Nove mitos sobre o pré-sal, a Petrobras e o petrolão

O pré-sal brasileiro consegue ser competitivo? As ações contra a Petrobras vão destruí-la? A dívida da estatal é impagável? Entenda


Petrobras: o maior dano causado pela Operação Lava-Jato foi à sua reputação


1º – O pré-sal micou

O pré-sal brasileiro consegue ser competitivo, apesar de ser extraído de reservas que estão a quase 7 quilômetros de profundidade. Hoje, o custo médio da produção do barril é de 9 dólares – a média internacional é de 14 dólares. Quando se soma o custo de instalação dos poços e plataformas, diferidos na vida útil do campo, o preço final do barril fica em 15 dólares.

2º – O pré-sal não tem mais atrativos em um mundo que caminha para a energia limpa

Nenhuma das desejadas e esperadas formas de energia limpa em pesquisa ou já em uso tem condições de atenuar a dependência que o mundo tem do petróleo. Esse status quo deve permanecer pelo horizonte visível, ou seja, ainda não será esta nem a próxima geração a desfrutar energia limpa em quantidade e preço compatíveis com o atendimento das necessidades de mais de 7 bilhões de habitantes da Terra.

3º – As empresas petrolíferas internacionais esnobam o potencial econômico do pré-­sal

O reconhecimento do pré-sal como uma valiosa fronteira energética tem influenciado movimentações no mercado de óleo e gás com gigantes do setor. A mais recente foi quando a anglo-holandesa Shell, parceira da Petrobras no campo de Libra, comprou a BG, que também opera no pré-sal.

4º – A dívida bruta de 400 bilhões de reais é impagável

A companhia tem um endividamento elevado, mas grande parte dele é de longo prazo – segundo o balanço do primeiro trimestre deste ano, quase 300 bilhões da dívida só vencem a partir de 2018, sendo que 165 bilhões serão cobrados apenas a partir de 2020. Para manter seus pagamentos em dia, a Petrobras tem, até lá, de ter recuperado a saúde financeira. Para isso, é preciso pôr a casa em ordem e não desperdiçar dinheiro em projetos sem perspectivas de lucro.

5º – A empresa foi abalada em seus alicerces pela corrupção

O maior dano causado pela Operação Lava-Jato à Petrobras foi sem dúvida em sua reputação, o que repercutiu na desvalorização aguda das suas ações e na paralisação de projetos. Essa perda foi maior que a dos desvios em si, que, segundo a empresa, ficaram na casa de 6,2 bilhões em um período de dez anos – o número impressiona, mas o processo não minou a capacidade da companhia, que deverá ter uma geração de caixa de 80 bilhões de reais em 2015.

6º – É irrecuperável o prejuízo trazido pelos subsídios ao diesel e à gasolina

A prática de conter esses reajustes para controlar artificialmente a inflação foi a mais danosa para o caixa da Petrobras. Os reajustes recentes, acompanhados da desvalorização internacional dos combustíveis, melhoraram a lucratividade da empresa sobre os importados. Alguns analistas, porém, avaliam que a margem da empresa com as vendas está se aproximando do zero e alertam para a necessidade de um novo reajuste.

7º – A investigação que a Petrobras sofre nos Estados Unidos vai destruir a empresa

Mesmo que a estratégia jurídica da Petrobras falhe e a ação prospere, casos como este costumam terminar em acordos em vez de longas e onerosas disputas nos tribunais americanos. Ao chegar a este ponto, os valores pedidos são reduzidos de maneira marcante. A indenização mais polpuda por fraude paga até hoje, a do caso Enron, ficou em 7,2 bilhões de dólares. Um eventual acordo da Petrobras não deve chegar nem próximo desse valor – mas, mesmo que chegue, não tem volume para abalar a empresa.

8º – A Refinaria Abreu e Lima, orçada em 2 bilhões (de dólares), já custou 20 bilhões e não funciona

O projeto da refinaria que foi aprovado e construído tinha o custo de 13 bilhões de dólares – o valor de 2 bilhões se refere a um pré-projeto que se mostrou tecnicamente inviável. O trem 1 da refinaria, com capacidade de processar até 115 000 barris por dia, está em operação desde dezembro de 2014.

9º – As demais obras tisnadas pela corrupção vão continuar paradas

Até que as novas prioridades sejam definidas por um plano de negócios, esse último item não chega a ser um mito.

Fonte: Veja

Anúncios

Sobre Joshua Duarte

Gosto de Filmes e livros de ficção, fantasia (principalmente Héry Póty), história e + ou - Best Seller. Odeio Gente idiota, ignorante, Poser, e que só sabe falar bem ou mal de PT e PSDB, pq pra mim é tudo a mesma bosta. Haaaaaa!!! Quase que eu esqueço, adoro rock e odeio funk, por mim, poderia cair um raio em cima de tudo que for funkeiro.

Publicado em 07/02/2015, em Notícias. Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. Se o pre sal e competitivo não interessa a nos Brasileiros. So queremos saber como temos Petróleo e o preço da gasolina é a mais cara do mundo. Ate nosso vizinho que não tem Petróleo tem a gasolina mais barata que a nossa no brasil

    Curtido por 1 pessoa

  2. eadem@ig.com.br

    O pré-sal brasileiro seria competitivo e a Petrobrás até pagaria suas dívidas se o Brasil tivesse um povo esclarecido e com vergonha na cara capaz de eleger um governo diferente dos jagunços da quadrilha PT e mafiosos associados que elegeu. Como não existe nada disso, estrá todo mundo ferrado. Incluindo o Brasil, seu povo fuleiro, a Petroroubabrás, eu e também você que votou nos FDP que estão aí!

    Curtido por 1 pessoa

  3. Wilder Hermsdorf

    Essamateria e ate interessante, mas… um tanto tendenciosa.; nao foi citado nada sobre a quadrilha do pt e coligados…que se continuarem, tsnto o pt, ou pbdb, ou psdb, vai continuar os roubos e a caminhada rumo ao socialismo.; Entao, o fator recuperacao, sem duvida existe…mas se houver uma intervencao military para se fazer uma limpesa na politica podre que hoje destroi o nosso Brasil.; Mas coopera com governos de ditadores comunistas com o nosso dinheiro. Nada vai se arrumar com esses politicos corruptos…e sim piorar, porque o reflexo destes rombos sera visto de uma maneira muito mais dramatica, em 2.016…vai ser o ano da quebradeira… verao isso…

    Curtido por 1 pessoa

Esse espaço é para debate de assuntos relacionados ao Blog, fique á vontade para comentar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: