Conflitos se agravam em todo o Iêmen

Homem monta em motocicleta em frente a sede dos houthis, destruída após ataque aéreo da coalizão liderada pela Arábia Saudita, em Saada, norte do Iêmen, domingo (26) (Foto: Stringer/Reuters)

Ataques aéreos, bombardeios navais e combates em terra chacoalharam o Iêmen neste domingo (26), em um dos conflitos que mais se espalharam desde que uma aliança liderada pela Arábia Saudita interveio no mês passado contra a milícia houthi, aliada do Irã.

Ao menos cinco ataques aéreos foram realizados contra posições militares em uma área perto do complexo do palácio presidencial na capital Sanaa, dominada pela milícia houthi, durante a madrugada, enquanto navios de guerra alcançavam uma área perto do porto na cidade de Aden, na região sul, segundo moradores.

Os ataques em Sanaa foram os primeiros desde que a coalizão liderada pelos sauditas disse na semana passada que estava reduzindo sua campanha contra os houthis.

Os ataques aéreos foram retomados quando os ganhos dos houthis em todo o país não foram revertidos, e as negociações de paz não demonstraram um progresso visível.

A Arábia Saudita, maior exportadora de petróleo do mundo e adversária muçulmana sunita do Irã, muçulmano xiita, sente-se ameaçada pelo avanço xiita houthi no Iêmen desde setembro do ano passado, quando os rebeldes tomaram a capital.

O houthis forçaram o presidente Abd-Rabbu Mansour Hadi ao exílio. A intervenção liderada pela Arábia Saudita visa restaurar Hadi e impedir que o Iêmen se desintegre como estado, com militantes da Al Qaeda prosperando no caos e colocando uma das mais movimentadas rotas marítimas de petróleo do mundo em risco.

Fonte: G1

Publicado em 04/26/2015, em Guerras e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. eadem@ig.com.br

    Em situação muito mais vexatória e desigual que a atual, há 74 anos o general alemão Rommel intervinha na África do Norte e desbaratava os ingleses nos desertos da Líbia e do Egito e apesar dos pequenos recursos postos à sua disposição pelo inesquecível líder pan-germânico Adolf Hitler, por pouco a “Raposa do Deserto” (apelido dado a ele pelos próprios aterrorizados e incompetentes militares ingleses) não tomou o Cairo e apossou-se do Canal de Suez. Faltou bem pouco.

    Hoje não existem mais Rommel nem generais competentes com o ele e vai daí, ocorre essa merda toda no Iêmen, uma republiqueta títere dos EUA e dos Árabes, situada na península Arábica (Ásia).

    Trata-se de um paizinho mixuruca, minúsculo (menor que o Estado do Rio de Janeiro), desértico e que fóra o petróleo, azeite de oliva, incenso e peixes de mar, não produz mais nada, pois até sua população é insignificante.

    Desguarnecido, os houtis tomaram àquela porcaria com meia-dúzia de gatos pingados e apesar da badalada “coalizão” chefiada pelos mafiosos da família real arábica reunir forças de inúmeros países (entre eles os EUA e outros da OTAN), dos ataques aéreos e navais feitos por meio-mundo, a vaca árabe ameaça ir pro brejo, pois os houtis não enfraqueceram, não desistiram e tudo indica que se fumarem algumas porções de hasish e atacarem pra valer serão capazes até de tomar Meca e Riad, as capitais religiosa e política do país com o governo mais patife do planeta: a máfia dos Saudi.

    Pelo andar da carruagem, se os “marines” americanos não intervierem naquela merda, nos próximos 40 anos ainda ouviremos falar dessa “guerra do Iêmen”. Por sinal, uma “guerra” muito semelhante a outras “guerras” fomentadas pelos EUA e seus sócios-gurus judeus para desencalharem a enferrujada indústria norte-americana de armamentos… guerras ou conflitos como as existentes no México, das FARC na Colômbia, no Afeganistão, inúmeras pela África, as do EI, Bósnia, Chechênia, Ucrania e tantas outras existentes por aí ou ainda por existir, pois a coisa mais fácil deste mundo é americano promover guerras. Inclusive as “mundiais”…

    Curtir

Esse espaço é para debate de assuntos relacionados ao Blog, fique á vontade para comentar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: