Arquivos do Blog

América Latina unida seria mais poderosa que a URSS

Muitos subestimam a força e a união, a América Latina vem sendo tratada desde sempre como uma região pobre e que somente serve para exploração de bens e mão de obra, no entanto os países desse enorme continente, tem economias diversificadas, governos sólidos e forças armadas, apesar de nossas forças armadas serem obsoletas e ultrapassadas, contaríamos com o maior e mais bem preparado exército que o mundo já conhecerá desde os tempos do Império Romano sob o comando de César.

A  América latina seria capaz de mobilizar em apenas 24 horas cerca de 1 milhão de homens armados, treinados e já aquartelados, ou seja, já em serviço militar ativo, seríamos capazes também de mobilizar a maior armada de guerra que o mundo já conhecerá desde o Dia ”D” na invasão da Normandia durante a segunda grande guerra, seriam mais de  1.000 navios em prontidão,  cerca de 12 submarinos, o que é relativamente um número pequeno de submarinos tendo em vista que os países latinos tem poucos navios desse tipo.

Caças F-16 do Chile, Su-30 da Venezuela, F-5 e Mirage 2000 do Brasil e Colômbia somados as centenas de Helicópteros, dariam a União latina superioridade incrível em relação aos inimigos, mesmo que o inimigo tenha armas mais avançadas a superioridade numérica estaria do lado da união latina.

Mais de 2 mil tanques de guerra vindos somente do Brasil, outros 1.000 da Argentina, Bolívia, Uruguai, México e Bolívia, sem dúvidas uma união sem precedentes jamais vista no mundo.

Mas é claro que é uma ideia boba e jamais será possível, pois os países tem diferenças culturais acentuadas, e outrora Bolívar já tentou unir esses países mas fracassou graças a Deus, mas não custa nada só relatar aqui no Guerra & Armas uma ideia vaga de como seria esse união.

Como o titulo diz acima seriamos mais poderosos que a URSS e não ao mundo, por isso antes de comentarem preste muita atenção no titulo, pois certamente a OTAN é mais poderosa que essa futura União, no entanto a OTAN pensaria 500 vezes antes de enfrentar um inimigo com tal capacidade, e a OTAN não tem tantos homens treinados assim, eles tem os equipamentos de ponta, mas não quem os opere em tempo Recorde, e nós temos pessoas preparadas na reserva para operar aeronaves, tanques e navios têm, só não temos os equipamentos certos.

Francisco Santos, Guerra & Armas.

%d blogueiros gostam disto: