Força Aérea Brasileira estuda opções para a transição dos Gripen NG até a chegada em definitivo

el avin de pruebas gripen ng saab

Até a chegada dos Gripen NG, a Saab propôs uma solução temporária baseada na venda de caças Gripen C / D da Força Aérea Sueca, por meio de leasing ou arrendamento, entre os anos de 2016 e 2018. Com estas aeronaves a capacidade de se poder manter a superioridade aérea e o treinamento da tripulação seriam fornecidos.

Ainda assim consideraria a hipótese de outras opções para fornecer uma capacidade temporária até a data de entrada do Gripen NG e dentre umas oferecidas foi a chamada “Gap Filler” como forma alternativa, aonde se pagaria pelas horas de vôo, em vez de aquirir ou locar tais aeronaves. Esta opção foi anunciada durante o evento recente, a III mostra BID-Brasil (Defesa Base Industrial), realizada em Brasília, depois que membros do Ministério da Defesa e da Força Aérea Sueca tiveram uma reunião.

Gripen E2

Durante este evento foi oferecido esta alternativa alternativa baseada na “compra de horas de vôo.” Assim, a FAB estaria disposto a pagar para usar essas aeronaves durante 1200-1500 horas de vôo por três ou quatro anos para o Primeiro Grupo de Defesa Aérea (GDA) para continuarem a cumprir suas missões de defesa.

A idéia seria de “alugar” de 12 à 16 aeronave, no entanto hoje esse número pode ser reduzido para 8 até 12 aviões, esta diminuição se dá tanto por problemas orçamentários brasileiros, assim como as necessidades atuais da Força Aérea Sueca em relação a tensão com Russia.

Hungarian_Air_Force_Saab_JAS-39C_Gripen_Lofting-2

Os custos ainda são o principal fator do programa, e na verdade a principal vantagem que o Gripen obteve para vencer a licitação brasileira foi o preço, como a proposta econômica Saab ficou muito aquém do Super Hornet da Boeing e do Dassault Rafale.

Informações ventiladas em midias, deram que acordo firmado para a locação ou arrendamento pela FAB seria cancelado por ponca de cortes nos orçamentos e com isso a Força Aérea estaria disposta a desistir da transição do Gripen devido ao alto custo. A questão é urgente porque em dezembro de 2013, os Mirage 2000 C / B 1ºGDA  forma retirados de serviço e em 2017 também irá começar a retirada de serviços das primeiras unidades de F-5 EM / FM.

 

Fonte: Operacional Segurança & Defesa

 

Anúncios

Sobre Francisco Santos

Francisco Santos é jornalista a mais de 5 anos, hoj é correspondente do Jornal Diário do Estado (Paraná), em seus momentos livres escreve para o Blog Alvo na TV, com colunas críticas, imparcial, profissional ao extremo e dedicad ao mundo da TV. É fundador e dono do Blog de defesa Guerra & Armas, que já conta com um crescimento considerável e esta prestes a se tornar um dos maiores Blogs de defesa do país, com compromisso e credibilidade o jornalista Francisco Santos mostra toda sua qualidade e amor ao que faz.

Publicado em 09/15/2014, em Armas Brasileiras, Força Aérea e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. Deveria-se arrendar logo p possibilitar um bom treinamento das equipes.

    Curtir

  2. Cassete!!! Treina esses pilotos num Simulador…é muito mais barato. Não da”” Daaa só as propinas dos políticos fica menos rendoso para eles.

    Curtir

  3. eadem@ig.com.br

    Coisa mais demorada, chata, cretina e me cheira a mutreta petista e corrupção do próprio mercado. E os militares servindo de escudo pra essas safadezas.

    Curtir

Esse espaço é para debate de assuntos relacionados ao Blog, fique á vontade para comentar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: