Europa quer sair da influência dos EUA

Exército alemão

A iniciativa de estabelecer na União Europeia um exército comum, que iria representar a força militar unida de todos os países da Europa unida, vem do presidente atual da Comissão Europeia, Frank-Walter Steinmeier, e já foi apoiada oficialmente pelo partido alemão SPD, além de outras forças políticas da Europa.

Porém, o projeto suscita uma série de perguntas, a mais importante das quais é a seguinte: será que todos os países da Europa, que hoje em dia não parece ser tão unida mesmo, vão querer que os seus soldados sirvam em um exército não nacional?

Para isso, seria preciso que a UE for uma espécie de Estado supranacional, o que não acontece, segundo o analista militar sérvio Aleksandar Radic. Não há consenso dentro da União Europeia, sublinhou o especialista.

“No momento, todas as especulações sobre um exército comum [europeu] são um “balão de prova”, declarações e tentativas políticas da UE de manter uma política de segurança mais independente, principalmente no que toca à França e à Alemanha”, disse Radic.

Sem consultar-se com Estados Unidos

Segunda pergunta: será que a OTAN e os EUA irão consentir que a Europa tenha uma força militar independente e unida, fora das forças da OTAN? O deputado alemão Alexander Neu, do partido A Esquerda (Die Linke), acredita que “a OTAN é um instrumento de influência norte-americana na Alemanha e na UE”, “aquele mesmo instrumento através do qual os Estados Unidos realizam a sua agenda na Europa”.

“Um exército europeu unido iria por em dúvida as posições de domínio dos EUA como parte integrante da OTAN”, diz o político.

Alexander Neu confessou também “não compreender” e estar perplexo pelo fato de 3 mil soldados estadunidenses terem chegado à região do Báltico, Em condições de retirada confirmada das unidades de combate em Donbass, este passo dos EUA só pode ser qualificado de “provocação”, assegura o deputado do Bundestag, “formando a impressão de que os EUA tentam desta maneira torpedear os Acordos de Minsk [de fevereiro de 2015]”.

Resta a questão linguística, mas a barreira principal é jurídica: há países na União Europeia que tinham declarado a sua neutralidade em qualquer tipo de conflitos. Um exército europeu comum afetaria os seus interesses de qualquer maneira: se os abrangeria, violaria o princípio de neutralidade, e se os deixaria de lado, esses países ficarão sem proteção.

O deputado tcheco do Parlamento Europeu, Jiri Mastalka, também concorda que a proposta de Jean-Claude Juncker é pouco realista tanto para as condições econômicas, como para as sociais da Europa contemporânea.

“Eu compreendo que alguém esperará que o exército comum irá prevenir o pior roteiro, de que hoje falam todos. Isto é, o surgimento no continente europeu de um grande conflito militar. Mas eu acho que o aumento da potência militar pela União Europeia será visto como uma provocação. Portanto, iremos avançar mais um passo à guerra”, explicou Mastalka.

O eurodeputado tcheco sublinhou também que “só é possível normalizar as relações com os russos por meios pacíficos, na mesa de negociações”.
O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, propôs criar um exército europeu em 8 de março. Esta ideia será discutida em junho, conforme disse nesta semana o representante oficial da Comissão, Margaritis Schinas.

FONTE: http://br.sputniknews.com/

Leia mais: http://br.sputniknews.com/defesa/20150312/415304.html#ixzz3UEQPSRXA

Leia mais: http://br.sputniknews.com/defesa/20150312/415304.html#ixzz3UEQLkrPW

Leia mais: http://br.sputniknews.com/defesa/20150312/415304.html#ixzz3UEQBQvwo

Publicado em 03/13/2015, em Notícias e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. A iniciativa de estabelecer na União Europeia um exército comum, que iria representar a força militar unida de todos os países da Europa unida, vem do presidente atual da Comissão Europeia, Frank-Walter Steinmeier,(citação na matéria)

    Exercito comum porque??? Quem é o inimigo agora??? Estão querendo ressuscitar a era Nazista de Novo??? E se realmente acontecer; estão pensando em atacar quem???
    Porque não usar esse dinheiro para erradicar as doenças na Terra??? Dividir e levar o bem comum ao povo sofrido??? Hah..é só para defesa. Po… meu, se todos estiverem pensando só em defender; quem vai atacar??? Desculpa esfarrapada.

    Curtir

  2. Olha só o que está por atras da manifestação pró-Dilma!

    http://www.folhapolitica.org/2015/03/manifestantes-recebem-r35-para-ir-ato.html

    Curtir

  3. eadem@ig.com.br

    Os russos estão abertos ao diálogo com quem quer que seja, são muito mais confiáveis no cumprimento de acordos do que os EUA, Inglaterra e Israel mas a melhor idéia seria os europeus primeiro se afastarem totalmente (militar e depois economicamente) dos EUA, Inglaterra e Israel. Obviamente, todas as bases norte-americanas e inglesas na Europa seriam desmanteladas.

    Logo depois, cada país membro da Comunidade Européia teria seu próprio exército como possui agora mas, criaria enviaria um contingente supranacional proporcional à própria população de cada país membro e este seria a única força armada terrestre com autoridade para intervir em qualquer questão européia, na Turquia, no Oriente-médio e mesmo no Norte da África.

    Isso não impediria que a Europa apoiasse à Otan ou se filiasse a uma congênere liderada pela Rússia, mas jamais as forças norte-americanas cometeriam os atuais atos de crassa e imprópria irresponsabilidade de enviarem tropas para as fronteiras russas de modo a “melar” as difíceis conversações e acordos concertados pelos europeus com os russos para manterem a paz na Europa.

    Pessoalmente eu acredito que os Europeus deveriam expelir urgentemente os norte-americanos, ingleses e israelenses do seu convívio e cortar relações de toda a ordem com os componentes desse EIXO DO MAL!

    Ora… afinal, se os EUA e seus lacaios ingleses ou enteados judeus querem guerra com quem quer que seja, que deixe os europeus fora delas e não se fala mais nisto!

    Curtir

Esse espaço é para debate de assuntos relacionados ao Blog, fique á vontade para comentar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: