EUA exigem fim ‘imediato’ de ‘construção’ de ilhas no Mar da China

ilhas_artificiais

Os Estados Unidos exigiram neste sábado (30) o “fim imediato” das obras de construção, por parte de Pequim, de ilhas ‘semi-artificiais’ no Mar da China oriental, e estimaram que o comportamento das autoridades chinesas “não está de acordo” com as leis internacionais.

“Primeiro, queremos um acerto pacífico de todos os litígios. Com esta finalidade, deve ocorrer o fim imediato e duradouro das obras de terraplanagem” no arquipélago de Spratly, cuja soberania está em disputa, declarou o secretário americano da Defesa, Ashton Carter, em uma conferência sobre segurança em Cingapura.

“Também nos opomos a qualquer militarização suplementar” da região, acrescentou Carter, destacando que os militares americanos seguirão penetrando no que chamou de “águas internacionais” do Mar da China oriental. ”Com estas ações no Mar da China oriental, Pequim não está em conformidade com as regras e leis internacionais”.

As Spratly, um arquipélago com mais de 100 ilhas, recifes e atóis no meio do caminho entre Vietnã e Filipinas, é uma zona muito disputada devido a sua importância militar estratégica. Os chineses realizam no arquipélago operações de terraplanagem para transformar recifes de coral em portos e infraestruturas diversas como aeroportos e campos militares.

Fonte: G1

Anúncios

Publicado em 06/02/2015, em Notícias e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. UM BOM EXEMPLO PARA ESSA EXIGÊNCIA SERIA MOSTRAR SAINDO IMEDIATAMENTE DA COLONIA PENAL DE GUANTÁNAMO EM CUBA.

    Curtir

  2. eadem@ig.com.br

    O final desta notícia é mentiroso e tendencioso, dando a impressão de ter sido “matéria paga” para veicular PROPAGANDA ENGANOSA AMERICANA, pois em nenhum momento os chineses anunciaram que as obras realizadas nas tais ilhas artificiais teriam quaisquer fins militares.

    Quanto ao resto da mensagem:

    1º) A área marítima está em disputa envolvendo a China Continental, Vietnã, Filipinas e Taiwan porém não as ilhas, pois se ainda estão sendo construídas pela China ainda não existem oficialmente.

    2º) Essa área fica numa zona de águas internacionais reconhecidas secularmente como MAR DA CHINA e não Mar dos EUA, que não têm águas territoriais nem interesses relevantes ali.

    3º) a) Os EUA não dispõem de nenhuma procuração de qualquer dos países envolvidos para defender os interesses de quem quer que seja naquela área; b) os EUA não são mediadores reconhecidos de nenhuma disputa ali ou alhures; c) o foro adequado para discutir acerca da soberania daquela área e suas eventuais ilhas É APENAS A ONU E SEU RESPECTIVO CONSELHO DE SEGURANÇA.

    4º) O escravo Japão também não tem nenhuma razão para se intrometer nessa querela, a não ser que queira participar de nova aventura militar ao lado dos seus amos a fim de participar de um novo saque à China, ou das consequências nefastas de um conflito que poderá envolver o mundo inteiro apenas pela ganância, arrogância e irresponsabilidade norte-americana agindo sob a orientação dos cafetões judaicos que dirigem dos bastidores à nação americana.

    Curtir

Esse espaço é para debate de assuntos relacionados ao Blog, fique á vontade para comentar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: