Agora é oficial: Argentina já está sob regime socialista

O Congresso argentino aprovou, nesta madrugada, a reforma da Lei de Abastecimento, rejeitada fortemente pela oposição e pelo setor produtivo por considerar que aumenta o controle do Estado sobre a atividade empresarial. O projeto de lei, que já havia passado pelo Senado, foi aprovado pela Câmara dos Deputados, por 130 a favor e 105 contra. 

A lei permite a fixação de limites de preços e de lucro de empresas, além do controle de cotas de produção, que ficará a cargo da Secretaria de Comércio do Ministério da Economia. O projeto ainda compreende a aplicação de multas, fechamento de empresas por até 90 dias e suspensão de registro por até cinco anos. A medida, portanto, aumenta ainda mais o poder de intervenção da presidente Cristina Kirchner na frágil economia argentina. 

A deputada Diana Conti, da coalizão governista Frente para a Vitória, disse durante a maratona de debates que a nova lei “ajudaria a garantir que o Executivo tenha os instrumentos necessários para proteger consumidores”. Defensores dizem que a medida também buscará conter as demissões em tempos de crise.

Proteger consumidores? Uma piada de mau gosto. A melhor proteção que existe para consumidores está no funcionamento do livre mercado, com ampla concorrência do lado dos produtores e empregadores. Delegar tanto poder ao estado jamais protegeu consumidores ou quem quer que seja, à exceção dos próprios governantes e burocratas.

Aquilo que já era ruim ficou ainda pior. O grau de intervenção estatal na economia aumentará ainda mais agora, com essa prerrogativa esdrúxula. Se capitalismo é, na essência, os meios de produção em mãos privadas, e o socialismo é o controle estatal deles, então a Argentina já está sob um regime socialista na prática.

Manter a propriedade privada de jure serve apenas para preservar as aparências. Quando quem controla as decisões mais relevantes de uma empresa, como preço e produção, é o governo, então a propriedade de facto está nas mãos estatais, foi abolida.

Paradoxalmente para aqueles que ignoram que o nazismo foi mais afeito ao modelo socialista do que ao capitalismo liberal, esse era exatamente o método adotado pelos seguidores de Hitler. O Führer apontava dirigentes dentro das empresas, determinava o que produziriam e por quanto ou para quem venderiam. Por que socializar os meios de produção, se ele havia socializado os homens?

A Argentina caminha rapidamente rumo ao desastre socialista, como a Venezuela. Não custa lembrar que teve vários entusiastas por aqui, em nossa esquerda. Fico perplexo ao pensar que empresário ainda permanece lá, mantendo alguma chama de esperança de que poderá reverter tal curso. Dizem que a esperança é mesmo a última que morre. Sem dúvida ela morre depois do bom senso e do realismo…

Rodrigo Constantino / Veja

Anúncios

Sobre Francisco Santos

Francisco Santos é jornalista a mais de 5 anos, hoj é correspondente do Jornal Diário do Estado (Paraná), em seus momentos livres escreve para o Blog Alvo na TV, com colunas críticas, imparcial, profissional ao extremo e dedicad ao mundo da TV. É fundador e dono do Blog de defesa Guerra & Armas, que já conta com um crescimento considerável e esta prestes a se tornar um dos maiores Blogs de defesa do país, com compromisso e credibilidade o jornalista Francisco Santos mostra toda sua qualidade e amor ao que faz.

Publicado em 09/19/2014, em Argentina e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. 7 Comentários.

  1. eadem@ig.com.br

    A Cristina Kirchner é uma pau-mandado igual à Dilma e não entende porra nenhuma de governo. A diferença entre ela e nós, é que aqui temos bons cérebros capazes de solucionar alguma merda mais séria e lá, parece que não. Quanto ao povo parece que está cansado e não sei por que ainda não chutou o penico e expulsou todos os FDP que atrapalham a vida desse grande país do Cone Sul.

    Curtir

  2. Como vc escreve bobagens, a Pr Cristina está tentando retirar o país da encrenca em q foi posto pelo neoliberalismo de Menem, aquele colega de FHC com o qual puseram em prática o desmonte do Estado, lá e aqui, em nome do deus mercado, aquele que derrubou o muro de Wall Street em 2008 e precisou do socorro do “desnecessário Estado”. Tomara q consiga, afinal a Argentina é uma nação amiga e parceira comercial do BR, de quem depende a nossa indústria.

    Curtir

  3. Regime esquerda como de Castro, Hitler e o da URSS nunca funcionou e não vai funcionar na Argentina e no Brasil, regime nazi-comunista é o pior catástrofe provocado pelo homem.

    Curtir

  4. Paradoxalmente para aqueles que ignoram que o nazismo foi mais afeito ao modelo socialista do que ao capitalismo liberal, esse era exatamente o método adotado pelos seguidores de Hitler. O Führer apontava dirigentes dentro das empresas, determinava o que produziriam e por quanto ou para quem venderiam. Por que socializar os meios de produção, se ele havia socializado os homens? (CITAÇÃO DA MATÉRIA)

    E o energúmeno continua a vociferar verborragia com sua pretensa sabedoria de baixo grau de aproveitamento. Como se todos fossem incapazes de perceber sua animalesca cultura de fundo de favela (com exceção a alguns que ali habitam por pura infelicidade).

    Curtir

  5. O socialismo nunca funcionou e o capitalismo não tem futuro. O homem se encontra numa encruzilhada. Os campeões do liberalismo (Rotschilds, Rockefellers, Warburgs, Du Pont, Schiffs, Morgans…) tanto se locupletaram que são de fato os que comandam a “ditadura democrática” vigente. Seus interesses nos dias que correm, passam longe de todo e qualquer tipo de liberdade civil. Foi isso que herdamos do regime capitalista. A plutocracia planeja e trabalha pelo socialismo. Os líderes das nações não passam de gerentes dos patrões da humanidade. Chegou, para eles, a hora da brecada para arrumar os bonecos (expressão dos motoristas de ônibus por estas bandas), vai sair gente voando pelas janelas.

    Curtir

Esse espaço é para debate de assuntos relacionados ao Blog, fique á vontade para comentar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: