Ataque aéreo na Síria sem aval da ONU seria ato de agressão, diz Rússia

O Ministério de Relações Exteriores da Rússia disse nesta quinta-feira (11) que ataques aéreos contra militantes islâmicos na Síria sem um mandato do Conselho de Segurança da ONU seriam um ato de agressão, informou a agência de notícias russa Interfax.

Em pronunciamento nesta quarta, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, declarou que autorizou ataques aéreos dos EUA na Síria e mais ataques no Iraque, em uma ampla escalada da campanha contra o grupo militante Estado Islâmico.

“O presidente dos EUA falou diretamente sobre a possibilidade de ataques pelas Forças Armadas dos EUA contra posições do EIIL na Síria, sem o consentimento do governo legítimo”, disse o porta-voz Alexander Lukashevich.

“A medida, na ausência de uma decisão do Conselho de Segurança da ONU, seria um ato de agressão, uma grosseira violação da lei internacional”, acrescentou.

Em uma entrevista coletiva pouco antes, o porta-voz afirmou que o combate aos militantes islâmicos na Síria e no Iraque só deve ser realizado em conformidade com o direito internacional e com o respeito pela integridade territorial dessas nações.

“É essencial combater esse mal em estrita conformidade com as práticas do direito internacional, as resoluções do Conselho de Segurança da ONU e as outras da ONU em geral … e com estrito respeito pela integridade territorial da Síria e do Iraque”, disse Lukashevich. As informações são da Reuters.

Jihadistas na Síria
O governo da Síria também afirmou que qualquer ação militar no país sem a permissão de Damasco seria um ato de agressão.

“Qualquer ação de qualquer tipo sem o consentimento do governo sírio será um ataque à Síria”, disse o ministro da Reconciliação Nacional, Ali Haidar.

De acordo com a France Presse, o novo emissário da ONU para a Síria, Staffan de Mistura, disse em Damasco que é preciso lutar contra os jihadistas e ao mesmo tempo favorecer um processo político para acabar com a guerra civil no país.

“Está claro que é preciso enfrentar os grupos terroristas”, disse em uma coletiva de imprensa depois de ter se reunido com o presidente sírio, Bashar al-Assad.

“Mas não há contradição e são inclusive complementares a luta contra o terrorismo e as medidas de segurança (…) com a aceleração e a aplicação de um processo político o mais inclusivo” possível, disse De Mistura.

Os Estados Unidos descartaram que Assad integre uma coalizão para lutar contra os jihadistas do Estado Islâmico na Síria e no Iraque.

Nesta quarta, De Mistura se reuniu com o titular das Relações Exteriores sírio, Walid Mualem, no âmbito de sua primeira visita desde sua nomeação em julho substituindo o argelino Lakhdar Brahimi.

O diplomata também se encontrará com opositores do interior tolerados pelo regime, que previsivelmente pedirão que organize novas rodadas de negociações em Genebra.

Brahimi renunciou em maio após dois anos de esforços para colocar fim a uma guerra na qual mais de 191 mil pessoas morreram desde março de 2011.

Grã-Bretanha descarta ataques aéreos
Em Berlim, o chanceler da Grã-Bretanha, Philip Hammond, declarou nesta quinta que a Grã-Bretanha não se unirá aos Estados Unidos em eventuais ataques aéreos contra combatentes do Estado Islâmico na Síria.

“Quero que fique claro que a Grã-Bretanha não vai tomar parte em qualquer ataque aéreo na Síria”, afirmou Hammond.

Em compensação, o chanceler não descartou uma participação em operações contra o Estado Islâmico no Iraque.

FONTE: G1

Anúncios

Publicado em 09/11/2014, em Notícias e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. O Ministério de Relações Exteriores da Rússia disse nesta quinta-feira (11) que ataques aéreos contra militantes islâmicos na Síria sem um mandato do Conselho de Segurança da ONU seriam um ato de agressão, informou a agência de notícias russa Interfax. (citação da materia)

    O ROTO FALANDO DO RASGADO. A MESMA QUE FIZERAM NA UCRANIA.

    Curtir

  2. Unha no Sabugo

    Cabe ao ocidente provar que a Rússia enviou forças para a Ucrânia. Algo que para a tecnologia existente não deve ser difícil. A imagem que andaram mostrando de tanques russos no Donbass, feitas por satélite, foram questionadas. O que parece é que os satélites americanos são de 5a. categoria, pois sequer conseguiram provar por meio de imagens o responsável pela queda do avião malaio. A caixa preta é insondável. Só no final do ano teremos a conclusão do caso. Sobre quem é reconhecidamente e assumidamente invasor, sem autorização de quem quer que seja: o mais notório são os EUA. Isso é inquestionável.

    Como dizia Stanislaw Ponte Preta: “restaure-se a moralidade, ou locupletemo-nos todos”. Isto poderia ser aplicado perfeitamente também aos armamentos nucleares. Se uns têm, todos deveriam ter. Lembremo-nos sempre que os únicos a usarem a bomba contra humanos foram os paladinos da democracia. Portanto, deveriam ser os últimos a criar formas de controle sobre a disseminação destes arsenais.E como todos sabemos, ainda abastecem Israel com este tipo de armamento. Se é a lei do cão que impéra, então deveríamos todos latir juntos. Digo isso com muita tristeza, pois tenho a nítida impressão que caminhamos para o nosso fim. Minhas palavras apenas exprimem minha inconformidade quanto a mentira, a hipocrisia que dominam o jogo diplomático desde sempre.

    Roendo Unha no Sabugo.

    Curtir

  3. eadem@ig.com.br

    Os russos estão certos pois afinal, a Síria é um estado soberano. Mas isso é simples: No caso de alguém atacar, ou passar pelo espaço aéreo sírio para atacar o EI seja aonde for, é só derrubar os aviões dos atacantes.

    Curtir

Esse espaço é para debate de assuntos relacionados ao Blog, fique á vontade para comentar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: