Arquivos do Blog

A Guarda Municipal (GM) de Campinas adota armamento pesado para conter crime.

Guardas empunham a espingarda T-14, que tem alto poder de precisão
(Foto: Dominique Torquato)

A Guarda Municipal (GM) de Campinas adquiriu armamento pesado para operações de alto risco para conter a criminalidade na cidade. Um grupo especial da corporação passará por treinamento, a partir da próxima semana, para poder utilizar a espingarda T-14 — conhecida por ter um alto poder de precisão e ser baseada no fuzil AR-15. A arma será usada em situações de enfrentamento, apoio às polícias Militar e Federal e também na escolta de magistrados.

“Enquanto uma pistola é indicada para a segurança individual, esse tipo de armamento é considerado de uso coletivo em razão de seu alto poder de parada em defesa da vida. Ela impõe respeito”, disse Sinval Dorigon, secretário de Cooperação nos Assuntos de Segurança Pública. Para ele, a arma também dará mais segurança aos guardas.

A intenção é utilizar o armamento ainda este mês. “Logo após os 32 agentes especiais da corporação receberem treinamento teórico e prático para o manejo de espingardas”, afirmou o comandante da GM, Márcio Boldrin. O curso ocorre entre os dias 16 e 23 deste mês.

“É uma arma de muita precisão que nem a Polícia Militar possui. É muito semelhante e tem características do fuzil AR-15 e, psicologicamente, coloca um respeito muito grande. A munição vai direto na mira e é muito rápida”, informou o tenente coronel do Exército, Fernando Fantazzini. O tenente afirmou que a arma é muito utilizada por colecionadores e em clubes de tiro. O preço médio da T-14 é de cerca de R$ 7,5 mil.

Polêmica

A aquisição do armamento causou insatisfação do Conselho Municipal de Direitos Humanos, que fará nesta quinta-feira uma reunião para tratar do assunto. “Vamos solicitar uma reunião com a Prefeitura. Não queremos esse armamento com a GM. Isso não existe, a Guarda não tem poder de polícia. É um absurdo a aquisição desse armamento sem o conselho ficar sabendo”, afirmou o conselheiro Paulo Mariante. Ele informou que irá solicitar a devolução dessas armas.

Fonte:Rac Via Plano Brasil

%d blogueiros gostam disto: