‘A Entrevista’: Coreia do Norte chama sanções dos EUA de hostis

Ataque a Sony provocou 'bate-boca' entre Obama e Kim Jong-un  (Foto: AP)

A Coreia do Norte classificou de “política hostil” as novas sanções impostas pelos Estados Unidos em resposta a um grande ataque cibernético contra a Sony Pictures.

Os EUA impuseram sanções a três organizações norte-coreanas e a dez indivíduos após o FBI culpar Pyongyang pelo cyber-ataque.

A Coreia do Norte elogiou o ataque à Sony, mas negou qualquer envolvimento.

O ataque ocorreu quando a Sony estava prestes a lançar o longa A Entrevista, uma comédia sobre um plano para assassinar o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un.

Inicialmente, a Sony cancelou o lançamento do filme por razões de segurança. Depois, decidiu exibi-lo online e em um número limitado de cinemas.

“Repugnância”

As sanções americanas impostas na sexta-feira foram provavelmente as primeiras em que os EUA agiram para punir um país por ataques online a uma empresa americana.

As anunciar as medidas, a Casa Branca disse que a ação foi em resposta aos hackers que agiram contra a Sony, mas que os alvos das sanções não estavam diretamente envolvidos no ataque.

Em resposta, neste domingo a agência de notícias estatal da Coreia do Norte, a KCNA, citou um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores dizendo: “A ação persistente e unilateral tomada pela Casa Branca para impor ‘sanções’ contra a RPDC (Coreia do Norte) patentemente prova que ela ainda não está longe da repugnância inveterada e hostilidade em relação a Coreia do Norte.”

Sanções americanas já estavam sendo aplicadas sobre o programa nuclear da Coreia do Norte. Analistas dizem que as novas medidas tem o objetivo de isolar ainda mais a indústria de defesa do país.

Polêmica

A comédia A Entrevista tornou-se a campeã de downloads da Sony quatro dias após seu lançamento na internet, no dia 24 de dezembro.

No dia 27, o filme já havia sido baixado mais de 2 milhões de vezes, arrecadando o equivalente a um terço do seu orçamento de US$ 44 milhões.

Um grupo autodenominado Guardiães da Paz assumiu a responsabilidade pelo ataque, que levou ao vazamento de emails e informações confidenciais da empresa.

Entre as informações vazadas estavam roteiros de filmes ainda não lançados e salários pagos a atores.

A Sony decidiu suspender o lançamento citando ameaças “não específicas” de ataques contra cinemas.

O FBI disse que suas investigações haviam apontado para um envolvimento da Coreia do Norte.

O país negou qualquer responsabilidade pelo ataque, mas descreveu o ocorrido como um “ato virtuoso”.

A polêmica acabou resultando em um “bate-boca” entre o líder da Coreia do Norte e o presidente dos EUA, Barack Obama.

Na semana passada, a Coreia do Norte culpou os EUA por uma queda na internet do país, mas autoridades americanas não comentaram a possibilidade de envolvimento.

FONTE: G1

Publicado em 01/04/2015, em Notícias e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. O tiro pode sair pela culatra. Quando se fez um filme sobre Bim Ladem, antes do ataque ás Torres Gêmeas, a vingança foi certeira. É melhor não pegar “escorpião”com as mãos sem proteção.

    Curtir

    • Jose Camargo

      Sim amigo mas você também se lembra o que houve contra Bim Ladem depois do ataque terrorista ??? invadiram o Iraque e não descansaram em quanto não o mataram , o Kim Jong Yu não seria tao burro a ponto de fazer um ataque explicito contra os EUA no máximo ameaças e ciberataques !

      Curtir

  2. eadem@ig.com.br

    Esse péssimo filme de cínica propaganda norte-americana e rasteira provocação estava fadado ao fracasso de bilheteria do mesmo modo que fracassaram “Bastardos inglórios” (só assistido por plateias de analfabetos do terceiro mundo) e “O grande ditador” (que só ficou famoso depois dos EUA entrarem na guerra contra a Alemanha).

    Vai daí, esse “pastelão” insosso e sem recheio usou o artifício do ataque de hackers forjado pela própria Casa Branca como golpe de publicidade e só um cego ou completo imbecil não nota isso.

    De quebra, o Macaco Orelhudo Obama se fingiu de irritado, aplicou infundadas sanções contra Pyongyang e como moleque safado que é, mandou rackers norte-americanos e judeus sacanearem os pobres-diabos norte-coreanos que não têm tecnologia para defender-se, quanto mais para atacarem quem quer que seja.

    Infelizmente o ditador norte-coreano Fum Ki Pum não tem meios de lançar suas hipotéticas armas nucleares, pois se os possuísse, uma boa e justificada resposta seria lançá-las contra alguns alvos da Costa Oeste dos EUA, como o algumas ilhas do Pacífico com bases da marinha norte-americana mais regiões como o Hawaii e grandes, ricas e famosas cidades como Seattle, Spokane, San Francisco, Monterrey, Portland, Los Angeles, Sán Bernardino, Sacramento e Sán Diego entre outras.

    Isso causaria uma tremenda e prejudicial destruição no território dos EUA, que revidariam e destruiriam à Coréia do Norte pelo menos umas cinco vezes seguidas, mas o prejuízo dos norte-americanos seria muito maior e politicamente eles aprenderiam uma boa lição.

    Quem sabe daqui há 30 anos?

    Vamos aguardar e com os governos incapazes que temos, quem sabe sobre pra gente como sobrou quando entramos na Segunda Guerra Mundial do lado errado?

    Curtir

Esse espaço é para debate de assuntos relacionados ao Blog, fique á vontade para comentar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: