Jihadistas deixam alguns bairros de Kobane após bombardeios

Curdos na Turquia observam explosão na cidade de Kobane, na Síria, nesta quarta-feira (8) (Foto: Lefteris Pitarakis/AP)

Os jihadistas do grupo Estado Islâmico (EI) que tentam conquistar Kobane, cidade curda do norte da Síria, abandonaram alguns bairros, após bombardeios da coalizão liderada pelos Estados Unidos, afirmou a ONG Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

“Os combatentes do EI tiveram que sair de alguns setores do leste de Ain al-Arab (nome árabe de Kobane) e da periferia sudoeste”, afirmou Rami Abdel Rahman, diretor da ONG.

Os jihadistas não estão mais presentes no oeste, mas mantêm as posições no leste da cidade e na periferia sul, de acordo com Rahman.

A coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos voltou a bombardear nesta quarta as posições do grupo.

Uma fumaça escura era observada sobre uma colina da zona leste da cidade, cenário de combates dos últimos dias entre combatentes curdos e as forças do EI.

O grupo EI entrou na segunda-feira à noite em Kobane, depois de quase três semanas de combates nas proximidades da cidade, que fica muito perto da fronteira com a Turquia.

Na terça-feira, os combates provocaram muitos danos no leste, oeste e sul de Kobane. A coalizão executou vários ataques ao redor da cidade.

Mustafah Ebdi, jornalista e militante curdo, informou em sua página no Facebook que ‘as ruas do bairro de Maqtala, ao sudeste de Kobane, estão repletas de corpos de combatentes’ do EI.

FONTE: G1

Publicado em 10/08/2014, em Notícias e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. eadem@ig.com.br

    Apesar do caríssimo aparato militar dos EUA, cada modesto vietcongue morto durante a guerra do Vietnã custava aos cofres do Tio Sam uma média de US $ 10 milhões que à época (1963 até 1975) daria para comprar cerca de 100 carros do mais alto luxo, ou 20 helicópteros, ou um tanque, ou até um avião naval. E os EUA perderam a guerra para um exército abastecido por bicicletas. No Iraque e no Afeganistão, cada rebelde morto custa mais que isso e agora contra os pífios cangaceiros do ISIS o arrogante Pentágono, arvorado em “senhor da guerra e prostituto de todas as batalhas”, se une a uima malta de aventureiros europeus (ingleses, franceses e belgas) para, como nos tempos dos piratas, atacarem não galeões espanhóis, mas guerreiros islâmicos que d~]ao graças a Allah por terem inimigos contra os quais possam treinar, seja matando ou morrendo. Desta vez, quanto custará a cada contribuinte norte-americano ou principalmente, AOS EUROPEUS EM CRISE, cada mendigo do EI morto pela incompetente e ineficaz “coalizão” dos loucos?

    Curtir

  2. jose camargo

    mas guerreiros islâmicos que d~]ao graças a Allah. …

    Não sabia que “assassinos” sanguinários que cortam a veia jugular dos turistas são “guerreiros” Nada tem de similar com o Vietnam, que eram soldados de verdade; apenas que tinham que se virar com o que tinham em mãos, lanças, fossos com armadilhas de espeto de bambu. Se aproveitavam ate de bombas Americanas que não explodiam, serrando e tirando o material explosivo para reaproveita-lo.

    E de mais a mais; qualquer guerra sempre teve o lado sujo das mortes dos inocentes, independente das ideologias e razões.

    Curtir

Esse espaço é para debate de assuntos relacionados ao Blog, fique á vontade para comentar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: