2.622 pessoas já morreram por ebola na África Ocidental, segundo a OMS

Traabalhadores da Cruz Vermelha usando roupa especial carregam o corpo de uma vítima do vírus ebola em 12 de setembro em Monróvia, na Libéria (Foto: AFP Photo/Zoom Dosso)

Ao menos 2.622 pessoas morreram na pior epidemia de ebola da história, que infectou, até agora, 5.335 pessoas na África Ocidental, disse a Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta quinta-feira (18). Em um novo balanço da epidemia – que começou na Guiné, Serra Leoa e Libéria e se espalhou para a Nigéria e Senegal – a OMS afirmou que ainda não há sinais de desaceleração da epidemia.

“A tendência de alta da epidamia continua nos três países que tem trasmissão generalizada e intensa – Guiné, Libéria e Serra Leoa”, disse a agência da Organização das Nações Unidas. O comunicado acrescentou que o surto de ebola na Libéria está sendo impulsionado principalmente por um aumento no número de casos reportados na capital, Monróvia.

Impacto econômico catastrófico
Nesta quarta-feira, o Banco Mundial advertiu que o impacto econômico do ebola pode ser “catastrófico” nos três países no epicentro da epidemia (Serra Leoa, Guiné e Libéria), e causaria um prejuízo de quase US$ 2 bilhões (R$ 4,6 bilhões) até 2015.

O documento afirma que, se a epidemia não for contida em breve, o impacto econômico negativo no próximo ano pode ser oito vezes maior do que se ela for controlada.

“O principal custo dessa epidemia trágica está na perda de vidas e no sofrimento causado, mas nosso estudo mostra que, o quanto antes agirmos e conseguir reduzir os níveis de medo e incerteza, menor será o impacto econômico”, disse Jim Yong Kim, presidente do Banco Mundial.

Segundo a instituição, as economias de Guiné, da Libéria e de Serra Leoa já terão uma perda de US$ 359 milhões (R$ 807,7 milhões) em 2014.

Se a epidemia fosse contida, haveria uma perda de mais US$ 97 milhões em 2015. Caso contrário, esse impacto pode chegar a US$ 809 milhões.

Doação
Nesta terça, a instituição aprovou uma doação de US$ 105 milhões para conter a expansão da doença na África Ocidental. O financiamento é parte de uma promessa de assistência de US$ 200 milhões que o Banco Mundial aprovou no início de agosto para ajudar Libéria, Serra Leoa e Guiné a conter a epidemia. A Libéria, país com o maior número de infecções pelo vírus, receberá US$ 52 milhões; Serra Leoa, US$ 28 milhões e a Guiné, US$ 25 milhões.

Ajuda dos Estados Unidos
Ainda nesta terça, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu ao mundo que “aja rapidamente” para conter a epidemia, antes que “centenas de milhares” de pessoas sejam infectadas.

“Esta é uma epidemia que não é apenas uma ameaça à segurança regional, é uma ameaça potencial para a segurança mundial”, advertiu Obama durante un discurso em Atlanta, no qual anunciou o envio de 3 mil militares americanos à África Ocidental.

FONTE: G1

Anúncios

Publicado em 09/18/2014, em Notícias e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Se todo dinheiro gasto em desenvolvimento de Armas fossem empregados no controle das doenças, ja teria ganhado uma Guerra Santa.

    SINAIS DOS ÚLTIMOS DIAS.

    Aqui está outra parte do sinal que Jesus deu. Ele disse: ‘Haverá escassez de víveres num lugar após outro.’
    Nem todos têm bastante comida para comer. Sabia disso? Eu soube que cada dia morrem dez mil pessoas por falta de comida. Jesus disse que haveria escassez de víveres.
    Jesus disse também: ‘Num lugar após outro haverá pestilências.’

    Sabe o que é uma pestilência? É uma doença ou enfermidade que mata muita gente. Logo depois da guerra que começou em 1914, houve uma pestilência muito grande. Foi chamada de gripe espanhola. Cerca de 500.000.000 de pessoas caíram de cama em alguns meses, por causa da gripe, e mais de 20.000.000 delas morreram. Imagine só! Mas a gripe espanhola não foi a única pestilência. Ainda existem o câncer, as doenças do coração e outras, que matam cada ano muitos milhares de pessoas.
    Ele deu também outra parte do sinal: ‘Haverá terremotos num lugar após outro.’

    Sabe o que é um terremoto? Faz o chão tremer debaixo dos seus pés. As casas caem e muitas vezes gente é morta. Desde o ano de 1914, tem havido muitos mais terremotos, cada ano, do que antes. Estas são coisas que aconteceram durante a minha vida.

    Curtir

  2. eadem@ig.com.br

    Um dia a terceira guerra mundial será deflagrada pelo Pentágono e além de nuclear, ela será também química e bacteriológica, com as grandes potências bombardeando territórios inimigos com agentes causadores de doenças para eliminar substanciais parcelas da população (inimiga) sem causar destruição material desnecessária em sistemas industriais, agrícolas, de energia, etc. Mas para produzir armas tem-se que testá-las antes e por isso, de tempos em tempos, os grandes laboratórios norte-americanos, ingleses, franceses, suíços, israelenses, belgas, holandeses, canadenses e alguns outros por aí infectam determinadas populações terceiromundistas com algum tipo de vírus fabricado em laboratório pra matar uma boa parte dessas populações e ganhar dinheiro com isso, porque os povos contaminados gastarão dinheiro comprando remédios para cura e vacinas imunizantes. Vai daí, o Ebola já matou milhares e vai matar mais, até que algum corrupto governo asfricano compre remédios, vacinas, etc. e aí a epidemia vai embora. Mas por que nos preocuparmos com isso, se no mesmo período em que o Ebola ataca na África, aqui no brasil já morreu dez vezes mais pessoas vítimas do trânsito, dos bandidos e do péssimo atendimento nos hospitais públicos deste país?

    Curtir

Esse espaço é para debate de assuntos relacionados ao Blog, fique á vontade para comentar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: