EUA ampliam sanções contra a Rússia por crise na Ucrânia

Os Estados Unidos anunciaram nesta sexta-feira (12) uma nova rodada de sanções contra a Rússia por conta de sua intervenção na Ucrânia. As novas sanções afetam as indústrias de petróleo e de defesa e limitam ainda mais o acesso dos grandes bancos russos aos mercados de ações e dívida dos Estados Unidos.

As sanções, que pela primeira vez tiveram como alvo o Sberbank, foram programadas para coincidir com as novas sanções econômicas da União Europeia, também implementadas nesta sexta. Elas incluem restrições de financiamento para algumas estatais russas e congelamento de bens de dirigentes políticos do país.

As novas sanções dos EUA vão apertar o cerco financeiro a seis bancos russos, incluindo o Sberbank, o maior da Rússia em ativos, ao imporem restrições a cidadãos dos EUA para negócios com qualquer emissão de dívida com maturação superior a 30 dias. As informações foram divulgadas pela agência Reuters.

A Transneft, uma das principais companhias energéticas do mundo, também será afetada por esta nova onda de sançõe, informa a France Presse.

Resultados
Após o reforço das sanções ocidentais, o presidente russo Vladimir Putin disse nesta sexta que as sanções não trazem os resultados esperados para aqueles que as decretam.

“As sanções como instrumento de política externa (são) pouco eficazes e não trazem os resultados esperados”, declarou o presidente russo à televisão pública à margem de uma cúpula da Organização de Cooperação de Shanghai (OCS) em Douchanbé.

“Se olharmos o problema em sua integralidade, há mais coisas positivas que negativas”, considerou.

Além disso, o chefe de Estado russo considerou que a situação na Ucrânia está sendo utilizada para “reviver a Otan como um dos elementos da política externa dos Estados Unidos”.

“A Ucrânia foi feita refém dos interesses estrangeiros” e está “sendo utilizada para reviver a Otan”, insistiu.

Segundo ele, as novas sanções do Ocidente contra seu país têm como objetivo prejudicar os esforços de paz no leste da Ucrânia.

FONTE: G1

Publicado em 09/12/2014, em Notícias e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. eadem@ig.com.br

    A incompetência do desgoverno Obama é patente e a cretina manipulação desse palhaço ainda com alma de escravo preto deslumbrado diante dos seus feitores brancos e principalmente, judeus.

    Esse idiota – que deveria ter se contentado em ser dançarino de bordel – está irresponsavelmente levando o mundo a uma situação de insustentabilidade política, econômica e principalmente militar que se redundar em guerra, matará mais da metade da inocente população mundial e principalmente, causará a desgraça da metade norte deste planeta. EUA, Europa e Extremo-Oriente incluídos.

    Insuflado a aparecer como “polícia do mundo”, Obama pune a quem não tem culpa (a Rússia) e dá asas a quem é criminoso (Israel).

    Infelizmente Obama e os EUA se darão mal e infelizes dos idiotas que, na ânsia de aproveitarem beneficiar-se da crise artificialmente criada aliar-se a ele e aos EUA.

    Este recado é válido para Brasil, Alemanha, Índia, Japão e alguns outros, para não se deixarem engabelar pelo canto da vesga e louca sereia norte-americana!

    Curtir

Esse espaço é para debate de assuntos relacionados ao Blog, fique á vontade para comentar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: