Rússia questiona chances de receber porta-helicópteros Mistral

USS Iwo Jima

As autoridades russas responsáveis pela cooperação técnico-militar prosseguem as negociações com a parte francesa sobre a transferência de navios porta-helicópteros do tipo Mistral, mas a probabilidade de a Rússia receber as embarcações ainda é extremamente baixa, declara o Ministério da Defesa.

“Temos contatos com o lado francês. A natureza desses contatos torna claro que a esperança de que a situação seja resolvida e a Rússia ainda receba os porta-helicópteros praticamente não existe. Eu diria que as chances são 99 a 1. Mas nós não vemos tragédia na situação”, declarou o ministério, adiando que o lado russo ficará satisfeita se receber os fundos gastos no projeto.

O Ministério da Defesa russo também declarou que “a prontidão de combate da frota não será afetada por tal redução de despesas”.A companhia russa de exportação e importação de armamentos Rosoboronexport assinou com a companhia francesa DCNS um contrato para a construção de dois navios deste tipo em junho de 2011. As partes posteriores dos porta-helicópteros foram construídas no estaleiro russo Baltiysky (que faz parte da Corporação Unida de Construção Naval). em São Petersburgo. O acoplamento com as partes anteriores e as obras de acabamento foram efetuadas no estaleiro da companhia STX France, em Saint-Nazaire.

O primeiro navio de desembarque Vladivostok devia ter sido entregue pela França em 14 novembro de 2014 e o segundo até o final de 2015.

Mais cedo o presidente francês, François Hollande, disse que decidiu suspender a entrega do primeiro dos navios (Vladivostok) por causa da situação na Ucrânia. Por sua vez, a Rússia declarou que está à espera do navio ou da restituição do dinheiro.

Leia mais: http://br.sputniknews.com/mundo/20150327/576371.html#ixzz3VaYfyD3C

Anúncios

Sobre Francisco Santos

Francisco Santos é jornalista a mais de 5 anos, hoj é correspondente do Jornal Diário do Estado (Paraná), em seus momentos livres escreve para o Blog Alvo na TV, com colunas críticas, imparcial, profissional ao extremo e dedicad ao mundo da TV. É fundador e dono do Blog de defesa Guerra & Armas, que já conta com um crescimento considerável e esta prestes a se tornar um dos maiores Blogs de defesa do país, com compromisso e credibilidade o jornalista Francisco Santos mostra toda sua qualidade e amor ao que faz.

Publicado em 03/27/2015, em Europa, França, Russia e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 4 Comentários.

  1. Sujeira e falta de ética ate em negocio escuso. Faz o seguinte: Oferece para um país rico em dinheiro vívo. No cacau; como se diz na Republica dos bananas. Não sabe onde??? Faz me rir!!! Onde mais se desvia tanto dinheiro e o país não vai á falência???? Hah…vcs querem que eu dou o nome do país!!! Voces querem me ver de cara pra cima olhando a rais da grama, cercado de lages por todos os lados?! kkkkkkkkk

    Curtir

  2. William André Dos Santos

    Obs…À russia só esta colhendo o que o presidente dela plantou…só agora que o presidente putim acordou, ele disse que vai ajudar a comtater os terroristas eu tenho certeza que à França vai cumprir o contrato é só uma questão de detalhes e tempo.

    Curtir

  3. vende para o Brasil esse navio ,que ele vai ficar no porto do Rio de Janeiro ,servindo de pouso para gaivota ,assim como fizemos com o sucatão MINAS GERAIS e ferro velho SÃO PAULO .

    Curtir

  4. eadem@ig.com.br

    Quem manda na OTAN são os americanos e os despersonalizados franceses abanam os rabos para seus donos e comem das migalhas que caem da mesa de Macack Obanana.

    Ora, americanos são crias dos piratas ingleses e discípulos dos desonestos judeus. Vai daí, os americanos são gangsters que obrigam a OTAN a agir como uma grande quadrilha de patifes.

    E patifes não cumprem tratados, nem promessas, nem são confiáveis em nenhum negócio.

    Isso significa que a França não entregará os porta-helicópteros aos russos nem devolverá o dinheiro que eles já pagaram e o calote francês será semelhante ao dos parceiros deles, os corruptos ucranianos, que devem dez anos de fornecimento de gás aos russos e não pagam, o que obrigou Moscou a tomar a Criméia como indenização pela perda sofrida.

    Mas se a França não entregar as belonaves aos russos e nem entregar a grana a eles, que tal se Putin tomasse por exemplo a Riviera francesa como garantia pelo pagamento da dívida, ou até mesmo, a Guyenne?

    Os despersonalizados e frouxos franceses talvez até aceitariam, mas é claro que quem daria pinotes simiescos seria o ‘king kong’ engaiolado na Casa Branca… nosso falante, dançante e orelhudo Macack Onbana.

    Curtir

Esse espaço é para debate de assuntos relacionados ao Blog, fique á vontade para comentar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: