Arquivo do autor:Francisco Santos

Concurso Aeronáutica – EA CAMAR 2016

A Aeronáutica do Brasil, por iniciativa do seu Departamento de Ensino, divulgou as normas para o Exame de Admissão ao Curso de Adaptação de Médicos do ano de 2016 (EA CAMAR 2016), a ser realizado no CIAAR, em Belo Horizonte, Minas Gerais. O concurso é em âmbito nacional e selecionará cidadãos brasileiros natos, de ambos os sexos, que atendam a todas as condições estabelecidas.

Estão abertas 112 vagas distribuídas nas seguintes especialidades: Anestesiologia, Anatomia Patológica, Cancerologia, Cardiologia, Cirurgia Geral, Clínica Médica, Geriatria, Ginecologia e Obstetrícia, Infectologia, Medicina Intensiva, Mastologia, Neurocirurgia, Nefrologia, Neurologia, Oftalmologia, Otorrinolaringologia, Ortopedia, Pediatria, Pediatria Neonatal, Pneumologia, Psiquiatria, Radiologia e Urologia.

O sistema de inscrição estará disponível nos endereços eletrônicos do Comando da Aeronáutica (www.fab.mil.br) e do Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica (CIAAR- http://www.ciaar.com.br), durante o período de 30 de junho a 30 de julho de 2015. O valor da taxa de inscrição para o EA CAMAR 2015 é de R$ 120,00.

O concurso será constituído das seguintes etapas:

– Análise da SECPROM ou Parecer da SECPG (para candidatos militares do COMAER);

– Provas Escritas (Língua Portuguesa e Conhecimentos Especializados);

– Inspeção de Saúde (INSPSAU);

– Exame de Aptidão Psicológica (EAP);

– Prova Prático-Oral (PPO);

– Teste de Avaliação do Condicionamento Físico (TACF); e

– Validação Documental (Análise e conferência dos critérios exigidos e da documentação prevista para a matrícula no Curso).

Informações do concurso: http://www.fab.mil.br/concursos

O Quadro de Oficiais Médicos é um Quadro de carreira da Aeronáutica e destina-se a suprir as necessidades de Oficiais Médicos para o preenchimento de cargos e para o exercício de funções técnico-especializadas de interesse do COMAER, além daquelas típicas de oficial da Aeronáutica.

Fonte: Conc. no Brasil

Iraque manifesta interesse em retomar compra de armamento brasileiro

O Iraque, que foi um dos maiores clientes de armas brasileiras entre as décadas de 1960 e 1980, manifestou nesta terça-feira seu interesse em reiniciar a compra de produtos de defesa do Brasil, informou o Ministério da Defesa.

Essa intenção foi comunicada pelo ministro das Relações Exteriores do Iraque, Ibrahim al Jaafari, na visita que fez hoje ao Brasil e durante qual se reuniu com o chanceler Mauro Vieira e com o ministro da Defesa, Jaques Wagner.

O ministro iraquiano “demonstrou interesse em retomar as aquisições dos produtos de defesa brasileiros depois que, no anos 80, o país foi um dos grandes parceiros comerciais do Brasil”.

O Brasil, que durante muitos abasteceu o Iraque de produtos como os mísseis Astros II, os tanques de guerra Osorio, os aviões de combate Tucano e diferentes armas convencionais, suspendeu as vendas em 1990 devido ao embargo internacional imposto a esse país pela invasão do Kuwait.

Segundo o comunicado do Ministério da Defesa, o aquecido mercado brasileiro da indústria de defesa movimenta cerca de US$ 6,5 bilhões ao ano, com US$ 3 bilhões em exportações, e gera 30.000 empregos diretos.

Os fabricantes brasileiros de foguetes, aviões e carros de combate tinham como principal mercado regional o Oriente Médio, para onde exportavam quase 50% de sua produção na década de 1970.

O principal cliente era o Iraque, que concentrava 40% das compras, seguido pela Líbia (30%).

Em seu encontro com as autoridades brasileiras, Jaafari disse que o Iraque precisa equipar-se para combater a ameaça terrorista do grupo Estado Islâmico, que domina territórios tanto nesse país como na Síria.

O ministro iraquiano acrescentou que o principal motivo de sua visita foi solicitar o apoio do Brasil nos esforços militares do governo iraquiano pela estabilização do país e o combate ao terrorismo.

“A guerra contra o terrorismo não é uma guerra convencional. Buscamos os países amigos e democráticos para defender aqueles que estão sofrendo com esse fenômeno”, afirmou o chanceler iraquiano, citado no comunicado do Ministério da Defesa, ao defender acordos de cooperação com o Brasil.

Por sua parte, Jaques Wagner comentou que o Brasil tem uma longa tradição de paz e de solidariedade e que, por isso, “expressamos nossa total solidariedade ao Iraque perante as atrocidades que são perpetradas no país”.

Fonte: Terra

Concurso Escola de Sargentos das Armas do Exército (EsSA)

Formandos da EsSA

A Escola de Sargentos das Armas do Exército Brasileiro (EsSA) divulgou as normas (editais 02, 03 e 04/2015) para realização do novo Concurso de Admissão aos Cursos de Formação de Sargentos das Áreas Combatente/Logística-Técnica/Aviação, Música e Saúde. Os Cursos de Formação terão início em abril de 2016 e término em dezembro de 2017.

Para participar do concurso, o candidato deverá, entre outros requisitos, ter concluído o ensino médio, possuir no mínimo 17 e no máximo, 24 anos de idade, sendo que, para as áreas de saúde e música, a idade máxima será de 26 anos de idade; medir, no mínimo, 1,60m de altura, para o sexo masculino, ou 1,55m para o sexo feminino, e não estar em condição de réu em ação penal.

Para a área de Combatente/Logística-Técnica/Aviação, há vagas para os cursos de Infantaria, Cavalaria, Artilharia, Engenharia, Comunicações, Intendência, Topografia, Material Bélico – Armamento, Material Bélico – Mecânico Operador, Manutenção de Comunicações, Material Bélico – Mnt Vtr Auto e Aviação – Manutenção.

Para a área de Música, as oportunidades são para os seguintes naipes: Clarineta, Fagote em dó/Contra-Fagote em dó, Flauta em dó/Flautim em dó, Oboé em dó/Corne-inglês, Saxhorne, Saxofone, Tímpanos/Bombo/Pratos/Tarol/Caixa Surda, Tuba, Trombone Tenor/Trombone Baixo, Trompa e Trompete/Cornetim/Flueghorne.

Já na Saúde, as chances são para Técnico em Enfermagem.

As inscrições poderão ser efetuadas até 06 de julho de 2015, via internet no site http://www.esa.ensino.eb.br, mediante pagamento de taxa de inscrição no valor de R$ 70,00.

O concurso de admissão para a matrícula nos CFS terá as seguintes fases:

a) 1ª fase, composta pelas etapas de exame intelectual, valoração de títulos, inspeção de saúde, exame de aptidão física e exame de habilitação musical, para os candidatos da área Música aprovados (aptos) nas etapas anteriores e convocados para este exame prático;
b) 2ª fase: revisão médica e comprovação dos requisitos biográficos dos candidatos, de caráter eliminatório, quando de sua apresentação nas OMCT.

As provas terão data e local anunciados no http://www.esa.ensino.eb.br, com antecedência.

A validade do concurso será de 15 dias após a homologação do resultado do certame.

Mais informações sobre todas as vagas podem ser encontradas no Manual do Candidato, acessível no link a seguir: http://concurso.esa.ensino.eb.br/site/ManualDoCandidato.aspx

Os editais foram publicados no Diário Oficial da União em 11 de maio de 2015, seção 3, a partir da página 23.

Fonte: Conc. no Brasil

Exército lança Concurso de Admissão à EsPCEx 2015

Recepção de novos alunos na Escola Preparatória de Cadetes de Campinas (EsPCEx)/ Divulgação Exército

O Comando da Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx), por intermédio do Departamento de Educação e Cultura do Exército Brasileiro (DECEx), divulgou o edital nº 02/SCONC/2015, que orienta a realização de novo Concurso Público para Admissão na EsPCEx em 2015.

O Concurso se destina a selecionar candidatos para o preenchimento de 500 vagas destinadas à matrícula no curso de Formação e Graduação de Oficiais de Carreira da Linha de Ensino Militar Bélico.  Para concorrer a uma das vagas, é necessário ser do sexo masculino, ter Ensino Médio completo, idade entre  17 e 22 anos, altura mínima dee 1,60m (ou 1,57m, se o candidato tiver 16 anos de idade); entre outros requisitos.

As inscrições, no valor de R$ 90,00, serão efetuadas no site  da EsPCEx (www.espcex.ensino.eb.br), até 10 de junho de 2015.

O concurso será composto das seguintes fases:

  • 1ª – Realização de exame intelectual;
  • 2ª – Inspeção de saúde, Exame de aptidão física e verificação dos requisitos biográficos exigidos dos candidatos.

O Exame Intelectual é composto de provas escritas, realizadas em dois dias consecutivos e aplicadas a todos os candidatos inscritos, versando sobre os assuntos relacionados no edital.

A Solenidade de Entrada e Matrícula dos Novos Alunos está prevista para acontecer no dia 20 de fevereiro de 2016.

O Concurso de Admissão à EsPCEx terá validade a partir da data de publicação do Edital de homologação do resultado e encerrar-se-á 30 dias após a data limite prevista para matrícula na EsPCEx.

Demais informações, consulte o edital/manual completo, que encontra-se na página eletrônica da EsPCEx.

Fonte: Conc. no Brasil.

Em 1 ano, 23 homens do Exército se feriram na Maré; vídeo mostra ‘guerra’

Imagem da TV Globo Minas

A pouco mais de um mês da saída da Força de Pacificação do Conjunto de Favelas da Maré, na Zona Norte, o Comando Militar do Leste informou que desde o início da operação 23 militares tiveram ferimentos leves em confrontos com criminosos no local desde que o início da ocupação pelo Exército, em abril de 2014. Dois desses militares se feriram num intenso tiroteio no início do ano, conforme mostra o vídeo obtido pelo RJTV.

As imagens foram gravadas por um militar, em 21 de janeiro, na Vila dos Pinheiros. Na ação, policiais militares e soldados do Exército tentavam impedir uma invasão de traficantes. Três facções disputam o controle dos pontos de vendas de drogas. As cenas de guerra incluem até balas traçantes, que partiam de armas de criminosos. Foi quase um minuto de tiros.

O conjunto da Maré tem 16 comunidades. A Vila dos Pinheiros, onde o vídeo foi gravado, fica ao lado de uma das principais vias expressas do Rio, a Linha Vermelha.

Desde abril de 2014, a Força de Pacificação ocupa a região, preparando o terreno para a implantação das UPPs.

De 5 de abril de 2014 a 29 de abril de 2015, o Exército fez quase 583 prisões, 251 apreensões de menores, e mais 1.340 apreensões de drogas. Os militares também encontraram munição, armas, carros e motos roubados.

Pelos dados oficiais, o número de homicídios antes e depois da ocupação, pouco mudou: de 58 caiu para 56.

Os confrontos entre traficantes e homens do Exército têm sido frequentes. Em novembro do ano passado, um cabo morreu baleado na cabeça.

O Exército deixa a Maré em 30 de junho e a substituição por tropas da PM começou no início de abril.

Fonte: G1

Rússia projeta ‘super porta-aviões’

NAe russo_maqueteO Centro de pesquisa russo revelou o projeto para super porta-aviões.

O Centro de Pesquisa Krylovsky da Rússia (Russia’s Krylovsky State Research Center – KRSC) mostrou seu desenho para o Projeto 23000E de um super porta-aviões, apelidado de Shtorm (Storm, Tempestade).

Um modelo em escala do navio vai ser exposto pela primeira vez no Salão Internacional de Defesa Marítima 2015 (International Maritime Defence Show 2015), em St Petersburg entre os dias 1º e 5 de julho, disse Valery Polyakov, vice-diretor do KSC.

“O porta-aviões de múltiplos propósitos do Projeto 23000E é projetado para conduzir operações em áreas remotas e oceânicas, engajar alvos inimigos terrestres e marítimos, garantir a estabilidade operacional das forças navais, proteger as tropas de desembarque, e fornecer a defesa aérea,” disse Polyakov.

NAe russo_maquete2

O projeto preve um deslocamento de 90 a 100 000 toneladas, com 330 m de comprimento, 40 m de largura. A velocidade máxima estimada será de cerca de 30 kt (55 km/h), velocidade de 20 kt (37), uma resistência de 120 dias, uma equipe de 4 a 5 000. Mas apesar disso, o projeto atual foi concebido com propulsão convencional, embora possa ser revisto e substituído por energia nuclear, de acordo com os requisitos do cliente.

A capacidade do navio será de 80 a 90 aviões baseados em plataforma para várias missões de combate. A maquete apresenta uma ala aérea composta por caças T-50 navalizados e MiG-29K, bem como aeronaves de alerta aéreo antecipado e helicópteros navais Ka-27.

O convés de voo mostra um interessante desenho, com ambas opções de decolagem, sendo por uma rampa skijump, sendo por catapultas, ou seja, existem quatro posições de lançamento: duas na rampa e duas via catapulta eletromagnética. O projeto também dispõe de duas ilhas; um recurso só visto anteriormente no mais recente projeto do Reino Unido.

T-50 navalizado?

A proteção contra ameaças aéreas será fornecida por quatro módulos de combate do sistema de mísseis antiaéreos. Um pacote anti-torpedo deverá ser incorporado.

Polyakov assinalou que estas especificações estão sujeitas a alteração, correção e modificação durante a concepção e desenvolvimento do navio em todas as fases do trabalho, uma vez que os potenciais clientes podem alterar o pacote, armas e equipamentos.

FONTE/IMAGEM: janes.com – Tradução, pesquisa adicional e edição: CAVOK

NOTA DO EDITOR: Este projeto guarda uma incrível semelhança com o porta-aviões da classe Ulyanovsk que estava sendo construído na Ucrânia quando a URSS colapsou, como pode-se ver abaixo.

NAe russo_NE

CAVOK

Conheça a artilharia antiaérea usada pela Coreia do Norte em execuções

Soldados mulheres com a arma de artilharia antiaérea da Coreia do Norte durante desfile militar, em 2008 (Foto: Kyodo News/AP)Soldados mulheres com a arma de artilharia antiaérea da Coreia do Norte durante desfile militar, em 2008 (Foto: Kyodo News/AP)

O líder supremo da Coreia do Norte, Kim Jong-Um, usou uma artilharia antiaérea de fabricação russa para executar o ministro da Defesa norte-coreano, Hyon Yong-Cho, de 66 anos, segundo agências de notícias internacionais.

O modelo é uma arma de guerra que foi utilizada pela Coreia do Norte para derrubar helicópteros norte-americanos durante a Guerra do Vietnã (1955-1975), também empregado nos conflitos do Iraque, em 2003, e na Líbia, em 2011.

A arma antiaérea usada pelo país vizinho nas execuções de pessoas chama-se ZPU-4 e possui quatro canos de 14,5mm, conforme a agência sul-coreana de inteligência e agência de notícias Reuters.

Um comitê dos Estados Unidos que apura as violações aos direitos humanos na Coreia do Norte divulgou em abril que imagens de satélite confirmaram o uso do ZPU-4 em outras execuções determinadas pelo líder norte-coreano em outubro do ano passado. Nas ocasiões, o alvo estava a apenas 30 metros de distância do armamento.

Imagens de satélite mostram tiros antiaéreas contra alvos em outubro de 2014 na Coreia do Norte (Foto: Comitê dos EUA sobre direitos humanos na Coreia do Norte)Imagens de satélite mostram tiros de arma anti-
aérea contra pessoas em outubro de 2014
na Coreia do Norte (Foto: Comitê dos EUA sobre
direitos humanos na Coreia do Norte)

Yong-Cho teria sido executado em 30 abril em um campo de treinamento de tiros localizado na Academia Militar de Kanggon, próximo à capital Pyongyang.

A morte foi determinada após o ministro ter sido surpreendido dormindo durante atos militares e respondido de maneira inadequada a Kim Jong-Un em várias oportunidades, revelaram legisladores da Coreia do Sul que teriam obtido a confirmação da execução por meio da inteligência sul-coreana.

Baseada na arma russa Vladimirova KPV a partir de 1949, o ZPU-4 pode ser acoplado a carros ou estruturas de quatro rodas e pesa cerca de 1 tonelada. Conforme a fabricante, seus disparos podem atingir até 5 mil metros de altitude e um alcance máximo de até 8 km.

Com eficiência, consegue acertar alvos a 1.400 metros, diz a indústria.

“É um armamento pesado usado contra construções, blindados e aviões, não é feito para ser usado contra pessoas, não foi feito para isso”, diz o major Roberto Silva Ramos, chefe da divisão de ensino da Escola de Artilharia de Costa e Antiaérea do Exército brasileiro, localizada no Rio de Janeiro. O Brasil não possui este tipo de armamento.

É um armamento pesado usado contra construções, blindados e aviões, não é feito para ser usado contra pessoas”
major Silva Ramos,
da Escola de Artilharia Antiaérea do Exército

“Trata-se de um calibre alto e a missão principal dele é derrubar aeronaves. Ele pode ser mirado contra algo e se dar um tiro direto, como se fosse uma pistola. Se usarmos contra uma pessoa, a qualquer distância, causará um estrago grande. Destroçou ele, virou pó. É um impacto muito forte”, acrescenta o major.

Em setembro de 2008, o armamento foi exibido com mulheres soldados durante uma parada militar na Praça Kim Il Sung, em Pyongyang, durante as comemorações pelo aniversário de 60 anos de fundação do país, conforme a agência de notícias AP.

G1

%d blogueiros gostam disto: