Orçamento Militar da Argentina para 2015

Sobre o orçamento de defesa Argentina para 2015

(Infodefensa.com) por Gustavo Saralegui * Eduardo Andres, Buenos Aires – o Executivo apresentou o plano do orçamento nacional 2015 o total das despesas decorrentes e de capital do Governo Federal é de 1.251.630.248 .. 497 pesos argentinos. Ao Ministério da Defesa foi atribuído o valor de  50.383.635.798 pesos, o equivalente a $ 5.927.486.564 dólares (a 8,5 no cambio argentino), o que representa um aumento de 43,53 por cento em relação ao ano anterior. Em defesa total  iguala 4,3 por cento. (Nos países de língua epanhola a númeração difere da nossa, sendo normal números como bilhão serem escritos com mais algarismos que no português)

A tabela a seguir mostra a estrutura do orçamento de defesa em uma série temporal, agrupados em três categorias, duas extraídos dos mesmos e um potencial como um equilíbrio entre o total e os acima de dois itens. A alta incidência de Recursos Humanos (ativos e passivos, pessoal militar e civil) na formação de orçamento ao longo dos últimos 12 anos é evidente.

Entre 78/80 por cento da despesa projetada é a pagarbenefícios, aposentadorias e pensões. Por isso, a aquisição de itens e operações de manutenção, não pode exceder 22 por cento do orçamento. Esta estrutura de custos é recorrente e muito semelhante a outras nações da América Latina, por exemplo o Brasil. Talvez um dos poucos países que tem quebrado essa inércia é o Chile, olhando mais de perto com a proporção ideal de 40 por cento no capital humano e 60 por cento para a aquisição, operação e manutenção.

O estudo da Contratação de Obras e Aquisição de Bens e Serviços Impacto sobre os futuros exercícios CAPÍTULO II Quadro anexo ao artigo n ° 11 do orçamento mostra uma mudança radical no nível de despesas para programas para reparar e atualizar os equipamentos, como para adquirir novos. Isso começou em 2014 e parece fazer  tudo o que não fez anteriormente. A situação é tão marcante que, em 2015, 2016, 2017 e nos próximos anos é esperado que se gaste o equivalente a 6.800 milhões, o que representa mais do que uma estimativa (1,15 vezes) da pasta de Defesa em 2015. Somente este ano está projetado investimento de 1.400 milhões, o que vai obrigar o Tesouro a fazer transferências orçamentais adicionais significativas.

Deve-se saber que o item Investimento Directo real representa não só as aquisições de equipamento militar. Isso porque, além de equipamento militar considerado gastos militares de acordo com a metodologia de atribuição que usa NATO, SIPRI e IISS,inclui outros investimentos que essa classificação não considera gastos militares. Basicamente se trata de investimentos e gerenciamento de conteúdo estrutural.

Em seguida, no documento que está disponível neste link , o conjunto de investimentos previstos descritos na depreciação orçamentária de 2014 e 2015, nos anos futuros.

Lendo o mesmo, você pode observar projetos especiais dentro do programa 16. Uma delas é a construção de patrulhas oceânicos (OPV). Foram orçamentados em 2005 para ganhar o seu investimento naquele ano, 06 e 07, no valor de 121 milhões de dólares (mudança para 2,91). Agora, novamente para os três anos de 2015, 2016, 1017, no montante de 248,5 milhões de dólares (mudança para 8,50). Outro projeto impressionante é o quebra-gelo Irizar, o que para a recuperação e atualização de um investimento de 328 milhões de pesos foi projetado em 2009, 85 milhões de dólares americanos (mudando a 3,85). Com as previsões para 2016, se investiu 566 milhões de pesos, o equivalente a 112 milhões.

Não parece adequado para alocar futuros desembolsos para equipamentos à beira da obsolescência devido aos avanços tecnológicos, embora alguns tenham pouco uso, como é o caso de fragatas e corvetas Meko e submarinos TR-1700.Comparado com equipamento equivalente nos países da NATO, alcançando o momento da retirada, com o atrito significativo na Argentina, que definem o seu serviço de saída é a sua idade e da incapacidade para atualizar. Outro exemplo é a atualização da TAM (Tanque Argentino Médio) no valor de 330 milhões. Atualmente, as forças blindadas demandam mais equipamentos modernos para unidades de combate, cujo principal tanque de 60 toneladas equipado com canhões de 120 mm é o  Active Protection System (APS), incluindo uma softkill que dá baixa assinatura infravermelha. Isso não acontece com a TAM, além de ter 30 tonelada canhões com 105 milímetros, tem uma má blindagem reativa e não reage contra o referido equipamento.

Também notáveis ​​são as dotações para aeronaves Pucara dos anos 70, que não têm participação bem sucedida em qualquer operação militar atual para justificar prolongando sua vida útil. No momento não há nenhum projeto sério para dotar o país de um avião de superioridade aérea que permite que a capacidade do ar equiparar-se ao Reino Unido nas Ilhas Malvinas e projeção que irá fornecer porta-aviões classe futura rainha Elizabeth. O recente anúncio ministerial Argentina sobre a incorporação de caças de quarta geração Saab Gripen, impróprios para operar confortavelmente nesta área de mar, envolvendo um investimento de cerca de 1.500 milhões de euros. No entanto, eles não foram incluídos nas disposições do presente orçamento de defesa, contribuindo mais uma vez para dar crédito a ele.

Parece mais razoável antes de investir na área de defesa, primeiro desenvolver uma força de design para as ameaças atuais.Quanto aos materiais, deve concentrar esforços em neutralizar os equipamentos que excederam o seu ciclo de vida e de fundos de plataformas e sistemas de armas avançadas que geram as habilidades necessárias para o país atingir os objectivos de defesa e segurança nacionais.

Finalmente, deve-se notar que a análise do orçamento de defesa da Argentina, é uma ferramenta parcial de saber e as projeções de gastos de defesa deve ser contrastado com acumulado em cada ano fiscal, dado o viés significativo foi observado na comparação entre os números.

* Gustavo E.ANDRÉS Saralegui é um engenheiro da Universidade Nacional de Buenos Aires, MA em Defesa para Instituto da Defesa Nacional (EDENA) e op-ed contribuinte para Nuevamayoria.com de Argentina e Infodefensa.com da Espanha.

Fonte: InfoDefensa / Traduçao e adaptação para o português: Guerra & Armas

Nota do Editor: A situação da Argentna é desesperadora, a nação outrota a mais poderosa da América do Sul durante os anos 50 e 60, vive hoje situação pior que a do Brasil, se comparado ao Brasil a Argenina não passa de um país obsoleto com Forças Armadas no nível da Coréia do Norte e Cuba, só que sem o “suposto” arsenal nuclear norte coreano.

Anúncios

Sobre Francisco Santos

Francisco Santos é jornalista a mais de 5 anos, hoj é correspondente do Jornal Diário do Estado (Paraná), em seus momentos livres escreve para o Blog Alvo na TV, com colunas críticas, imparcial, profissional ao extremo e dedicad ao mundo da TV. É fundador e dono do Blog de defesa Guerra & Armas, que já conta com um crescimento considerável e esta prestes a se tornar um dos maiores Blogs de defesa do país, com compromisso e credibilidade o jornalista Francisco Santos mostra toda sua qualidade e amor ao que faz.

Publicado em 01/18/2015, em América do Sul, Argentina, Internacional e marcado como , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. (Nos países de língua epanhola a númeração difere da nossa, sendo normal números como bilhão serem escritos com mais algarismos que no português) (CITAÇÃO DA MATÉRIA)

    Isso é irrelevante, o que importa mesmo é a forma de lavagem do dinheiro envolvido nas mãos dos corruptos, la como aqui é tudo igual. Se nem conseguira se defender da Inglaterra no caso Malvinas! vão defender do que????

    Curtir

  2. Gustavo Andrade

    Gostei Muito dos comentários do editor que continue assim !!

    Curtir

Esse espaço é para debate de assuntos relacionados ao Blog, fique á vontade para comentar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: