Guardas ucranianos combatem tanques pesados que saíram da Rússia

Guardas de fronteira ucranianos combatem uma coluna de “dezenas” de blindados que atravessaram a fronteira com a Rússia pela região do mar de Azov, informaram as autoridades ucranianas.

“Um comboio de várias dezenas de tanques e veículos blindados cruzou a fronteira ucraniana perto da cidade industrial de Mariupol”, afirmou o porta-voz das forças de segurança, Leonid Matiujin. “Guardas de fronteira interromperam o comboio. A batalha continua”, disse.

Comandantes de uma milícia pró-Ucrânia disseram que cerca de 50 tanques atravessaram a fronteira, e a maior parte deles seguindo para Mariupol.

Mariupol é uma cidade costeira de 500 mil pessoas no mar de Azov, na região de Donetsk, que fica a 50 km da fronteira com a região russa de Rostov e a 110 km do território controlado pelos rebeldes de Donetsk.

A localidade é o coração da indústria metalúrgica do leste da Ucrânia, onde fica uma das maiores fábricas de metais da Ucrânia.

A cidade participou no referendo separatista de 11 de maio para virar “República Popular de Donetsk”, mas está sob controle das tropas de Kiev há vários meses.

Os combates na cidade em 9 de maio deixaram 10 mortos, mas o exército expulsou os separatistas pró-Rússia dias depois.

Mariupol é agora a sede administrativa da região de Donetsk, subordinada a Kiev. O governo local teve que abandonar a capital regional após a chegada dos insurgentes pró-Moscou.

As autoridades regionais divulgaram nesta segunda-feira uma mensagem para tentar tranquilizar a população, na qual afirmam que a administração “funciona com normalidade”.

FONTE: G1

Publicado em 08/25/2014, em Notícias e marcado como , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. eadem@ig.com.br

    Esta estória está mal contada! Simples “guardas de fronteiras” seriam incapazes de resistir a um ataque de blindados. Ora, 50 tanques mais igual número de “outros veículos” equivalem a um ataque por uma força equivalente a um batalhão reforçado ou regimento e os russos não atacariam a Ucrânia apenas com esse efetivo ridículo. Não duvido de algum tipo de hostilidades, mas o cretino que enviou essa notícia não pode ser tão burro a ponto de ignorar o que está acontecendo e não avaliar melhor a situação. E o fato desse noticiarista incompetente mencionar “tanques pesados”, faz-=nos suspeitar de chantagem emocional, pois até onde me lembro, por que os russos lançariam tanques “pesados” num simples assalto a postos de fronteira? Pessoalmente eu não acredito que os mesmos russos que venceram os japoneses e alemães na WWII hajam “se esquecido” de como fazer uma guerra, ou atacar um ponto defendido por uma força inimiga ao ponto de cometerem tamanha asneira sem que esse ataque fizesse parte de um grande ataque generalizado (uma “ponta-de-lança”?) destinado a conquistar toda a Ucrânia Oriental que afinal, sempre foi território russo. E os generais russos lançariam ataques só com tanques isolados e indefesos, sem apoio de infantaria, artilharia e principalmente, sem aviação? Difícil acreditar numa notícia assim… ou como eu já disse: Esta estória está muito mal contada. Refaçam-na, por favor!

    Curtir

Esse espaço é para debate de assuntos relacionados ao Blog, fique á vontade para comentar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: