Mujica teme golpe militar de esquerda na Venezuela

José Mujica. Ex-Presidente do Uruguai

O presidente uruguaio José Mujica afirmou nesta quinta-feira (26) que teme um golpe de Estado de militares de esquerda na Venezuela.

“O problema que pode acontecer na Venezuela é que podemos nos ver diante de um golpe de Estado de militares de esquerda, e com isso a defesa democrática vai para o caralho”, afirmou Mujica em uma entrevista ao jornal local “El País”.

Segundo o presidente uruguaio, “há maneiras muito inteligentes de desestabilizar um governo”.

“Não quero dizer que seja isso o que acontece na Venezuela. Não sei o que está acontecendo na Venezuela. Que existe uma crise de desabastecimento e desconformidade do povo, disso não tenho dúvidas”, destacou.

Desde o início de fevereiro, alguns venezuelanos reativaram alguns focos de protestos contra a inflação elevada, o desabastecimento de produtos básicos, o crime desenfreado e o que consideram uma repressão das forças de segurança.

Um adolescente de 14 anos morreu na terça-feira na cidade venezuelana de San Cristóbal, onde foram registrados confrontos entre estudantes e policiais durante manifestação contra a situação de carência no país.

San Cristóbal foi berço dos protestos estudantis de fevereiro de 2014, que logo se estenderam por cerca de 20 cidades em todo o país e que deixaram entre fevereiro e maio um saldo de 43 mortos.

‘Conspiração’
Já o presidente da Bolívia, Evo Morales, acusou os Estados Unidos de “conspirar” para provocar uma crise política na Venezuela. “É uma conspiração, uma conspiração dos Estados Unidos… e vamos defender as democracias da América Latina”, disse o mandatário a jornalistas em Montevidéu.

Durante visita oficial ao Uruguai, Morales denunciou uma “agressão política, econômica e até agressão judicial” dos EUA contra países sul-americanos.

“E o que a Venezuela vive faz parte disso, a agressão permanente, e não aceitamos a intromissão do governo dos EUA pelo chefe do Departamento de Estado (John Kerry).”

O secretário responsável pela diplomacia norte-americana lamentou publicamente os conflitos vistos em Caracas e criticou a detenção do prefeito Antonio Ledezma, de oposição.

Fonte: G1

Sobre Francisco Santos

Francisco Santos é jornalista a mais de 5 anos, hoj é correspondente do Jornal Diário do Estado (Paraná), em seus momentos livres escreve para o Blog Alvo na TV, com colunas críticas, imparcial, profissional ao extremo e dedicad ao mundo da TV. É fundador e dono do Blog de defesa Guerra & Armas, que já conta com um crescimento considerável e esta prestes a se tornar um dos maiores Blogs de defesa do país, com compromisso e credibilidade o jornalista Francisco Santos mostra toda sua qualidade e amor ao que faz.

Publicado em 02/28/2015, em América do Sul e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. José Mujica. Ex-Presidente do Uruguai

    O presidente uruguaio José Mujica afirmou nesta quinta-feira (26) que teme um golpe de Estado de militares de esquerda na Venezuela. (citação)

    Esse “véio” ta é gagá da cuca. Golpe de esquerda na Venezuela!? Só se for esquerda da esquerda da esquerda da esquerda da esquerda da esquerda da esquerda, ate virar um espeto de churrasqueira elétrica girando para esquerda. rsrsrsrsrs

    Curtir

  2. eadem@ig.com.br

    Tanto o maconheiro Mujica quanto o cocaineiro Morales têm razão e os EUA exercem pressões políticas, diplomáticas, econômicas, militares e até terroristas não só sobre a Venezuela mas sobre todos os demais países do mundo, tanto os considerados “inimigos” (como Rússia, China, Irã, etc.) quanto sobre os próprios escravos (leia-se “aliados”), tais como a Inglaterra, Alemanha, Japão, França e outros que perderam as vergonhas nas caras e nos rabos há muito tempo e COMEM NA MÃO do aveadado Tio Sam.

    Se os EUA tivessem ESTATURA MORAL para fazer exigências e recolocar governos no pleno exercício da plena democracia até que se toleraria determinadas interferências a fim de evitar-se crises maiores.

    Porém, acontece que os EUA são dominados por judeus corruptos e corruptores e transformaram-se numa nação que vive às custas de uma indústria de exportação de terrorismo gerador de venda de armas… uma indecente e desumana indústria da morte e um governo deses não está qualificado a corrigir quem quer que seja e qualquer intervenção nos assuntos estrangeiros é pura coação chantagista, coisa em que os norte-americanos se especializam há mais de cem anos.

    O que eu acho é o seguinte: Todos os governos dos países do “terceiro mundo” deveriam romper relações com os EUA e Israel, encampar todos os bens norte-americanos e judeus aonde quer que estivessem e não permitir mais que norte-americanos ou israelitas entrassem nesses países nem mesmo como turistas, e os que fossem pegos tentando faze-lo, seriam sumariamente mortos como espiões.

    Melhor ainda se países como Alemanha e Japão, escravizados desde 1945, entrassem nesta estória e apoiassem esta causa.

    O mundo poderia até não melhorar, mas os EUA, Israel e seus asseclas/lacaios aprenderiam uma boa lição e teriam de viver com muito maior dificuldade!

    Curtir

Esse espaço é para debate de assuntos relacionados ao Blog, fique á vontade para comentar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: