EUA preparam ofensiva para tentar libertar Mosul do Estado Islâmico

Ataque ao EI

Tropas iraquianas e curdas lançarão um ataque massivo contra os militantes do Estado Islâmico em abril ou maio deste ano para tentar retomar o controle sobre a cidade iraquiana de Mosul, segundo declarou um funcionário do Comando Central dos Estados Unidos em uma entrevista coletiva na quinta-feira (19).

De acordo com o oficial, os norte-americanos estão treinando e equipando as forças iraquianas para combater os jihadistas, ajudando-as com logística, apoio aéreo e inteligência. A mesma fonte acrescentou que a ofensiva por Mosul incluirá cinco brigadas iraquianas, com cerca de dois mil soldados cada uma. Três brigadas de combatentes curdos também são esperadas para fortalecer a campanha no norte do país.

Além disso, a operação também envolverá três brigadas iraquianas de reserva, bem como uma força composta por ex-policiais e membros tribais de Mosul. Segundo o oficial norte-americano, o ataque planejado contaria com até 25 mil combatentes contra o Estado Islâmico. O funcionário opinou ainda que a campanha aérea da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos teve “grandes efeitos”.

Ele admitiu que levaria tempo para exterminar o grupo extremista, mas alegou que, militarmente, os jihadistas estão “em declínio”.A cidade de Mosul, no norte do Iraque, foi capturada pelo Estado Islâmico em junho de 2014, e atualmente é controlada por um número estimado de mil a dois mil extremistas.

Na segunda-feira (16), o premiê iraquiano, Haider Abadi, disse à agência britânica BBC que esperava ver Mosul liberada dentro de alguns meses, e comemorou o fato de a coalizão aérea liderada pelos Estados Unidos ter intensificado seus ataques nas últimas semanas.O Estado Islâmico, grupo extremista sunita conhecido por suas táticas brutais, conquistou grande parte da Síria e do Iraque em 2014.

No princípio, o movimento jihadista surgiu como uma das facções rebeldes que lutavam contra o governo do presidente sírio Bashar al-Assad, hostilizado também pelos Estados Unidos e por grande parte do mundo ocidental.  A Rússia, por outro lado, tem insistido na necessidade de seguir o direito internacional e o princípio de soberania para avançar na luta global contra o terrorismo.

Segundo Moscou, os bombardeios aéreos da coalizão internacional são insuficientes para combater o Estado Islâmico, além de ilegítimos por não serem coordenados com as autoridades do governo sírio.

FONTE: Revista Operacional

Anúncios

Publicado em 02/20/2015, em Notícias e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. William André dos Santos

    Obs…é isso ai, a união faz à força e a paz. Esses abestados terroristas tem que ser exterminados da face da terra. Obs…terrorista bom é terrorista morto antes que provoque o atentado. Obs…assim escreveu: Willam, Técnico de Eletrônica/Instrumentação/Automação ( Capitão: William Ninja )

    Curtir

  2. Assim que estiverem bem treinados, eles sentarão em rodas no deserto e com os militantes do EI, AL QAEDA, e todos arabes unidos “FUMARÃO” O CACHIMBO DA PAZ e se declararão contra os USA,
    quer apostar? Foi assim quando apoiaram BIN LADEM.

    Curtir

  3. eadem@ig.com.br

    A julgar pela formidável operação “Tempestade no Deserto” destinada a praticar maldoso “tiro ao alvo” no decrépito exército de Saddan Hussein, as forças norte-americanas (que só batem e tripudiam sobre “boi morto”), só deverão começar essa ofensiva daqui há uns seis meses.

    É que financeiramente os EUA estão na miséria e com boa parte das suas forças terrestres desmobilizadas, com o Exército e os Fuzileiros contando apenas com seus efetivos básicos e atualmente em treinos intensivos para serem atirados em mais esta aventura militar do Pentágono orientado pelos seus gurus judeus.

    Isso tudo faz com que os incompetentes comandantes militares norte-americanos raspem o fundo do barril para reunir forças suficientes não só para enfrentarem à ameaça militar do ISIS, mas sobretudo para fazerem “boa figura” não só diante dos forçados aliados que conseguiu e principalmente para o resto do mundo (leia-se RÚSSIA), que estarão de olho em todas as marmeladas que os _YANKEES_ aprontarem em mais esta guerra “fabricada” por eles, pelos Ingleses, Franceses, Belgas e Israelenses, pois todos criaram e fingirão lutar nesse conflito com a única e exclusiva intenção de _VENDEREM ARMAS_ aos bastardos da vida.

    Seja como for, os EUA querem dar mais um espetáculo diante das câmeras e tanto eles quento os judeus certamente pagarão “cachês” para um bocado de desocupados dos desertos se fingirem de “prisioneiros de guerra da coligação”, quando as hostilidades começarem…

    …mas ficaria um bocado chato pra os norte-americanos e seus escravos… leia-se: “aliados”! se o ISIS engrossasse e desse umas duas ou três surras nos despreparados, covardes e desambioentados recrutas americanos e seus coleguinhas europeus que estão em tão mau estado que hoje em dia fazem treinos táticos com cabos de vassouras ao invés de metralhadoras!

    Preparem a pipoca e vamos para dianta das telinhas assistirem mais este show de “eficácia militar” e matança gratuita MADE IN USA … and Israel… of course! V

    Curtir

Esse espaço é para debate de assuntos relacionados ao Blog, fique á vontade para comentar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: