Curdos recuperam controle de 14 povos na Síria após choques com o Estado Islâmico

Combatentes curdos sírios recuperaram o controle de 14 povos da Província setentrional de Al Hasaka na Síria após choques com o grupo jihadista EI (Estado Islâmico), informou nesta segunda-feira (15) a milícia Unidades de Proteção do Povo Curdo.

Em comunicado divulgado em seu site, esta força curdo-síria explicou que seus milicianos iniciaram em 13 de setembro uma operação contra os “terroristas”, em referência ao EI, que ameaçavam tomar a cidade de Qameshli, e desde então retomaram o domínio de 14 locais.

Atualmente, os choques entre os dois grupos prosseguem nas imediações das povoações de Un al Kasaib e Sharumuj. O Observatório Sírio de Direitos Humanos confirmou estas informações.

Durante o domingo (14), pelo menos 22 pessoas morreram, entre elas oito menores, em um ataque contra os povos de Tal Khalil e Hayía, em Al Hasaka.

A autoria do ataque é ainda confusa, já que enquanto a Coalizão Nacional Síria (CNFROS), principal aliança política opositora, acusa as Unidades de Proteção do Povo Curdo, algo que a milícia rejeita categoricamente e culpa os jihadistas.

Os curdos da Síria se concentram, sobretudo, na Província de Al Hasaka, no nordeste do país, e nas regiões de Afrin e de Ain al Arab, também denominada Kobani, em Aleppo, no norte, e supõem 9% da população do país.

As Unidades de Proteção do Povo Curdo são uma das milícias que estão apresentando a oposição mais dura no território sírio aos avanços do EI, que proclamou um califado em junho no Iraque e Síria.

Precisamente hoje, 30 Estados se comprometeram em Paris a apoiar o Iraque na luta contra o EI com todos os meios possíveis, incluídos os militares, mas não mencionaram o caso sírio.

FONTE: R7

Anúncios

Publicado em 09/16/2014, em Notícias e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. eadem@ig.com.br

    Esse “estado islâmico” criado pela CIA e pelo Mossad pra inventar uma aliança que deverá comprar armas dos EUA pra brincar de fazer guerra e salvar a decrépita situação econômica do Tio Sam é uma armadilha para ops próprios islâmicos que se meterem na empreitada. É que todos os árabes gastarão muito dinheiro e perderão muitos homens nessa bandalheira irresponsável dos EUA-Israel e não sairão mais fortes da empreitada. Pelo contrário,. sairão enfraquecidos e mais fáceis de serem dominados pelo verdadeiro EIXO DO MAL (EUA, Inglaterra, França, Israel e aliados). Seria melhor que ninguém se metesse nisso e deixasse o pepino para os EUA descascarem…

    Curtir

  2. Estado Islamico criado pela CIA…kkkkkkkkkkkkkkFaz me rir… É epoca de “bufão” da corte gozar com mente insana.

    Curtir

Esse espaço é para debate de assuntos relacionados ao Blog, fique á vontade para comentar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: