Ocidente está assustado com o monstro que criou na Ucrânia

A bandeira nacional da Ucrânia na fronteira russo-ucraniana

Os países ocidentais têm percebido que a crise na Ucrânia foi longe demais, e gostariam de melhorar as relações com a Rússia, mas a retórica belicosa de Kiev lhes dá grande preocupação. Quem afirma é o célebre jornalista britânico Neil Clark.
Em entrevista ao canal televisivo RT, o jornalista britânico acredita que o Ocidente está cansado da Ucrânia, cujas ações se tornam para os países ocidentais cada vez mais difíceis de justificar.

“Os países que têm contribuído para a revolução na Ucrânia agora estão recuando de sua posição e começando a agir de uma forma mais pragmática”, disse Neil Clark. Segundo ele, isto se comprova na mudança de tom dos EUA, o que preocupa Kiev, cuja retórica tornou-se mais agressiva.

“Os principais países europeus são os que provavelmente menos querem uma guerra em grande escala, e o conflito se tornará mais provável se a Ucrânia se tornar membro da OTAN, especialmente com o atual governo da Ucrânia e com sua retórica extremamente belicosa”, afirmou o jornalista.

Ele ainda observou que existem perigos reais na Europa, pois “eles criaram este monstro Frankeinstein e estão preocupados onde isso levará”. “Entende-se que tudo foi tão longe quanto possível. As pessoas mais realistas na Europa estão claramente dispostas a levantar as sanções contra a Rússia, porque elas são prejudiciais para as principais economias europeias, como a Alemanha e a França”, completou Neil Clark.

Fonte: sputniknews

Anúncios

Publicado em 05/23/2015, em Notícias e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. ESSE MONSTRO não foi criado pelas Nações. Ela é mais antiga do que se imagina.

    16 – A Terra vai ter um fim?

    A terceira órbita do sol é ocupada por um planeta chamado terra, na qual somos habitantes há muito tempo. O lançamento do alicerce da terra não deve ser confundido com “a fundação [gr.: ka•ta•bo•lés] do mundo”. As palavras de Jesus, em Lucas 11:48-51, evidenciam que Abel viveu por ocasião da fundação do mundo, a qual se refere à humanidade.

    Os alicerces do planeta Terra haviam sido lançados muito antes disso. O homem, feito à imagem e semelhança do seu Criador por ser dotado de certa medida dos atributos divinos e receber a responsabilidade de cuidar do planeta Terra, e da criação animal sobre ele, teria de ter comunicação com o seu Deus e Pai. (Gên 1:26, 27)

    “O fim do mundo nunca sai de moda, pelo menos no que diz respeito aos filmes.” Foi isso o que disse o colunista John Scalzi. Por que as pessoas ficam fascinadas pelos filmes que falam sobre o fim do mundo? “Porque eles expõem os nossos medos”, concluiu Scalzi.

    Você concorda com isso? Será que temos razões válidas para temer que a Terra e toda a vida nela algum dia vai realmente ter um fim? Pense um pouco nos produtos à venda numa prateleira de supermercado. Alguns têm uma etiqueta com o prazo de validade. Quem estabeleceu esse prazo? Será que foi apenas um bom palpite do gerente da loja? É claro que não! Foi o fabricante que determinou o prazo de validade. Confiamos nessa data porque o fabricante conhece o seu produto melhor do que ninguém.

    Podemos confiar muito mais no Criador do nosso planeta! Sua Palavra diz de modo claro que ele “estabeleceu solidamente a Terra” para durar para sempre. Ela não tem prazo de validade, e nunca terá! — Salmo 119:90. Tua fidelidade é para geração após geração. Estabeleceste solidamente a terra para que continuasse firme. Além de garantir que a Terra não vai acabar a Palavra de Deus também nos diz que ele “a formou mesmo para ser habitada”. (Isaías 45:18) Pois assim disse Jeová, o Criador dos céus, Ele, o [verdadeiro] Deus, o Formador da terra e Aquele que a fez, Aquele que a estabeleceu firmemente, que não a criou simplesmente para nada, que a formou mesmo para ser habitada.

    Será que a Terra sempre produzirá o suficiente para sustentar a vida?

    Num relatório de 2004 intitulado, “Pode o planeta nos alimentar?”, Alex Kirby, correspondente ambiental, disse: “Na verdade, o mundo produz o suficiente para alimentar todas as pessoas”. Mas muitas vezes o alimento está no lugar errado, ou seu custo é muito alto, ou então não pode ser armazenado muito tempo.

    Assim, “garantir que todos tenham o suficiente para comer tem mais a ver com política do que com ciência.” Com uma supervisão correta da Terra e uma administração eficiente de seus recursos, não haveria motivos para temer uma eventual falta de alimento. Por exemplo, nos dias do Israel antigo, Deus forneceu orientações claras sobre o uso correto da terra. Conforme registrado em Levítico 25:4, Deus disse aos israelitas: “No sétimo ano deve haver um sábado de completo repouso para a terra”.

    Não deves “semear teu campo.” Embora eles não cultivassem a terra no sétimo ano, Deus garantiu que o povo se alegraria com a abundância de boas coisas e que não teria de se preocupar com uma possível falta de alimento. Levítico 26:3-5. Se continuardes a andar nos meus estatutos e a guardar os meus mandamentos, e deveras os cumprirdes, então darei certamente as vossas chuvadas no seu tempo devido e a terra há de dar a sua produção, e a árvore do campo dará seu fruto.

    E a vossa debulha há de alcançar a vossa vindima e a vindima alcançará a sementeira; e deveras comereis o vosso pão a fartar e morareis em segurança na vossa terra. Embora estejam sendo feitos alguns esforços sinceros para reverter os danos causados à Terra e aos seus recursos, muitos temem que esses esforços sejam poucos e tenham vindo tarde demais. A única solução permanente está em Revelação (Apocalipse) 11: 18. Mas as nações ficaram furiosas e veio teu próprio furor (de Deus) e o tempo designado para os mortos serem julgados. “E para dar a recompensa aos teus escravos e aos profetas, e aos santos e aos que temem o teu nome, a pequenos e a grandes, e para arruinar os que arruínam a terra.”

    Curtir

  2. eadem@ig.com.br

    Esse “monstro” ucraniano não vive de comer capim.

    O “alimento” dele vem dos bordéis políticos de Washington e das camas da putada européia.

    Cortou o subsído Proshenko APAGA, a Rússia toma àquela merda e o mundo volta à tão sonhada paz!

    Curtir

Esse espaço é para debate de assuntos relacionados ao Blog, fique á vontade para comentar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: