EUA lançam mais cinco ataques aéreos na cidade síria de Kobani

Fumaça em cidade síria de Kobani é vista por curdos turcos perto de fronteira com a Turquia nesta quinta-feira (9) (Foto: REUTERS/Umit Bektas)

As forças militares americanas lançaram entre esta quarta e quinta-feira (9) outros cinco ataques aéreos contra posições do grupo jihadista Estado Islâmico (EI) na Síria, concentrados na cidade curda de Kobani, que fica perto da fronteira com a Turquia e que está sendo ameaçada pelos extremistas sunitas.

O Comando Central dos Estados Unidos (Centcom) informou que os cinco bombardeios atingiram o sul da cidade e destruíram um edifício de apoio e dois veículos, além de danificar duas unidades de combate, uma delas de grande porte.

Os EUA utilizaram caças-bombardeiros, aviões de combate e aviões não tripulados.

O Centcom insistiu que continua observando a situação em Kobani “estreitamente”, e acrescentou que “há indícios que a milícia curda continua controlando a maior parte da cidade” mesmo com as pressões do Estado Islâmico.

Nesta quarta, dia em que a Austrália lançou seus primeiros ataques contra posições do grupo no Iraque, os EUA anunciaram que a coalizão internacional lançou oito ataques aéreos perto da cidade de Kobani.

Os radicais iniciaram a ofensiva contra Kobani há pouco mais de três semanas, dias depois de a coalizão internacional começar os bombardeios contra alvos do EI em território sírio.

Nas últimas semanas, as Unidades de Proteção do Povo curdo enfrentaram combatentes do EI em Kobani e arredores, mas não conseguiram evitar que o grupo conquistasse até agora um terço da pequena cidade fronteiriça.

“Temo que Kobani cairá”, afirmou nesta semana o Chefe do Estado- Maior Conjunto dos EUA, Martin Dempsey, que está em contato constante com as autoridades turcas, que mantêm forças do seu lado da fronteira prontas para combater um eventual avanço jihadista.

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, acredita que para acabar com a ameaça do EI na cidade será necessária uma ofensiva terrestre, e já conta com a aprovação do parlamento para isso, embora a Síria se oponha frontalmente a essa opção.

FONTE: G1

Anúncios

Publicado em 10/09/2014, em Notícias e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. eadem@ig.com.br

    O imbecil mas arrogante Obama quer atacar mesmo as forças do líder sírio Assad e para disfarçar, juntamente com Israel, França, Bélgica, Grã Bretanha e milhares de traidores islâmicos, montou essa farsa do EI que atua NA SÍRIA e onde teoricamente terá que ser atacado. Óbvio que por terra, pois só ataques aéreos não vencem totalmente nenhuma resistência, como não venceram na Palestina, no Líbano, no Iraque, no Afeganistão e não vencerão na Síria. Só que a Síria é um estado independente, soberano e se for invadida por terra poderá revidar. Ou poderá pedir auxílio aos russos… que poderão ajudar. E se os russos ajudarem? Como é que fica?

    Curtir

  2. Na cabeça do débil mental não existe bandidos com codinome de EI. Mais um arrogante idiota que acredita em zumbi e saci pereré. Um verdadeiro doente mental contra o mundo todo. Não é atoa que e admirador do Bigodinho Nazista, outro débil mental que sismou de conquistar o Planeta Terra em 1939 ate 1945. Alguém acredita nos comentários desse verme?

    Curtir

Esse espaço é para debate de assuntos relacionados ao Blog, fique á vontade para comentar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: