Presidente da Ucrânia ameaça decretar lei marcial se não houver plano de paz

O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, afirmou estar disposto a instaurar a lei marcial em todo território ucraniano se fracassarem as negociações previstas nesta quarta-feira em Minsk e piorar o conflito em seu país.

“Tudo dependerá do resultado da cúpula. Ou conseguimos deter o adversário pela via diplomática ou haverá outro regime. Eu, o governo e o parlamento estamos dispostos a instaurar a lei marcial em todo o território ucraniano”, afirmou Poroshenko em uma reunião com seu gabinete poucas horas antes do início da cúpula em Minsk.

A cúpula de Minsk reúne na tarde desta quarta os presidentes da Ucrânia, Rússia, França e a chanceler da Alemanha.

Poroshenko também afirmou que os países envolvidos neste encontro falarão com uma só voz ante a Rússia na tentativa de acabar com o conflito ucraniano.

“Posso assegurar que Ucrânia e a União Europeia falarão com uma só voz. A prioridade é um cessar-fogo sem condições prévias”, enfatizou.

Mortes
Ao menos 47 pessoas morreram, sendo 20 soldados ucranianos, nas últimas 24 horas em combates no leste da Ucrânia, anunciaram nesta quarta as autoridades separatistas em balanços fornecidos em separado.

“Dezenove soldados morreram e 78 ficaram feridos nas últimas 24 horas”, declarou Vladislav Selezniov, o porta-voz do exército do país.

Entre eles, cinco soldados morreram em um ataque com lança-foguetes contra a cidade de Kramatorsk, sede do quartel-general do exército ucraniano no leste separatista.

Além disso, 12 civis morreram nesse ataque.

Os combates na Ucrânia se intensificaram nos últimos dias, apesar dos esforços diplomáticos para solucionar o conflito, que já deixou mais de 6.000 mortos desde abril do ano passado.

 

FONTE: G1

Anúncios

Publicado em 02/11/2015, em Notícias e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, afirmou estar disposto a instaurar a lei marcial em todo território ucraniano se fracassarem as negociações previstas nesta quarta-feira em Minsk e piorar o conflito em seu país.(citação da matéria)

    Decretar a lei Marcial, também prejudica o cidadão de bem do próprio pais. Alem do que todos serão considerados suspeitos, e sem possibilidade de apresentar defesa na eventual necessidade de estar em local e hora cerceadas pela ação do Decreto. Também revela que inimigos ocultos estão sendo impossível de encontra-los.

    É mais ou menos como proibir a todos de se alimentarem porque ha carência de papel Higiênico.

    Curtir

  2. eadem@ig.com.br

    E a “lei marcial” servirá para o que, na Ucrânia? Só isso resolverá a crise e expulsará os separatistas das zonas invadidas? Se é, por que já não fizeram isso? Ou os ucranianos pretendem entrar em guerra contra a Rússia e só pararão quando reconquistarem o Alaska?

    Curtir

Esse espaço é para debate de assuntos relacionados ao Blog, fique á vontade para comentar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: