Filme sobre participação brasileira na 2ª Guerra Mundial tem pré-estreia em Brasília

Estrada 47

A pré-estreia do filme A Estrada 47, do diretor Vicente Ferraz, aconteceu ontem em Brasília. O longa-metragem conta a história de soldados brasileiros que lutaram ao lado das Forças Aliadas durante a Segunda Guerra Mundial.  A estreia nacional será nesta quinta-feira (07), data que antecede o Dia da Vitória na Europa. No dia 08 de abril de 1945, tropas do nazifacismo se renderam ao Alto Comando das Forças Aliadas e da antiga União Soviética.

O filme relembra os 25 mil soldados da Força Expedicionária Brasileira (FEB) que, enviados para a Itália, lutaram ao lado dos países Aliados (Estados Unidos, Inglaterra, França e URSS) contra os inimigos, representados pelo Eixo: Alemanha, Itália e Japão. Os pracinhas, como ficaram conhecidos os soldados brasileiros, não possuíam vestimentas apropriadas para enfrentar o rigoroso inverno europeu, sequer estavam preparados para combater o poderoso Exército alemão.

Na ficção, o sopé da montanha do Monte Castelo serve de palco para os atores que representam quatro soldados brasileiros. Na vida real, após quatro tentativas fracassadas, a tropa brasileira acompanhada da 10ª Divisão de Montanha norte-americana conseguiu tomar o monte, no dia 21 de fevereiro de 1945. A conquista de Monte Castelo era muito importante por sua posição estratégica para os aliados.

A Estrada 47, co-produção entre o Brasil, Itália e Portugal, foi eleito o melhor longa-metragem na 42ª edição do Festival de Cinema de Gramado em 2014. O primeiro filme brasileiro de ficção sobre a Segunda Guerra foi gravado na Itália e presta uma homenagem aos soldados brasileiros que lutaram bravamente contra as forças nazistas.

Fonte: Ministério da defesa

Publicado em 05/07/2015, em Notícias e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. Quero assistir, deve ser muito bom. Um dúvida, quando vai ter nova simulação no blog?

    Curtir

  2. eadem@ig.com.br

    Tenho o maior respeito pelos “pracinhas” da FEB e revelo que tive a suprema honra de carregar os restos de um segundo sargento mineiro do EB, quando foram removidos de Pistoia na Itália para o relicário nacional do aterro do Flamengo no Rio de Janeiro. Naquele tempo eu era soldado do Regimento Sampaio, no qual realmente eu servias à Pátria, e nossa companhia, a CCAC, foi escalada para a honrosa missão.

    Mas apesar da inquestionável bravura e supremo sacrifício dos nossos soldados, hoje se sabe que eles lutaram em vão e contra o inimigo errado, ajudando NA GUERRA DOS OUTROS.

    Tomara que o Brasil nunca mais caia noutra esparrela idêntica, de acrditar em ataques alemães feitos por americanos e ingleses e de mandar soldados morrerem por um bando de patifes que nunca foram nossos amigos, quanto mais, aliados!

    Curtir

  3. HA UMA FALHA POIS HA ANOS SURGIU UM FILME BRASILEIRO COMO O TITUILO “ELES NÃO VOLTARAM” COM IO MESMO TEMA, PORTANTO ESTE NÃO É O PRIMEIRO FILME BRASILEIRO SOBRE O ASSUNTO

    Curtir

Esse espaço é para debate de assuntos relacionados ao Blog, fique á vontade para comentar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: