Antenas instaladas pelo Censipam viabilizam comunicação entre comarcas do interior e sede do TJAM em Manaus

Brasília, 13/03/2015 – A instalação de 61 antenas de comunicação via satélite (VSAT) está encurtando as distâncias entre comarcas de localidades isoladas do interior, muitas com acesso apenas fluvial, à sede do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) em Manaus. A tecnologia foi disponibilizada pelo Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), órgão vinculado ao Ministério da Defesa. Com isso, as representações do judiciário passaram a contar com sinal de internet, o que possibilitou a tramitação eletrônica dos processos judiciais e a conexão direta com o sistema da corte estadual.

Foto: Censipam

As 61 antes instaladas no Amazonas possibilitaram a digitalização 173.356 processos judiciais do Tribunal de Justiça do estado

As 61 antes instaladas no Amazonas possibilitaram a digitalização 173.356 processos judiciais do Tribunal de Justiça do estado

As comunicações viabilizadas pelas antenas resultaram na digitalização 173.356 processos. A tecnologia possibilitou a implementação prática o Processo Eletrônico do Judiciário (Projudi), programa do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), no estado do Amazonas.

O Projudi é um sistema digital que possibilita a tramitação totalmente eletrônica de processos judiciais via internet. Além do Amazonas, o Censipam mantém seis antenas nos estados do Acre, Roraima e Amapá – os equipamentos também são utilizados pelos judiciários locais.

Comunicação via satélite

Ao todo, o Censipam instalou 548 antenas de comunicação via satélite (acesso à internet e ao tráfego simultâneo de dados e voz), contribuindo para políticas públicas na região amazônica (ver infografia abaixo). A previsão é instalar mais 52 neste ano, além de continuar com as missões de manutenção.

Atualmente, 166 desses equipamentos estão ajudando o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome no cadastramento das famílias nos programas sociais como o Bolsa Família. Essas antenas também estão localizadas em locais distantes e sem sinal de internet.

Outras 29 antenas ajudam os militares do Exército a vigiar as fronteiras brasileiras nos estados de Roraima, Acre Amazonas, Rondônia, Amapá e Pará. Um desses equipamentos, utilizados pela Delegacia de Polícia Federal em Epitaciolândia, no Acre, na fronteira com a Bolívia, é o responsável pelo funcionamento do Sistema de Emissão de Passaporte e de Controle do Tráfego Internacional, propiciando a obtenção de passaportes e certidões em prazos bem mais curtos.

Ao todo, são 133 antenas ajudando na segurança da Amazônia e 84 na proteção ambiental. Outras estão ajudando em pesquisas, meteorologia, saúde, inclusão digital e ordenamento territorial.

Com informações da Assessoria de Imprensa do Censipam/MD

Anúncios

Sobre Francisco Santos

Francisco Santos é jornalista a mais de 5 anos, hoj é correspondente do Jornal Diário do Estado (Paraná), em seus momentos livres escreve para o Blog Alvo na TV, com colunas críticas, imparcial, profissional ao extremo e dedicad ao mundo da TV. É fundador e dono do Blog de defesa Guerra & Armas, que já conta com um crescimento considerável e esta prestes a se tornar um dos maiores Blogs de defesa do país, com compromisso e credibilidade o jornalista Francisco Santos mostra toda sua qualidade e amor ao que faz.

Publicado em 03/14/2015, em Exército e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Outras 29 antenas ajudam os militares do Exército a vigiar as fronteiras brasileiras nos estados de Roraima, Acre Amazonas, Rondônia, Amapá e Pará. Um desses equipamentos, utilizados pela Delegacia de Polícia Federal em Epitaciolândia, no Acre, na fronteira com a Bolívia, é o responsável pelo funcionamento do Sistema de Emissão de Passaporte e de Controle do Tráfego Internacional, propiciando a obtenção de passaportes e certidões em prazos bem mais curtos. (citação da Matéria em foco)

    Se isso for mesmo uma Realidade como nos informa a matéria; não vai demorar muito e teremos elas Instaladas nos presídios de SEGURANÇA MÁXIMA, Assim como ocorre com os Celulares e Notebook. kkkkkkkkkkkkkkkk

    Curtir

  2. eadem@ig.com.br

    Moro aqui em Manaus, capital do Estado do Amazonas e vejo a instalação dessas antenas como uma verdadeira maravilha que realmente seria mesmo capaz de agilizar os trabalhos do Poder Legislativo amazonense.

    Seria eu digo, pois há dois mínimos problemas:

    Primeiro, se houvesse juízes trabalhando no Interior do Estado. É que, cada juiz amazonense recebe cerca de R$ 27 mil mensais de salários mais as mordomias cabíveis que podem chegar ao dobro disso. Porém, mesmo assim, os meritíssimos aparecem nas sedes municipais cerca de duas semanas por ano, gozando as outras 50 semanas anuais a título de férias e outros escambos.

    Segundo, se mesmo nessas duas semanas em que vão às suas comarcas os meritíssimos conseguissem trabalhar. Só que não trabalham e apenas vão às suas comarcas para renovar o acervo de amantes (de ambos os sexos, pois inúmeros juízes são homossexuais), receber presentes, participar de festas e homenagens e voltarem para suas residências as quais nem sempre ficam em Manaus… pois tem juiz amazonense morando de fato mais no Rio de Janeiro do que na capital amazonense.

    Mas sim… as antenas do Censipan são úteis mesmo e mais úteis seriam se conseguissem algemar os gazeteiros, inoperantes, inúteis e bem-pagos juízes amazonenses às suas respectivas comarcas, para trabalharem nelas!

    Curtir

Esse espaço é para debate de assuntos relacionados ao Blog, fique á vontade para comentar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: