Kiev denuncia entrada de tanques russos em seu território

As autoridades de Kiev denunciaram nesta sexta-feira (7) a incursão de 32 tanques, peças de artilharia e soldados procedentes da Rússia no leste da Ucrânia, reduto dos separatistas pró-russos, onde nas últimas 24 horas morreram cinco militares.

“Trinta e dois tanques, 16 obuses e 30 caminhões militares Kamaz com tropas entraram na Ucrânia oriundos da Rússia e se dirigem para a cidade de Krasny Luch, em Lugansk”, declarou um porta-voz ucraniano, Andrei Lysenko.

Outra coluna de caminhões que transportam equipamentos de rádio cruzou a fronteira pela passagem de Izvarin, em poder dos separatistas, acrescentou.

O porta-voz também falou de “cinco militares mortos e outros 16 feridos nas últimas 24 horas”.

Na cidade de Donetsk, principal reduto rebelde, 15 civis ficaram feridos na quinta-feira por fragmentos de obus perto do aeroporto, onde os separatistas pró-russos e as forças de Kiev se enfrentam há meses.

Fim da guerra
Nesta sexta-feira, cerca de 150 pessoas participaram no funeral de dois adolescentes mortos na quarta-feira em um bombardeio perto de uma escola em Donetsk. Kiev e os rebeldes se acusam mutuamente de serem os responsáveis.

“É preciso evitar que volte a acontecer uma coisa assim, é preciso parar com a guerra”, afirmou o prefeito da cidade, Igor Martynov.

A situação se agravou depois das eleições de domingo passado, organizadas pelas autoproclamadas República Popular de Donetsk e República Popular de Lugansk, duas entidades rebeldes.

As eleições reconhecidas por Moscou, mas rejeitadas por Kiev, fragilizaram ainda mais a trégua e fazem temer uma nova ofensiva rebelde.

O vice-ministro russo das Relações Exteriores, que disse respeitar o resultado da votação, pediu o restabelecimento do diálogo com os rebeldes.

Depois das eleições, o governo ucraniano adotou uma série de medidas para isolar ainda mais a região e evitar que ‘o câncer se estenda’, segundo palavras do presidente Petro Poroshenko.

Entre outras medidas, o governo impôs o controle de passaportes perto da zona rebelde e anunciou a supressão de ajudas públicas, principalmente pensões, aos habitantes que não voltarem a viver nos territórios controlados por Kiev.

O governo quer, em médio prazo, congelar todas as subvenções para esta região, que, segundo Kiev, chegam a 34 bilhões de grivnas (1,8 bilhão e euros) ao ano.

A União Europeia anunciou, por sua parte, uma reunião de seus ministros das Relações Exteriores no próximo dia 17 de novembro para falar de novas sanções contra Moscou.

A Rússia já está sob um regime de sanções desde que, em março, anexou a península ucraniana da Crimeia e como reação internacional à derrubada de um avião comercial, que foi atingido por um míssil disparado do território rebelde ucraniano.

FONTE: G1

Publicado em 11/08/2014, em Notícias e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 4 Comentários.

  1. eadem@ig.com.br

    O território a leste da Ucrânia não é mais Ucrânia (que não soube mantê-lo e conservá-lo) e hoje em dia, autoproclamado pelo próprio povo que nasceu e mora lá, chama-se República do Donetz.

    Eles elegeram um governo, têm leias próprias e aceitam em seu território as tropas de quem eles bem entenderem.

    Claro que só por coincidência essas tropas são russas e servirão para que ESSE NOVO PAÍS INDEPENDENTE se defenda de ataques não só dos ucranianos descontentes, como de qualquer outro invasor.

    Mesmo que seja a OTAN ou ops EUA.

    Aliás… onde estão a OTAN e os EUA?

    Ah… lembrei! Jogando bombas na Síria contra as forças de Assad para substituí-las pelos mercenários do EI!

    Curtir

  2. E a Russia cada vez fica maior. Um dia ainda a Russia vai perder o título de país e ganhar o titulo de continente kkkkkkkkkkkkk

    Curtir

  3. Essa “raça” ja nasce com o DNA da Guerra desde o ventre materno. Iguais os netos de Abraão, Isaque e Esaú que segundo a Bíblia ja brigavam dentro da barriga da mãe.

    A maior desgraça é essa merda contaminar todo o Planeta Terra.

    Curtir

  4. Jonatan souza

    Mais chororo de kiev,é isso que acontece quando entreguistas vendem o pais a forças estrangeiras a parte do pais que não aceita o golpe toma nojo dos que se venderam vergonhosamente e quer de todas as formas se desligar desta raça viu que seria capaz de vender até a propria mãe continuem bombardiando escolas,creches e hospitais e em vez de perderem só o donbas vão é perder todo o leste,a crimeia já era voltou a ser russa coisa que nunca devia ter deixado de ser a safadeza de kruschev foi finalmente corrigida o donbas não aceita cortar seus laços historicos culturais e ectinicos com a Rússia por conta de entreguistas safados que acabaram com o pais só pra ser mais um vassalo na mão de Washington e de Bruxelas a Ucrânia acabou nunca mais será a mesma.

    Curtir

Esse espaço é para debate de assuntos relacionados ao Blog, fique á vontade para comentar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: