Utah passa a permitir que condenados sejam executados por fuzilamento

Câmara de execução por fuzilamento na Prisão Estadual de Draper, Utah, em foto de 2010

O governador de Utah assinou nesta segunda-feira a lei que torna o Estado o único dos Estados Unidos a permitir a morte por fuzilamento quando a execução por injeção letal não for possível. O governador republicano Gary Herbert disse que considera o fuzilamento “horrível”, mas admitiu a necessidade de ter um método alternativo caso a falta de drogas letais persista.

Segundo a legislação aprovada, o Estado poderá executar condenados por meio do fuzilamento somente quando a injeção letal não estiver disponível 30 dias antes da data marcada para a execução. Com as drogas letais em falta, outros Estados também recorreram a métodos antigos. Em Oklahoma, os parlamentares debatem uma proposta sobre o uso de nitrogênio como alternativa. Outros Estados avaliaram ou aprovaram a volta da cadeira elétrica.

FONTE: VEJA

Anúncios

Publicado em 03/23/2015, em Notícias e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. 5 Comentários.

  1. O governador republicano Gary Herbert disse que considera o fuzilamento “horrível”, mas admitiu a necessidade de ter um método alternativo caso a falta de drogas letais persista. (citação da matéria)

    Mais uma de um “político” nojento. Como um país que é o maior “importador de drogas” da Colômbia, alega não ter Drogas! Cada dia da mais nojo da nossa raça.

    Curtir

  2. eadem@ig.com.br

    Os orientais em geral e mais modernamente os islâmicos em particular nunca tiveram este problema, pois simplesmente utilizam ALFANGES (um pesado espadagão com lâmina larga própria para decapitação ao primeiro golpe), as quais, não necessitam, de atiradores de elite, nem de químicos, enfermeiros e médicos e muito menos de energia elétrica ou áreas isoladas, pois o método da DECAPITAÇÃO pode dar-se até em salas relativamente pequenas.

    Muito mais barato e eficaz, sugiro aos EUA e por tabelinha, ao Brasil, que adotem a pena de morte por decapitação com uso de alfange.

    Com o número de criminosos comuns e políticos corruptos que temos no Brasil, seriam necessários milhares de alfanges para decapitar-se todos esses patifes… mas o custo seria baixíssimo e muito bem-vindo!

    Curtir

  3. William André Dos Santos

    Obs…O meu apelido é William Ninjjja, eu nunca decapitei, mais eu teria o máximo prazer de decapitar essa bandidagem que esta assombrando o Rio de Janeiro e esses políticos corruptos sem cobrar um centavo. Obs…Obs…Obs…Esse mesmo recado é para os terroristas e tarados. Obs…terrorista bom e tarado bom é morto e enterrado de cabeça para baixo ou queimado e as cinzas, jogada no vaso sanitário. Obs…Essa história de jogar as cinzas dessas besta no mar, não é nada bom pois vai contaminar à água.

    Curtir

  4. William André Dos Santos

    Obs…Infelizmente as leis do Brasil é historinha para boi dormi, o código penal tem que ser mudado radicalmente, pois os bandidos guando vão preso eles fazem brincadeiras e não estão nem ai. As leis dos EUA, são leis severas e aqui no Brasil é tudo brincadeirinha de criança.

    Curtir

  5. sinopticos19

    A impressão q tenho é q , se os atiradores tiverem boa pontaria, o condenado sofrerá menos sendo fuzilado.Se me dessem opção, preferia ser fuzilado ( bem fuzilado, cinco balas na cabeça e cinco no coração) a ser morto por infeção letal, em câmara de gás ou cadeira elétrica.Parece uma morte mais limpa e misericordiosa.

    José Elias

    Curtir

Esse espaço é para debate de assuntos relacionados ao Blog, fique á vontade para comentar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: