curtirGuerra & ArmasOPÇÃO2

Gripen para a FAB: Câmara questiona preço dos caças

Infográfico Gripen NG - imagem via Ministério da Defesa

O governo federal terá que explicar ao Congresso Nacional os motivos que levaram ao aumento de US$ 900 milhões no contrato firmado pela Aeronáutica com a sueca Saab para a compra de 36 caças Gripen NG.

O valor do contrato assinado no dia 24 deste mês é no valor de US$ 5,4 bilhões. No entanto, em dezembro do ano passado, quando foi anunciada a escolha do Gripen NG para a renovação da frota da FAB (Força Aérea Brasileira), o valor do contrato era de US$ 4,5 bilhões.

Anteontem, a Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional aprovou requerimento dos deputados Rubens Bueno (PPS-PR) e Duarte Nogueira (PSDB-SP) que convoca o ministro da Defesa, Celso Amorim, e o comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro-do-Ar Juniti Saito, para prestar esclarecimentos. O Brigadeiro José Augusto Crepaldi Affonso, presidente da Comissão Coordenadora do Programa de Avião de Combate, também foi convocado.

Preço. “Evidencia essa nossa assertiva a majoração da ordem de 20% no valor inicial anunciado há ano pelo ministro da Defesa, Celso Amorim”, afirmou Bueno, em nota. “O valor da operação superou em US$ 900 milhões o que havia sido previsto em dezembro de 2013. A FAB negou que a postergação do anúncio da compra tenha sido influenciada pelo processo eleitoral”, disse Duarte Nogueira, também em nota oficial.

Ainda não foi marcada data para a reunião.

FONTE: O Vale

 

Ator russo gera polêmica ao aparecer em vídeo disparando arma na Ucrânia

Mikhail Porechenkov, ator russo famoso por seus papéis em filmes de ação, aparece ao lado de rebeldes em vídeo (Foto: Reprodução/YouTube/Kazzura)

Um ator russo causou polêmica na Rússia e na Ucrânia depois de aparecer em um vídeo feito no aeroporto de Donetsk disparando com uma metralhadora junto aos separatistas pró-russos, aparentemente na direção de posições ucranianas.

Mikhail Porechenkov, famoso por seus papéis em filmes de ação, aparece sorridente e dizendo: “Isso é um cessar-fogo?”, e em seguida dá uma rajada de metralhadora.

O ator, que se encontra no aeroporto Donesk, onde há meses se trava uma violenta disputa entre tropas de Kiev e rebeldes pró-russos, também usa um capacete e um colete à prova de balas da imprensa. Veja o vídeo no site G1.

As imagens do astro fazendo turismo de guerra provocou revolta dos jornalistas russos e estrangeiros que cobrem o conflito, causa da morte de sete profissionais das notícias.

“Lutamos com dificuldade para proteger os repórteres e um cara com dois neurônios e uma carinha bonita faz uma provocação deste tipo”, afirmou, indignado, o representante da União de Jornalistas de Moscou, Pavel Gusev.

As autoridades de Kiev anunciaram que investigarão o caso envolvendo o ator, que, em sua defesa, afirmou não ter visto a palavra imprensa escrita em seu colete.

OTAN INTERCEPTA 19 AERONAVES MILITARES DA RÚSSIA EM UM DIA!

Por volta das 03h00 CET em 29 de outubro, os radares da OTAN detectaram e rastrearam oito aviões russos que voam na formação sobre o Mar do Norte. Aviões F-16 da Força Aérea Real da Noruega foram acionados, interceptaram e identificaram as aeronaves russas, que incluía quatro bombardeiros estratégicos Tu-95 H Bear e quatro Il-78 aviões-tanque. 
A formação voou da Rússia continental sobre o Mar da Noruega em espaço aéreo internacional . Seis aeronaves russas, em seguida, viraram-se para o norte-leste para a Rússia, enquanto dois bombardeiros Tu-95 H Bear continuaram ao sul-oeste, paralela à costa norueguesa, em direção ao sul-oeste. O avião russo continuou sobre o Mar do Norte, e os caças Typhoon do Reino Unido foram acionados em resposta.
Enquanto sobre o Oceano Atlântico a oeste de Portugal, os dois aviões russos foram interceptados e identificados por caças F-16 da Força Aérea portuguesa. O avião russo virou em direção ao norte-leste, voando para o oeste do Reino Unido. Aeronaves da OTAN a partir do Reino Unido e Noruega estavam lá por e meios da OTAN que no solo e no ar acompanhou o avião russo por toda parte. No momento, os dois bombardeiros Tu-95 apareceram voltando para a Rússia, mas a partir de 16:00 CET a aeronave ainda estavam no ar.
Os aviões da Rússia não apresentaram planos de voo ou mantiveram contatos por rádio com as autoridades civis de controle de tráfego aéreo e eles não estavam usando transponders a bordo. Isso representa um risco potencial para a aviação civil como controles de tráfego aéreo não podem detectar essas aeronaves ou garantir que não haja interferência com o tráfego aéreo civil.

 

Quatro aeronaves russas foram interceptadas ao longo do Mar Negro em 29 de outubro de 2014. Durante a tarde de 29 de outubro, radares da OTAN detectaram e acompanharam quatro aviões russos voando sobre o Mar Negro em espaço aéreo internacional, incluindodois bombardeiros Tu-95 Bear-H e dois Su-27 caças Flanker . Caças da Força Aérea turca foram interceptar os aviões russos e a OTAN continuou a acompanhá-los no espaço aéreo internacional. A partir de 16:00 CET as aeronaves ainda estavam no ar.
Várias aeronaves russas interceptadas ao longo do Mar Báltico em 29 de outubro de 2014. Durante a tarde de 29 de outubro, radares da OTAN detectaram e monitoraram um número de aeronaves russos  voando sobre o Mar Báltico, em espaço aéreo internacional, incluindo 2x MiG-31 Foxhound , 2x Su-34 Fullback , 1x Su-27 Flanker e 2x Su-24 Fencer. Caças F-16 portugueses foram  destinados à missão de Policiamento Aéreo do Báltico e foram acionados em resposta aos aviões russos que voltaram ao seu espaço aéreo.

 

Sete russos Fighter Jets também interceptadas em 28 de outubro de 2014. Durante a tarde de 28 de outubro, radares da OTAN detectaram e rastrearam sete aviões de combate russos que voaram em espaço aéreo internacional sobre o Mar Báltico. As aeronaves foram detectadas em aproximadamente 14:30 CET em 28 de outubro e incluía 2x MiG-31 Foxhound , 2x Su-34 Fullback , 1x Su-27 Flanker e 2x Su-24 Fencer.
Os aviões russos estavam voando no Golfo da Finlândia e foram interceptados por caças Typhoon alemães da Missão de Policiamento Baltic Air da OTAN, a fim de identificar a aeronave e proteger o espaço aéreo dos Aliados. Os aviões russos continuaram no Mar Báltico e foram posteriormente interceptados por caças aliados da Dinamarca, bem como caças da Finlândia e da Suécia , que não são membros da OTAN. Os caças russos continuaram para Kaliningrad Oblast. O avião russo tinha apresentado um plano de vôo com as autoridades de controle de tráfego aéreo, estavam usando transponders, mas não manteve contato por rádio com o controle de tráfego aéreo civil.
Os jatos da OTAN estavam de prontidão durante toda a duração dos dois vôos russos e aviões russos foram continuamente rastreados usando ativos aliadas na terra e no ar. OTAN realizou mais de 100 interceptações de aeronaves russas em 2014 até à data, que é cerca de três vezes mais do que foram realizados em 2013.

FONTE: http://www.atlanticcouncil.org/blogs/natosource/nato-intercepted-19-russian-military-aircraft-today

Marinha do Brasil compra mísseis AM39 e SM39 Exocet da MBDA

exocets

A Marinha do Brasil adiquiriu diversos sistemas de armas da MBDA France. Dentre estes sistemas, estão os mísseis antinavio AM39 e SM39 Exocet (lançado de submarino).

DIRETORIA DE SISTEMAS DE ARMAS
EXTRATO DE INEXIGIBILIDADE
DE LICITAÇÃO N 9/2014

Processo n 63435.003694/2014-51. Objeto: Aquisição de Sistema de Armas. Contratada: MBDA France. Fundamento Legal: Inciso I do art. 25 da Lei 8.666/1993. Valor: 131.739.000,00 EUR. Ratificação em 27/10/2014 pelo VA ALIPIO JORGE RODRIGUES DA SILVA (Diretor).

Combatentes do Exército Sírio Livre entram na Síria para defender Kobane

Um grupo de rebeldes do Exército Sírio Livre (ESL), que luta contra o regime de Damasco, entrou nesta quarta-feira (29) na Síria a partir da Turquia para ajudar os combatentes curdos nos combates contra os jihadistas na cidade de Kobane, informou uma fonte turca.

A fonte, que pediu anonimato, afirmou que 150 combatentes do ESL atravessaram a fronteira durante a noite. O Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), ONG com sede em Londres, confirmou a informação, mas citou 50 rebeldes.

A agência de notícias pró-curda Firat afirmou que os combatentes atravessaram a fronteira a bordo de oito veículos.

A informação ainda não teve confirmação oficial, nem uma indicação sobre a procedência dos combatentes antes de chegar a Turquia.

O governo turco, que defende a saída do presidente Bashar al-Assad como única solução para o conflito sírio, apoia os rebeldes do ESL.

Paralelamente, os peshmergas, combatentes curdos procedentes do Iraque, permaneciam nesta quarta-feira em território turco, à espera de uma transferência para ajudar nos combates em Kobane, cidade curda da Síria atacada há várias semanas pelos jihadistas do grupo Estado Islâmico (EI).

Um primeiro contingente de peshmergas estava em um local secreto da cidade de Suruc, perto da fronteira síria, segundo uma fonte turca.

Outro contingente, equipado com armas pesadas, entrou nesta quarta-feira na Turquia procedente do Iraque pelo posto de fronteira de Habur.

Os dois grupos devem atravessar a fronteira para a Síria juntos, segundo a mesma fonte.

Os combatentes que cruzaram a fronteira em Habur foram muito aplaudidos pelos curdos turcos, que os esperavam com bandeiras curdas.

FONTE: G1

Página do Exército brasileiro no Facebook recebe milhares de pedidos de intervenção militar

Página do Exército no Facebook recebe centenas de pedidos de novo golpe

A página oficial do Exército brasileiro no Facebook tem recebido milhares de mensagens de eleitores insatisfeitos com a reeleição da presidente Dilma Rousseff. Inconformados com a vitória da petista, os mais exaltados deixam pedidos de uma “intervenção militar”.

A hashtag #IntervençãoJá tem sido utilizada pelos usuários para propor um novo golpe militar no país. A silga “S.O.S”, que significa socorro, também tem sido amplamente compartilhada.

Os responsáveis pelos pedidos de uma nova intervenção afirmam que a eleição de Dilma resultará em uma “ditadura comunista”. Os militares são acusados ainda de serem “coniventes” com a “implantação do comunismo no Brasil”.

As mensagens estão sendo deixadas nas fotos compartilhadas pela página. Nenhuma das mensagens do Exército Brasileiro faz menção às eleições ou a reeleição de Dilma.

“Os senhores, em vez de ficar colocando fotos que não tem nada a ver, deveriam estar numa reunião descutindo a intervenção militar. Vcs juraram na bandeira, vão deixar um bando de comunistas acabarem com o país? Acordem generais”, escreveu um usuário.

Reações extremas

Logo após o anúncio do resultado das eleições 2014, a internet virou palco de reações extremas de brasileiros insatisfeitos com o atual governo. Ainda na noite de domingo, um evento foi criado no Facebook pedindo o impeachment da presidente Dilma Rousseff. Marcado para segunda-feira, o protesto reuniu dezenas de pessoas, no Largo da Batata, em São Paulo.

Um abaixo-assinado pedindo a saída de Dilma da Presidência da República, criado em 2013, também voltou a circular nas redes sociais. O documento reúne pouco mais de 2,140 milhão de assinaturas. No texto do abaixo-assinado, são feitas reclamações genéricas sobre a Copa do Mundo e a corrupção.

 

 

 

Rússia diz que reconhecerá eleições feitas por separatistas na Ucrânia

A Rússia reconhecerá os resultados das eleições legislativas e presidenciais que acontecerão no dia 2 de novembro nas regiões do leste ucraniano controladas pelos insurgentes pró-Rússia, anunciou o ministro russo das Relações Exteriores, Serguei Lavrov.

“Esperamos que as eleições sejam celebradas como estão previstas e reconheceremos, certamente, os resultados”, declarou Lavrov ao jornal Izvestia.

“Esperamos que a expressão do povo seja livre e que ninguém do exterior tente perturbar”, completou.

Para Lavrov, as eleições em duas “repúblicas” proclamadas pelos separatistas “serão muito importantes para legitimar as autoridades”.

As regiões sob controle dos insurgentes não participaram nas eleições legislativas de domingo passado no restante da Ucrânia. As lideranças separatistas prometeram organizar uma votação no dia 2 de novembro.

FONTE: G1

%d blogueiros gostam disto: