Guerra entre Brasil e Argentina

Francisco Santos para Guerra & Armas

  1. GUERRA ENTRE BRASIL E ARGENTINA, PARTE I
  2. GUERRA ENTRE BRASIL E ARGENTINA PARTE II
  3. GUERRA ENTRE BRASIL E ARGENTINA PARTE III
  4. GUERRA ENTRE BRASIL E ARGENTINA PARTE  4
  5. GUERRA ENTRE BRASIL E ARGENTINA PARTE 5
  6. GUERRA ENTRE BRASIL E ARGENTINA PARTE 6
  7. GUERRA ENTRE BRASIL E ARGENTINA PARTE 7
  8. GUERRA ENTRE BRASIL E ARGENTINA (PENÚLTIMA PARTE)
  9. GUERRA ENTRE BRASIL E ARGENTINA – INVASÃO FINAL

No ano passado o Guerra & Armas fez um texto onde simulamos um combate entre os EUA e o Brasil, onde muitos leitores e ate mesmo especialistas chegam a conclusão que não ocorrerá, pelo menos não nessa década.

O Brasil e nossos militares sempre tiveram uma espécie de ”Guerra Fria” com a Argentina, ou seja, sempre  desconfiamos e rivalizamos com os Argentinos, sempre brigamos pela hegemonia no hemisfério Sul das Américas, porém o Brasil se deu melhor nessa ”Guerra Fria” e se tornou majoritariamente o país mais poderoso do Hemisfério Sul do continente e ate mesmo de toda a América Latina.

Nossas forças armadas não são diferentes das dos demais países da América Latina, forças armadas modestas e com pouco investimento de seus governos, esse é o panorama da defesa em nosso continente, então vamos lá a simulação, lembrando que não sou especialista e nem mesmo estudioso graduado ou diplomado da área, mas porque não fazermos aqui uma visão de como seria?

A simulação abaixo utiliza nomes de políticos e presidentes fictícios e não tem relação com a realidade. A Matéria será dividida em várias partes, que serão postadas em sequência, a história é meramente fantasiosa é claro, mas por que não deixarmos a imaginação correr solta?

30 de Janeiro de 2014. Brasília/Brasil

O Presidente Michael  Oliveira, deu entrevista na tarde dessa Quinta-Feira para anunciar a abertura do ”Plano Fênix” que consiste no reaparelhamento das forças armadas do Brasil, ao todo serão liberados cerca de 120 bilhões de Reais para aquisição de maios de combate e modernização dos já existentes.

O Ministro da Defesa  Vilas Boas, anunciou o fechamento de um acordo bilionário com os EUA, onde os norte-americanos disponibilizarão uma carta de crédito de 50 bilhões ao governo brasileiro.

Após o anuncio vários países da América Latina e Oriente Médio se manifestaram contra o anúncio da parceria bilionária para reaparelhamento das Forças Armadas, na Argentina o presidente Calheiros repudiou a decisão brasileira e acusou o Brasil de iniciar uma nova corrida armamentista na região, outros presidentes como Orlando Martinez do México e Hugo Pacas do Chile, tomaram  decisão como desestabilizante para paz na região.

10 de fevereiro de 2014 / Força Aérea anuncia compra de aviões de combate para equipar esquadrões

O Comandante da Força Aérea Alindo Júnior  anunciou hoje em Brasília a aquisição de 150 aeronaves de combate F-16 modernizadas provenientes da USAF, essas aeronaves serão substituídas pelos F-35 na USAF e portanto serão cedidas ao Brasil no acordo de defesa assinado pelos dois países, as aeronaves equiparão os esquadrões da Amazônia, Santa Maria no Rio Grande do do Sul e Anápolis em Goiás.

Ainda segundo o Comandante Alindo Jr. Os aviões F-5 E/M já ultrapassados serão retirados do serviço ativo e realocados para a Academia da Força Aérea para serem utilizados na formação de pilotos, ainda segundo o comandante Alindo Junior  o emprego de aeronaves  super-sônicas no treinamento de pilotos acarretará no aumento técnico e na qualidade dos novos pilotos.

O Governo não divulgou o valor total da compra por haver um contrato de sigilo entre governos, mas a compra pode estar estimada em  1,8 bilhões de dólares, já que os aviões foram modernizados recentemente e virão com apoio logístico e de armas.

28 de Março de 2014 / Exército anuncia retomada de projeto do  Veiculo Blindado OSÓRIO II (Tanque), compra de Obuses, e sistema anti-mísseis.

O General Augusto Teixeira, comandante de exército, anunciou que o governo autorizou a compra de 800 Obuses e a produção em maça do Tanque Osório II o qual vinha sendo desenvolvido secretamente por mais de 20 anos na UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e que fora revelado só agora, segundo especialistas a nova geração do antigo projeto da falida ENGESA, é bem mais leve do que o M1 Abrams do USA Army dos EUA, mais ágil e com tecnologia comparável a dos EUA e países europeus.

O General anunciou também a compra do Sistema AVIBRAS ASTROS 2020, e estuda a aquisição de viaturas blindadas VBT Guará  para serem usadas no transporte de tropas, além dos VBT o Exército comprará cerca de 2 mil viaturas de trasporte 4X4 Agrale Marruá, e cerca de  985 caminhões Volkswagen 20-150 para transporte de pessoal.

28 DE MARÇO DE 2014/ FAB VAI VOAR DE F-18 SH e Exército de Mi-28

O Ministro da Defesa, anunciou hoje em visita a Base Aérea da Pampulha em Belo Horizonte, que a Força Aérea optou pelo caça F-18 SH, por ser o mais bem avaliado e melhor qualificado para atender as demandas da FAB, segundo o ministro serão encomendado um lote inicial de 36 aeronaves, e o ministro já confirmou a compra de mais 50 aeronaves adicionais aprovadas na tarde de hoje, pelo congresso nacional e que será assinado pelo Presidente Michel  Oliveira.

Ao lado do ministro da defesa Alindo Teixeira, estava o Coronel Sampaio da 3ª AvEx, segundo o  Coronel, o governo acaba de assinar um contrato de 860 milhões de dólares (Valor fictício)  para aquisição de mais de 58 helicópteros Mi-28 para o Exército, ainda segundo o Coronel  a verba virá de royalties da mineração que são destinados ao exército desde a assinatura do decreto que destina ao EB 3%  dos lucros obtidos com mineração.

21 DE AGOSTO DE 2014 / MARINHA DO BRASIL ANUNCIA COMPRA DE 3 NAVIOS EM COMPRA DE OPORTUNIDADE 

O Brasil acaba de comprar junto a Inglaterra 5 fragatas, um Navio de Apoio Logístico e um Parta Helicópteros no valor de 580 milhões de Euros (Valor Fictício), com essas aquisições a Marinha do Brasil atinge 98% de operacionalidade.

No Rio de Janeiro a população pode ver a primeira operação oficial do NAe São Paulo A-12, que esta em formação com a Fragata Constituição para realizarem o exercício de primeiro voo das aeronaves A-4 modernizadas que deverão pousar no recém re-inaugurado Porta Aviões que foi inteiramente renovado e reformado, com tecnologias avançadas e sistemas digitais.

As Aeronaves A-4 foram inteiramente reformadas e reequipadas com radares e aviônicos de ultima geração..

ARGENTINA TAMBÉM ANUNCIA INVESTIMENTOS EM DEFESA

O presidente Calheiros disse hoje em discurso as forças armadas argentinas, que não permitirá uma hegemonia militar do Brasil sobre a América Latina e também anunciou investimentos militares em seu país, no entanto a Argentina não é vista com bons olhos pelos EUA e países Europeus, ainda mais com a privatização dos bancos americanos e petrolíferas internacionais, abalou ainda mais a Argentina.

A Rússia que esta com seu mercado em expansão na Argentina, ofereceu aviões Su-30 para Argentina que anunciou a compra de  38 aeronaves para fazer frente aos F-18 comprados pelo Brasil no FX-3, no entanto as demais aeronaves argentinas estão em estado de conservação precária  e são facilmente superados pelos recém adquiridos caças AF-16 da FAB (designação dada aos F-16).

Além de investimentos na FAR, o presidente Calheiros anunciou também investimentos da Armada Argentina com a compra de 3 fragatas já usadas da Rússia por 200 milhões de Rubros, no entanto especialistas dizem que Argentina não tem dinheiro para acompanhar a corrida armamentista iniciada pelo Brasil…(Continua)

Essa simulação/Matéria é de propriedade do Guerra & Armas com autoria de Francisco Santos, sua veiculação sem autorização acarreta crimes contra a propriedade e direito autoral.

Continua….

Curta nossa página no Facebook e fique por dentro de mais simulações.

About these ads

Sobre Francisco Santos

Francisco Santos é jornalista a mais de 5 anos, hoj é correspondente do Jornal Diário do Estado (Paraná), em seus momentos livres escreve para o Blog Alvo na TV, com colunas críticas, imparcial, profissional ao extremo e dedicad ao mundo da TV. É fundador e dono do Blog de defesa Guerra & Armas, que já conta com um crescimento considerável e esta prestes a se tornar um dos maiores Blogs de defesa do país, com compromisso e credibilidade o jornalista Francisco Santos mostra toda sua qualidade e amor ao que faz.

Publicado em 01/28/2013, em América do Sul, Argentina, Brasil, Francisco Santos, Geopolítica, Guerras, Guerras Simuladas e marcado como , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 34 Comentários.

  1. Nossa, esta simulação de guerra esta tão interessante que ninguém comentou ainda nada a respeito !!!

    Pois até podemos ter algumas diferenças com os nossos hermanos, mais este
    sempre restrito somente as quatro linhas de um campo de futebol ou em qualquer outro esporte individual ou coletivo, no que resta somos vizinhos e irmãos e um precisa do outro. Até venho a levantar um questionamento, nós aqui do Sul, temos mais haver culturalmente com os hermanos. Do que com muitos outros irmãos brasileiros. Sinal este que devemos continuar pensando na integração da América do Sul, pois com um Mercosul forte e unido, seremos fortes e respeitados, pensando sempre que a União é que faz a força, pois é o que prelaciona a Constituição da República Federativa do Brasil de 1988.

    Dos Principios Fundamentais

    Art.1º…
    Art.2º…
    Art.3º…
    Art.4º A republica Federativa do Brasil rege-se nas suas relações internacionais pelos seguintes principios:

    Parágrafo único. A república Federativa do Brasil buscará a integração econômica, política, social e cultural dos povos da América Latina, visando a formação de uma comunidade latino-americana de nações.

    Sei que esta postagem é ficticia, mais por que terem sempre a grande vontade de verem o Brasil, embaixo das saias dos americanos? Temos que conseguir a nossa independência no que tange as forças de defesa, e no momento comprar armas da Russia e da França, no resto são todos lacraios dos americanos, a França nunca teve embaixo da saia dos yanks e quem ganhou a segunda guerra foram eles os franceses e os russos, pesquisem para ver se não é verdade. Se não fosse eles os USA e os Ingleses tinham perdido.

    Todos criticam o FX-2, mais não vêem o atual momento que o mundo esta passando, a transformação e a rapidez que esta ocorrendo no mundo. O sistema americano faliu, pois a guerra fria acabou, para quem vender armas? A maior indústria deles era a de armas e quem é que comprava a maioria das armas fabricada por eles? Eles mesmos, e agora se afundaram na sua própria podridão.

    Graças a Deus somos um País pácifico, mas precizamos nos defender e termos com o que nos defender se formos atacados, esta na hora do Brasil fabricar suas próprias armas, fazer parceria com a França e Russia, pois ambos no FX-2 ofereceram tecnologia ao Brasil e a França sempre cumpriu o combinado, ao contrário dos USA, vide o caça F-5E, vendido por eles ao Brasil.

    Curtir

  2. ahmadinedjad Sunglasses

    Vou comentar como seria uma declaração de guerra entre Brasil e Argentina:

    10 de fevereiro de 2014 – Governo anuncia compra de aviões de combate para equipar Forças armadas Brasileiras.

    14 de fevereiro de 2014 – Governo anuncia compra de helicópteros de combate para equipar Forças armadas Brasileiras.

    25 de fevereiro de 2014 – Governo anuncia compra de porta-aviões para a marinha do Brasil.

    15 de março de 2014 – Governo anuncia compra de mísseis antiaéreosdpara o sistema de defesa integrado.

    01 de Janeiro de 2035 – Brasil engaveta todos estes projetos, não compra nada, e mesmo assim tem um gasto de 500 milhões de reais durante este processo.

    Mais uma coisa: Países com guerra declarada raramente conseguem comprar armas no mercado internacional, isso é fato. Principalmente se tratando de dois países conhecidos disputando algo. Não haveria vendas de jatos, de navios, de tanques, de mísseis, de nada.

    Simplesmente não haveria um vendedor que iria correr o risco de vender para o Brasil em detrimento de Argentina, ou vice-versa.

    Caso como este ocorreu na guerra das malvinas nos anos 80, a Argentina (assim como o Brasil hoje) não tinha NADA em seus estoques, suas forças armadas eram sucatas, e declararam guerra contra a Inglaterra. Então a argentina foi às compras, queriam comprar jatos e também mísseis exocet da França, pois tinham alguns poucos em seus estoques, e ainda com prazos de validade quando vencendo. Acham que a França iria vender mísseis para uma Argentina em guerra contra o seu vizinho??? Claro que não, a argentina não conseguiu comprar nada de ninguém. E isso ocorre no mundo todo.

    Mais um detalhe: Os maiores estragos que a Argentina causou nas forças Inglesas foi justamente utilizando mísseis Exocet, que causaram danos imensos à marinha inglesa. Estima-se que a Argentina tivesse menos de 20 mísseis destes na guerra. Imaginem se eles ao invés de 20 tivessem 200?? Também não havia colaboração entre as forças argentinas, eles não conversavam entre sí, Até o ajuste das bombas para perfurar os navios ingleses, dados que a marinha argentina tinha, não foram repassados para a aeronáutica argentina. Muitas bombas que acertaram os navios ingleses não explodiram, por estarem com ajustes errados.

    Hugo Chavés é um chato, mas está fazendo o correto: Se armando para EVITAR uma guerra ou invasão, contra qualquer um. Isso é OSTENTAÇÃO de equipamentos, que gera uma DISSUASÃO na força inimiga. É o mesmo que o Irã busca incansavelmente, ter uma bomba nuclear para impedir que qualquer um invada seu território. É aquilo que o BOBO do Saddam Hussein não tinha, achando que seus tanques e alguns jatos iriam barrar ataques prolongados. Caíram em uma noite apenas.

    India e Paquistão são casos típicos, os dois tem bombas e mísseis nucleares, mantém jatos e tanques, defesas prontas. Os dois se mantém nivelados e em relativa paz. Coréia do Norte busca o mesmo que o Irã.

    Brasil não quer guerra? Brasil não quer ser invadido? Então precisa gastar muitíssimo dinheiro em armamento convencional – jatos, navios, submarinos, mísseis. Ou pode também desenvolver mísseis de médio alcance (não para invadir, mas proteger) e ogivas nucleares. Justamente para não usar e se manter em paz.

    Hoje, um país enorme como o nosso deveria ter jatos para defeza territorial em fronteiras e zonas marítimas, artilharias e sistemas de mísseis em fronteiras, além de alguns submarinos nucleares com sistema de mísseis. Não somos imperialistas, não precisamos ter diversas frotas “desfilando” pelo mundo todo pra mostrar que somos os maiorais. Só precisamos ter o suficiente para defender o território e dissuadir os inimigos de quaisquer intenções de invasão por ar, terra e mar.

    Curtir

    • Se fizer-mos uma rápida pesquisa nos sites de defesa ( nosso site contem varios artigos) , é possivel notar que o governo brasileiro está fazendo exatamente o que o amigo acima falou, o FX foi adiado justamente porque não é o momento, pois se adquiridos os favoritos caças franceses primeiro a França não iria transferir toda a tecnologia por irrisórias 4 dezenas de aeronaves, segundo o brasil ainda não tem capacidade tecnologica para receber essa transfência, e terceiro simplesmente a aviação de caça esta obsoleta, nos ultimos dias, noticiou-se que o Brasil pretende adquirir 3 baterias antiaéreas russas, a capacidade de combate desses armamentos e tal, que as chances de sobrevivência de caças (incluindo os famosos F-35) é mínima. Para se ter uma força de defesa operacional e capaz de dissuadir um inimigo, é necessario ter tecnologia de VANT´s e ICBM´s (A pesar de proibido por tratado) e isso nenhum país vende em tempos de guerra.E o governo sabe disso, por isso esta investindo na tecnologia de VANT´s com projeto o ‘falcão’, e na tecnologia de misseis, com a china (CIBRS) e o projeto nacional VLS (ja dominamos a tecnologia dos Exocet´s) A Dissuasão nuclear e fundamental e com o pretexto de fabricar o combustivel para os futuros SNBR o brasil dominou completamente o ciclo de enriquecimento de urânio, sendo assim,a bomba torna-se uma questão de escolha, e nos meios de navios de superficie o Brasil ja possui experiencia, a Corveta barroso e as Fragatas da classe niteroi são exemplos.

      Curtir

  3. Uma guerra muito mal mandada. Os A4 são pos si só ultrapassados. nisto tudo o que conta realmente seria os f35. O posta aviões S. Pulo é ferro velho, vive de problemas, foi adquirido como sucata e continua no seu metie;
    Guerra com os hermanos, so no futebol. no esporte. São gente boa.
    jcarlos

    Curtir

  4. Douglas de Oliveira

    E a parte 3?

    Curtir

  5. só o nosso pais nao investe em nada na defesa do nosso pais os governante só se enterecça mesmo e roba muito dinheiro enquanto isso a nossa suberania fica despreparada como ta hoj isso e uma vergonha nao é porque nos somos um pais pacifico nao devemos se preocupa com nossa sorerania nao temos sim que investir muito bem nas tres defeza marinha execito Eronaltica temos que ta preparado pra defende nosso pais porque se nos nao nos prepara hoj no ficaremos em defeso como muito outro pais que nao se prepararão.

    Curtir

  6. Amigo nós estamos querendo cortar o umbigo com os EUA. Sua história tem uma tendência americanizada. Lembra que a Argentina é nossa aliada no Conselho de Seg.Sulamericano. È claro, é apenas um conto. Más esqueça tecnologia americana. Eles não tem interesse o desenvolvimento do Brasil(Ex: Programa espacial). Quanto aos números de armamento está certo. A história ficaria mais realistica se fosse acerca de invasão estrangeira no Amazonas. Estes que compraro milhões de hectares lá com pretexto de preservar, más querem internacionalizar a Amazonas, de olho na riqueza existente no subsolo. Porém, foram invadidos por brasileirinhos famintos. Graça a fraca política da reforma agrária brasileira. Desculpe. No entanto, a história está muito boa.

    Curtir

    • Acho que os papeis estão invertidos, pois a russia apoiaria um dos seus maiores parceiros economicos que é o brasil.
      O brasil não compraria tecnologia americana isso já ficou claro na aquisição dos caças,seria mais provavel o brasil adquirir tecnologia iraniana ou chinesa parceiros dos quais tem muito a mostrar.
      A argentina está tão afundada hoje que qualquer pais que tentar invadi-la estaria fazendo um favor…

      Curtir

  7. cade a parte 4

    Curtir

  8. muito bom essa simulação de guerra e se você pode me tirar uma duvida você é formado em o que porque eu quero fazer a faculdade em uma aria parecida vlw

    Curtir

  9. o brasil presisa de 3 porta avioes e armas nucleares so pra garantir

    Curtir

  10. DALMIR ROQUE SCHMITZ

    DEUS É GAÚCHO BRASILEIRO.
    ISRAEL SALVOS PELA GRAÇA DE DEUS
    O SENHOR JESUS CRSITO ESTÁ VOLTANDO
    GLORIAS A DEUS. ALELUIA. AMÉM

    Curtir

  11. Nossos vizinhos da america do sul sao nossos irmaos, independente de qualquer diferença politica, cultural ou dialeto. Precisamos nos unir cada vez mais, nao podemos permitir que os paises colonialistas nos roubem ou roubem nossos irmaos como ocorreu em 1982 (guerra das Malvinas). O Brasil esta crescendo, automaticamente crescerá nossos irmaos e a UNASUL a fim de interceptar qualquer ataque de natureza militar. Tememos ataques dos EUA e seus aliados, em contrapartida temos os BRICS em especial a Russia e China, acho que os colonialistas nao sao trouxas, porém não devemos dormir.

    Curtir

  12. poh cara botouo a Rússica como aliado da argentina ta loko… kk

    Curtir

  13. joshua duarte

    É isso mesmo q disseram apenas uma simulacao,o Brasil nao tem peito para realizar algo deste tamanho,e o pior é q nao nos falta dinheiro

    Curtir

  14. Rate This, o amigo escreveu errado. De vero os russos venceram os alemães. O douto amigo esqueceu que os eslavos pediram ajuda aos americanos. Se não fossem os americanos Hitler teria vencido os russos. outro engano. Caso os alemães tivessem derrotado Stalin nunca venceriam os USA. É que esse país já tinha como fabricar armas nucleares e com certeza dizimaria Alemanha.

    Curtir

  15. So um problema. os americanos nao sao nossos amigos e nunca serão. o governo nunca iria a guerra, sempre seria solução diplomatica.

    Curtir

  16. DALMIR ROQUE SCHMITZ

    JESUS CRISTO
    MONARCA
    O REI DA GLORIA
    MONARQUIA
    DALMIR ROQUE SCHMITZ
    JESUS CRISTO
    REI DOS REIS SANTO DOS SANTOS
    JESUS CRISTO, AMÉM

    Curtir

  1. Pingback: Guerra entre Brasil e Argentina Parte 5 | Guerra & Armas

  2. Pingback: Guerra entre Brasil e Argentina Parte 6 | Guerra & Armas

  3. Pingback: Guerra entre Brasil e Argentina Parte 7 | Guerra & Armas

  4. Pingback: Guerra entre Brasil e Argentina Parte 8 (Principio do fim) | Guerra & Armas

  5. Pingback: Guerra entre Brasil e Argentina – Invasão Final | Guerra & Armas

  6. Pingback: Terceira Guerra Mundial: II Parte | Guerra & Armas

  7. Pingback: Terceira Guerra Mundial: Federação das Américas | Guerra & Armas

  8. Pingback: Terceira Guerra Mundial: Parte IV | Guerra & Armas

  9. Pingback: Terceira Guerra Mundial: Parte 7 | Guerra & Armas

  10. Pingback: Terceira Guerra Mundial: Parte 8 | Guerra & Armas

Esse espaço é para debate de assuntos relacionados ao Blog, fique á vontade para comentar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: