E é projetado para conduzir operações em áreas remotas e oceânicas, engajar alvos inimigos terrestres e marítimos, garantir a estabilidade operacional das forças navais, proteger as tropas de desembarque, e fornecer a defesa aérea,” disse Polyakov.

NAe russo_maquete2

O projeto preve um deslocamento de 90 a 100 000 toneladas, com 330 m de comprimento, 40 m de largura. A velocidade máxima estimada será de cerca de 30 kt (55 km/h), velocidade de 20 kt (37), uma resistência de 120 dias, uma equipe de 4 a 5 000. Mas apesar disso, o projeto atual foi concebido com propulsão convencional, embora possa ser revisto e substituído por energia nuclear, de acordo com os requisitos do cliente.

A capacidade do navio será de 80 a 90 aviões baseados em plataforma para várias missões de combate. A maquete apresenta uma ala aérea composta por caças T-50 navalizados e MiG-29K, bem como aeronaves de alerta aéreo antecipado e helicópteros navais Ka-27.

O convés de voo mostra um interessante desenho, com ambas opções de decolagem, sendo por uma rampa skijump, sendo por catapultas, ou seja, existem quatro posições de lançamento: duas na rampa e duas via catapulta eletromagnética. O projeto também dispõe de duas ilhas; um recurso só visto anteriormente no mais recente projeto do Reino Unido.

T-50 navalizado?

A proteção contra ameaças aéreas será fornecida por quatro módulos de combate do sistema de mísseis antiaéreos. Um pacote anti-torpedo deverá ser incorporado.

Polyakov assinalou que estas especificações estão sujeitas a alteração, correção e modificação durante a concepção e desenvolvimento do navio em todas as fases do trabalho, uma vez que os potenciais clientes podem alterar o pacote, armas e equipamentos.

FONTE/IMAGEM: janes.com – Tradução, pesquisa adicional e edição: CAVOK

NOTA DO EDITOR: Este projeto guarda uma incrível semelhança com o porta-aviões da classe Ulyanovsk que estava sendo construído na Ucrânia quando a URSS colapsou, como pode-se ver abaixo.

NAe russo_NE

CAVOK

Empresa Zentech irá realizar avaliação do casco de aço do NAe São Paulo

zentech

A empresa Zentech de engenharia e arquitetura naval americana com sede na cidade Houston, estado do Texas (EUA), irá realizar uma inspeção completa no casco do NAe São Paulo, como parte da modernização do navio capitânia. O CEO da Zentech o Srº Ramesh Maini, revelou que a empresa vai realizar o trabalho utilizando o seu método patenteado, sistema ZAIMS – Zentech’s Asset Integrity Management Solution ou Solução de Gerenciamento de Integridade de Ativos da Zentech, para apoiar a Marinha do Brasil na avaliação das condições do casco do navio.

naesp

O NAe São Paulo foi construído na França entre 1957 e 1960 e batizado com o nome FS Foch (Em homenagem a Ferdinand Foch, comandante das tropas aliadas durante a Primeira Guerra Mundial) era um porta-aviões da classe Clemenceau. Entregue em 1960 a Marinha Francesa onde serviu ativamente, até ser adquirido pelo Brasil em 2000.

NAe-São-Paulo docado

De início Zentech pretende verificar a inspeção de corrosão para poder avaliar a condição e assim analisar detalhadamente a integridade do casco, incluindo com a criação de modelos em 3D para mapear com precisão o casco, aferição da embarcação para o trabalho analítico mais detalhado e, em última análise, fornecer recomendações sobre eventual substituição do aço.

casco-SP-3D-Zentech-580x252

Após esta primeira fase, a Zentech fornecerá assistência contínua à Marinha através de um contrato de suporte de manutenção de cinco anos. James Cook, diretor-gerente da Zentech do Brasil no Rio de Janeiro, disse que o trabalho será realizado principalmente pelo pessoal do AMRJ, auxiliado por outros escritórios da Zentech conforme necessário.

NAe-São-Paulo docado.2

A Zentech está atualmente realizando um trabalho semelhante visando aumento da vida útil de uma série de plataformas de perfuração offshore para grandes companhias de perfuração do mundo, e concluiu recentemente um trabalho semelhante para a plataforma de produção PEMEX 63.

FONTE : UPI.com

Marinha dos EUA constrói porta-aviões com catapultas a eletromagnetismo

Provavelmente você já viu isso em um filme como Top Gun: caças sendo lançados de porta-aviões através de catapultas a vapor, uma tecnologia que existe há 60 anos. Mas, se num futuro fizerem a continuação desse clássico, talvez eles tenham que atualizar as cenas de lançamento de aviões.

Foto cedida pelo U.S. Department of Defense Lançadeira da catapulta número quatro no USS John Stennis

É que a Marinha dos Estados Unidos está testando um novo método para fazer decolar caças em pistas curtas como as dos porta-aviões. Em vez de dar impulso com uma catapulta a vapor, serão utilizados campos magnéticos para ajudar as aeronaves a saírem do chão.

Chamado de EMALS (Electromagnetic Aircraft Launch System), o sistema já foi testado em terra e usa uma dose controlada de energia eletromagnética para acelerar os aviões na medida certa. Além de ser mais adaptável a veículos de vários tamanhos (pode ser usado até com drones), a nova técnica reduz o stress aplicado e, consequentemente, a manutenção dos caças.

Novo porta-avião, novas catapultas

Em junho, serão iniciados os testes a partir de um porta-avião — no caso, o USS Gerald F. Ford, o primeiro de uma nova classe desse tipo de navio, previsto para ser entregue no ano que vem. “Em junho, começaremos a lançar peso morto no rio James. Será a primeira vez em 60 anos que lançamos algo de um navio usando um artefato que não é uma catapulta a vapor”.

Por enquanto, duas catapultas eletromagnéticas estão prontas, e as outras duas estão quase lá. O equipamento consiste em uma série de transformadores e circuitos retificadores projetados para converter e acumular energia elétrica através de um grupo de geradores antes de alimentar o sistema da catapulta. O USS Ford pode gerar até 13,8 mil volts, três vezes mais do que os 4.160 volts da classe Nimitz.

FONTE(S)

Sinopse: Terceira Guerra Mundial: Batalha do Amanhã

Autor: Francisco Santos

O ano é 2050, após mais de 1 século e meio de exploração dos recursos naturais não renováveis, a humanidade se encontra agora em um mundo cada vez mais sombrio, guerras no Oriente Médio e na Europa se intensificam, nações inteiras sofrem com tufões, tempestades, alagamentos e secas, o tempo está descontrolado, países inteiros no Caribe e Oceania desapareceram com aumento dos níveis das águas.

Diante do cenário catastrófico as maiores potências do mundo se reúnem para discutir o que fazer diante de tal situação, ao mesmo tempo as reservas de petróleo se esgotam no Oriente Médio, agora sem o recurso precioso que interessa as nações desenvolvidas a região perde o interesse das grandes potências, tornando a região que já tem um histórico de confrontos secular palco de novos confrontos sangrentos.

Os países reunidos em Genebra decidem que o melhor a se fazer para solucionar a crise é a criação de Uniões de países, mega blocos econômicos semelhantes a União Europeia, no entanto, integrados como um só país, um só governo e uma só política de combate a crise energética que começa a afetar o desenvolvimento e a população destes países.

Ao mesmo tempo que esta reunião acontece, a população dos países subdesenvolvidos atingidos pela crise climática e energética protestam contra seus governos, a estabilidade política garantida nas primeiras décadas do Século através da ONU não existe mais, para piorar a situação que já é caótica, a China avança militarmente contra países asiáticos, ilhas, territórios e países inteiros são anexados pela China sem nenhum pudor.

Em meio ao avanço da China, a Rússia governada por Vladimir Vokovit anexa todas as Ex-Repúblicas Soviéticas, temerosa a Polônia pede ajuda a OTAN e União Europeia e teme uma nova invasão ao seu território, como ocorreu durante a Segunda Guerra Mundial e no pós-guerra que terminou com a URSS invadindo o país, mas EUA e Europa sabem que não poderão apoiar uma guerra na Europa pelo fato de não possuírem recursos suficientes para um conflito que pode durar meses ou anos, apesar das reservas americanas de petróleo e da produção baixa em estados como Califórnia e no Golfo do México, tanto os americanos quanto os europeus sabem que precisam guardar suas reservas para se defenderem de ataques diretos a seus territórios, com isso os pequenos países da Europa, toda a África e países subdesenvolvidos estão desprotegidos, a OTAN agora não representa mais uma força militar de dissuasão.

Com a queda do equilíbrio geopolítico mundial, potências econômicas expandem seus territórios em busca de recursos naturais quase esgotados, com os EUA não é diferente, o país americano fechou um acordo político criando a Federação das Américas formando ate então o maior Bloco Político Econômico que o mundo já viu, do Canadá ao Panamá e incluindo o Chile aqui na América do Sul, o bloco possui um presidente que tem mandato de 4 anos e é eleito pelo Conselho de Países que é formado por Senadores de todos os membros da federação, o presidente é a autoridade máxima, defesa, política e economia estão subordinados a ele, os países agora são estados e os estados federados e províncias agora são departamentos dos agora Estados Unidos da Federação das Américas.

No entanto, algo pode estragar os planos americanos, o Brasil e todos os países da América do Sul se recusaram a aderir a esta união criada pelos EUA, segundo os presidentes dos países sul-americanos os EUA apenas querem colonizar os países para que forneçam-lhe recursos naturais enquanto os países são usados pelos americanos, no entanto o Chile seduzido por promessas de investimentos bilionários e proteção militar contra invasões de Bolívia e Peru que reivindicam partes do território chileno aderiu o bloco, tornando-se ate agora o único país da América do Sul a aderir.

Insatisfeito com a recusa do Brasil e dos países que formam a Amazônia de aderir ao bloco, os EUA farão de tudo para que os recursos naturais destes países sejam seus a qualquer custo.

O Livro deve ser lançado ainda este ano.

Guerra entre Brasil e Venezuela: Guerra Civil Norte-Sul – Continuação

O texto a seguir é uma simulação, qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência.

Guerra entre Brasil e Venezuela : Guerra Civil Norte-Sul (Parte I)

Por Francisco Santos

EUA e União Europeia declaram apoio a frente Sul e condenam intervenção da Venezuela

Após a Venezuela enviar 150 mil milicianos comunistas para o norte do país, os EUA e União Europeia condenaram totalmente a intervenção venezuelana tratada como declaração de guerra ao Brasil, a situação é grave o país esta dividido em uma Guerra Civil jamais vista nos tempos atuais.

O Presidente dos EUA, Barack Obama classificou a intervenção da Venezuela como inaceitável e convocou o Tratado do Rio de Janeiro, onde o tratado estabelece que qualquer invasão a um membro do tratado consiste em declaração de guerra a todos os signatários, no Congresso Americano os Repúblicanos opositores do governo, querem uma intervenção militar rápida no Brasil para conter o avanço dos comunistas do Nordeste e parte dos estados do norte do país.

A União Europeia condenou a interferência da Venezuela no Brasil e já de propôs a ajudar a frente sulista com armas e a venda de equipamentos militares sem restrições a frente sul, que é tida pela Europa como a única saída do Brasil para evitar as políticas marxistas de Dilma e o consequente afundamento da economia global com a falência multipla de empresas brasileiras por conta da ingerência do governo Dilma que em apenas 5 anos mergulhou o país em uma de suas piores crises em mais de 20 anos.

Foro de São Paulo realiza ataques a Quartéis de São Paulo

Sindicalistas e simpatizantes do marxismo que residem em SP  realizaram ataques a quartéis da Polícia Militar e da Frente Paulista de Libertação Comunista, todos os ataques foram coordenados pelo Foro de São Paulo criado para destruir as instituições políticas e apoiar um golpe marxista em toda a América Latina anos atrás.

O ex-presidente Lula e a renegada presidente Dilma que se refugiam em Fortaleza ordenaram ataques de guerilha a tropas paulistas, mais de 5 mil militares ficaram feridos em explosões de carro bomba (especialisdade dos guerrilheiros PTistas) e mais de 300 perderam sua vida em um ato terrorista de uma organização terrorista implantada no país a mais de 20 anos e que era blindada a mais de 12 pelos governos marxistas do PT.

Tropas Sulistas avançam em direção a Salvador – BA

Demostracao-do-efetivo-das-forcas-armadas-para-copa-2014-WR-4-1024x679

Tropas sulistas comandadas pelo General Sampaio líder do movimento sulista na Frente de Libertação Contra o Comunismo em Minas Gerais seguem para Bahia e cercam a cidade de Salvador, os combates na região metropolitana da cidade são sangrentas, milicianos marxistas, moradores da cidades, soldados enviados pela Venezuela e a Polícia Militar da Bahia fiél ao governador Baiano aliado de Dilma e Lula defendem a cidade com unhas e dentes.

2 Navios da Marinha do Brasil fazem um bloqueio naval, os navios tem ordens para afundar qualquer navio que entre ou saia de Salvador, bombardeios dos navios e da FAB são proibidos para evitar destruição de patrimônio histórico, os combates ocorrem pelas vielas e ruas das cidades metropolitanas, as tropas bainas estão acuadas, centenas de mortos empilhados nas vielas históricas das cidades que fazem fronteira com Salvador fazem barricada para o avanço das tropas Mineiras e Gaúchas que avançam ferozmente rumo a cidade.

Salvador é uma cidade estratégica para a Frente Sulista, é a maior e mais populosa cidade do nordeste, sua tomada corta uma rota de abastecimento da insdustria baiana as tropas rebeldes marxistas e tropas invasoras da Venezuela. Será um duro golpe.

Mato Grosso e Rondônia enviam 25 mil homens ao Pará

{329291A8-439D-479C-BE16-241481DE998A}_PM - policiais da COE net

Mato Grosso e Rondônia decidiram se entrar na Guerra Civil a favor dos Sulistas e enviaram juntos uma força de 25 mil homens de suas forças policias e recrutas em cidades dos estados para tomar o Pará que declarou apoio a Dilma e ao Foro de São Paulo, as tropas seguem para o estado pró-Dilma para assegurarem que o estado não ajude o Estado do Amazonas que declarou apoio a Dilma mas sofre resistência dos militares das Forças Armadas que combatem a Polícia Militar Amazonense  e milicianos venezuelanos.

Roraima troca tiros com tropas Venezuelas 

Milicianos venezuelanos que tentavam cruzar a fronteira de Roraima que é pró-Sulistas foram surpreendidos por militares da Polícia Militar e soldados de fronteira que abriram fogo imediatamente forçando o recuo dos milicianos, a Venexuela vem infiltrando milicianos por várias rotas incluindo países como Bolívia e Paraguai.

Opositores da Venezuela recebem armas da Industria Bélica Sulista … Continua

Siga o escritor das simulações nas redes sociais:

Twitter: https://twitter.com/TCFrancisco

Add no Facebook ou  siga: https://www.facebook.com/francisco.santos53

Curta nossa página e seja avisado quando a nova simulação sair: https://www.facebook.com/GuerraArmas

Guerra entre Brasil e Venezuela : Guerra Civil Norte-Sul

Os Fatos a seguir constituem uma simulação de eventos ficticios, tivemos problemas com pessoas “ignorantes” e sem escrupulos que usaram nossa simulação para depreciar a imagem do Blog a tratando como real (Só uma pessoa ignorante para achar que 15 de março já passou), certamente estas pessoas são militantes PTistas que tentam retirar esta postagem do ar, não nos curvaremos a nenhum governo seja ele PTista, PSDBista ou qualquer que seja, o nosso país é livre e democrático.

Confira a continuação: Guerra Civil Norte-Sul (Parte II)

Por Francisco Santos

A economia esta em colapso, a inflação já esta na casa dos 10%, uma crise de desemprego assola o país, o governo reduz os benefícios trabalhistas levando o país a maior crise do século XXI, o mercado se desespera e a situação política é caótica.

A Petrobras esta falida, sem recursos e com investigações em todos os países que atua, o BNDES esta com um rombo de mais de 100 bilhões, a Eletrobrás esta completamente falida e a Caixa E. F, vê seus clientes sacando suas poupanças antes que o governo as confisque.

15 de Março de 2015

Uma manifestação de nível nacional leva milhões as ruas, em um só coro no país ouve-se um único clamor popular: Impeachment já!

No entanto militantes do MST convocados pelo ex-presidente Lula fizeram uma marcha paralela, o resultado não poderia ser outro, ambos se confrontaram a situação saiu do controle, não existe mais formas de governabilidade, a anarquia se formou, governadores de oposição  já dizem não reconhecerem mais a autoridade de Dilma, não existe outra forma, o Exército foi convocado para o Estado de Sítio, no entanto o Congresso condenou a atitude de Dilma, mas como a lei prevê autonomia ao presidente para decreta-la em 30 dias nada pode ser feito, mas segundo os parlamentares de governo e oposição a medida não será prorrogada no congresso. As tropas vão as ruas.

Governador de Minas Gerais é deposto

Em meio ao descontentamento com o PT e seus governantes, a população de Belo Horizonte que votou em peso em Aécio Neves na eleição presidêncial de 2014 descontente com as ações de desgoverno, falência da CEMIG que era ate então a maior companhia energética do país e falência do BDMG depuseram o governador Fernando Pimentel do PT que venceu as eleições graças aos votos dos beneficiários do Bolsa-Família no norte e sul de Minas (Apesar de BH ser a cidade mais populosa e ter votado em massa em Aécio, a capital mineira  representa pouco mais de 10% da população do Estado).

Uma enorme manifestação em frente ao Palácio Tiradentes saiu do controle quando a população invadiu o palácio e arrancou o governador de seu gabinete, a PMMG não pode reagir e alguns dizem que não quis reagir.

Polícia Militar de Minas Gerais toma o 12º Batalhão de Infantaria do Exército

Novamente na história a PMMG toma o 12º BI em Belo Horizonte, segundo o Comandante de Policiamento da Capital, Ten. Cel. Sampaio, não ocorreu resistência da Tropa do EB, o general de Brigada Orlando Santos assumiu o comando da PMMG em todo o Estado e colocou seus homens lutando lado a lado com os PMs.

A notícia se espalhou por todo o país, jornais estampavam em suas manchetes: Os mineiros pegaram em armas contra o governo!

Minas redimiu-se por ter decidido a eleição em favor do PT em 2014 e novamente na história deflagra uma revolução para salvar o país da desgraça comunista.

Sudeste e Sul aderem a revolução

Tropas Gaúchas, Paranaenses, Catarinenses, Paulistas, Cariocas e Capixabas marcham suas tropas para Brasília, Goiás, Tocantins  e Mato Grosso do Sul também aderem a revolução, tropas vem de todo o país rumo a Brasília que agora esta sitiada, as tropas exigem a rendição formal e escrita da presidente Dilma e de todos os representantes dos 3 poderes.

Nordeste e Norte declaram apoio ao Governo Fedederal

Em meio ao sítio Dilma e todo o alto escalão do PT incluindo o ex-presdente Lula e todos os ministros de governo embarcaram em um avião KC-130 da FAB e se refugiaram em Fortaleza, alguns militares leais ao governo embarcaram com a presidente, militares do norte e nordeste declararam apoio total a Dilma e seu governo.

Dilma transfere a capital para Fortaleza e o país esta dividido em 2 lados, Norte e Sul, a revolução já esta sendo chamada pela mídia de Revolução Norte-Sul ou Guerra Civil Norte-Sul pela imprensa internacional.

Roraima, Acre e Militares do Amazonas declaram apoio ao Sul

Ao saberem da revolução os militares da Amazonas tomaram todos os postos da Polícia Ambiental do Amazonas e já anunciaram que qualquer militar que apoie Dilma ou o PT são inimigos do Brasil e serão combatidos com toda a força dos  verdadeiros patriotas.

Roraima e Acre posicionaram seus efetivos da PM e do Exército para a fronteira pois uma invasão dos estados comunistas do Norte-Nordeste é inevitável.

Dilma pede ajuda a Venezuela 

Dilma pediu ajuda de seu amigo comunista venezuelano Nicolás Maduro, que enviou 150 mil soldados comunistas para o norte e nordeste do país, imediatamente a Marinha do Brasil enviou todos os seus navios operacionais para o Norte do país e ordenou que toda e qualquer embarcação venezuelana seja afundada imediatamente, seja civil ou militar.

A FAB também enviou aviões de guerra para realizar bombardeios sob Fortaleza e todas as cidades que não reconhecerem o Sul como vencedor da guerra, a estratégia é intimidar os nordestinos com o poderio militar da FAB.

EUA e União Europeia declaram apoio a frente Sul e condenam intervenção da Venezuela… Confira a continuação: Guerra Civil Norte-Sul (Parte II)

Curta nossa página no Facebook e fique por dentro de mais simulações.
https://www.facebook.com/GuerraArmas

%d blogueiros gostam disto: